Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Novo treino de classificação tem resistência das equipes de F1

compartilhar
comentários
Novo treino de classificação tem resistência das equipes de F1
Por:
12 de abr de 2019 05:38

Planos para introduzir um sistema dividido em quatro partes para 2020 permanece indefinido, após novas discussões na China nesta quinta-feira

Os chefes de equipes da F1 se encontraram com o diretor técnico da FIA, Nikolas Tombazis, e com o diretor esportivo da F1, Steve Nielsen, para discutir os prós e contras do sistema proposto, que eliminaria quatro carros após o primeiro, segundo e terceiro estágios, deixando oito para disputar o Q4. Os oito primeiros pilotos largariam na corrida com as mesmas especificações de pneus que utilizaram no Q4.

O Grupo Liberty, proprietários dos direitos comerciais da F1, está interessado em ter o novo sistema porque se acredita que isso criaria um risco extra.

Leia também:

Uma pesquisa de mercado sugeriu que atualmente muitos fãs sintonizam a TV para assistir apenas a última parte da classificação, e que há um desejo de agradar as emissoras, tornando o show de uma hora mais atraente.

Os planos foram discutidos anteriormente pelos chefes de equipe, bem como pelos membros do grupo de estratégia da F1. No entanto, nesta ocasião as equipes estavam armadas com mais informações depois de algumas simulações de como a classificação funcionaria sob as novas regras. A McLaren e a Williams prepararam alguns dados detalhados, enquanto a equipe da Woking e a Alfa Romeo trouxeram estrategistas para a reunião.

Fontes sugerem que apenas uma das 10 equipes presentes mostrou algum apoio real para o novo formato. O consenso era que um sistema de quatro partes não melhoraria o espetáculo e que o Q4 seria um anticlímax.

É amplamente alegado que os seis dos oito pilotos que chegarem ao Q4 seriam quase certamente dos três melhores times estabelecidos, e que os outros dois pilotos não correriam ou apenas se esforçariam, e se contentariam com os sétimo e oitavo lugares do grid.

Acredita-se também que as equipes de ponta iriam em breve usar o pneu mais duro no Q4, o que significaria que eles provavelmente começariam com os mesmos pneus que os de trás, que agora teriam uma escolha livre. Isso reduziria a variedade de estratégia no dia da corrida.

A falta de pneus para as quatro sessões tem sido apontada como uma possível desvantagem, especialmente porque a Pirelli deixou claro que, devido a problemas de custo, não está disposta a aumentar seu compromisso atual.

Equipes levam atualizações para o GP da China

Se nos bastidores o clima é quente sobre a mudança do formato do treino de classificação, para o GP da China os times da Fórmula 1 esperam dar um passo à frente no desenvolvimento do carro. Confira o conteúdo exclusivo através da lente do italiano Giorgio Piola, maior especialista técnico da imprensa mundial, com as principais novidades que circulam em Xangai:

Galeria
Lista

Mercedes AMG F1 W10: detalhe da asa dianteira

Mercedes AMG F1 W10: detalhe da asa dianteira
1/18

Foto de: Giorgio Piola

A Mercedes apresentou um novo design da placa da asa dianteira para o GP da China, com uma borda mais contornada.

Mercedes AMG F1 W10: detalhe da asa dianteira

Mercedes AMG F1 W10: detalhe da asa dianteira
2/18

Foto de: Giorgio Piola

Como comparação, temos uma imagem da placa anterior com especificação mais antiga, apoio simplificado e base mais longa.

Mercedes AMG F1 W10: detalhe da asa dianteira

Mercedes AMG F1 W10: detalhe da asa dianteira
3/18

Foto de: Giorgio Piola

Emparelhada com as alterações, a borda principal também foi ajustada.

Detalhes da traseira da Red Bull Racing RB15

Detalhes da traseira da Red Bull Racing RB15
4/18

Foto de: Giorgio Piola

Uma boa visão geral da extremidade traseira do RB15.

Detalhe da roda da Red Bull Racing RB15

Detalhe da roda da Red Bull Racing RB15
5/18

Foto de: Giorgio Piola

Um close-up do design da roda dianteira da Red Bull, que apresenta um anel interno colocado para afetar a passagem do fluxo de ar ao redor e através do aro.

Detalhe da traseira da Ferrari SF90

Detalhe da traseira da Ferrari SF90
6/18

Foto de: Giorgio Piola

Um close-up do difusor do SF90 com as perfurações utilizadas para aumentar seu rendimento.

Detalhe da frente da Racing Point RP19

Detalhe da frente da Racing Point RP19
7/18

Foto de: Giorgio Piola

Um vislumbre sob as tampas do tambor de freio dianteiro da Racing Point revela vários tubos que direcionam o fluxo de ar através do aro para aumentar o efeito aerodinâmico.

Detalhe da frente da Racing Point RP19

Detalhe da frente da Racing Point RP19
8/18

Foto de: Giorgio Piola

É importante notar que um winglet está sendo usado para desviar o fluxo para o duto de freio dianteiro.

Detalhe do assoalho da Racing Point RP19

Detalhe do assoalho da Racing Point RP19
9/18

Foto de: Giorgio Piola

A Racing Point alterou as ranhuras e aumentou o número para três.

Mecânicos da Ferrari com asa dianteira do SF90

Mecânicos da Ferrari com asa dianteira do SF90
10/18

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Uma vista fantástica da asa dianteira da Ferrari por baixo revela os vários contornos das abas e a orientação das curvas sob o spoiler.

Detalhe do bargeboard da Ferrari

Detalhe do bargeboard da Ferrari
11/18

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Uma olhada nos vários elementos em forma de L que compõem o painel defletor no SF90.

Detalhe do bargeboard da Ferrari

Detalhe do bargeboard da Ferrari
12/18

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Uma excelente vista dos vários elementos que compõem o bargeboard.

Detalhe lateral da Mercedes AMG F1 W10

Detalhe lateral da Mercedes AMG F1 W10
13/18

Foto de: Giorgio Piola

O Mercedes W10 sem tempo propicia uma visão da unidade de potência e do layout auxiliar.

Detalhe da asa dianteira da Alfa Romeo Racing C38

Detalhe da asa dianteira da Alfa Romeo Racing C38
14/18

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Uma visão geral de cima para baixo da asa dianteira da Alfa Romeo mostra como as abas foram divididas.

Detalhe da asa dianteira da Ferrari SF90

Detalhe da asa dianteira da Ferrari SF90
15/18

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Esta vista frontal da asa dianteira da Ferrari SF90 mostra claramente como a parte mais externa da asa desce para alcançar a placa terminal.

Detalhe do motor da Toro Rosso STR14

Detalhe do motor da Toro Rosso STR14
16/18

Foto de: Giorgio Piola

A foto mostra como a unidade de potência e os acessórios da Honda estão instalados dentro do carro.

Detalhe traseiro da Racing Point RP19

Detalhe traseiro da Racing Point RP19
17/18

Foto de: Giorgio Piola

O Racing Point RP19 sem carroçaria mostra como a unidade de potência e os acessórios estão instalados.

Detalhe aerodinâmico do Red Bull Racing RB15

Detalhe aerodinâmico do Red Bull Racing RB15
18/18

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Observe como as aberturas do winglet casam com a base abaixo para serem consideradas legais.

Próximo artigo
Ferrari introduz novo sistema eletrônico para resolver falha em carro de Leclerc

Artigo anterior

Ferrari introduz novo sistema eletrônico para resolver falha em carro de Leclerc

Próximo artigo

Bottas termina sexta-feira como o mais rápido do dia na China

Bottas termina sexta-feira como o mais rápido do dia na China
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper