Fórmula 1
29 ago
-
01 set
Evento encerrado
05 set
-
08 set
Evento encerrado
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
31 out
-
03 nov
Próximo evento em
14 dias
14 nov
-
17 nov
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
42 dias

Caça a Hamilton e luta contra o desemprego em jogo no GP da Hungria

compartilhar
comentários
Caça a Hamilton e luta contra o desemprego em jogo no GP da Hungria
Por:
, Repórter
1 de ago de 2019 12:52

No último GP antes das férias da F1, Hamilton ainda é o homem a ser batido, enquanto ameaçados buscam mostrar serviço

Depois de três corridas excelentes na Áustria, na Grã-Bretanha e na Alemanha, a Fórmula 1 desembarca em Budapeste para mais uma etapa. Recheado de curiosidades brasileiras (veja em galeria especial no fim desta matéria), o GP da Hungria pode ser decisivo para o futuro de médio prazo de vários pilotos, já que a F1 vai para suas férias depois deste fim de semana. E as equipes vão aproveitar o hiato para definir o seu futuro.

Cada vez mais pressionado na Red Bull, Pierre Gasly voltou a decepcionar na última prova e está com a cabeça a prêmio. Apesar de ter superado o companheiro Kevin Magnussen em Hockenheim, Romain Grosjean também precisa mostrar serviço pra seguir na Haas. Vida difícil para os franceses.

Leia também:

Outro que decepcionou na Alemanha foi Nico Hulkenberg. Correndo em casa, o alemão bateu no fim da prova e jogou fora uma disputa pelo pódio, ainda inédito na F1 - ele, aliás, é o piloto com mais provas (169) sem pódio na categoria. 

Quem ganhou sobrevida no último fim de semana foi Robert Kubica. O polonês surpreendeu e conseguiu o primeiro ponto da Williams na temporada 2019. Ainda que auxiliado pela punição às Alfas, Kubica teve méritos ao superar o companheiro George Russell, de modo que pode calar os críticas por alguns dias.

No âmbito esportivo, a Mercedes ainda segue como a equipe número 1. E, cada vez mais, Lewis Hamilton desponta como o homem a ser batido. Neste sentido, a própria Red Bull aponta a escuderia germânica como favorita na Hungria. Mas todos, inclusive Valtteri Bottas, estarão 'caçando' Hamilton. Confira esses e outros aspectos em jogo no GP deste fim de semana:

Caça a Hamilton

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10 runs wide

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10 runs wide

Photo by: Steve Etherington / LAT Images

Apesar do "pior GP em muito tempo" na Alemanha, o pentacampeão segue tranquilo rumo ao hexa. O britânico tem larga vantagem na tabela e seu companheiro vive momento difícil. Bottas não aproveitou uma grande oportunidade em Hockenheim e perde força como candidato ao título. Além de tudo, Hamilton terá o circuito de Hungaroring como aliado: chefe da Red Bull, Christian Horner já apontou a Mercedes como o carro mais bem preparado para a pista húngara.

Gasly por um fio

Pierre Gasly, Red Bull Racing RB15

Pierre Gasly, Red Bull Racing RB15

Photo by: Sam Bloxham / LAT Images

Depois de um péssimo começo de temporada, o francês da Red Bull deu pinta de que poderia esboçar uma reação, mas voltou a fracassar na Alemanha, onde errou no fim da prova e acabou não pontuando. Para piorar sua situação, Daniil Kvyat ainda levou a Toro Rosso ao pódio. Por tudo isso, o GP da Hungria, que antecede as férias da F1, é de suma importância para a continuidade de Gasly, que precisa mostrar serviço.

Pressão sobre Grosjean

Kevin Magnussen, Haas VF-19 and Romain Grosjean, Haas VF-19 battle

Kevin Magnussen, Haas VF-19 and Romain Grosjean, Haas VF-19 battle

Photo by: Zak Mauger / LAT Images

Outro que está com a corda bamba na categoria, Grosjean teve melhor sorte em Hockenheim. Ele superou Magnussen, mas até nisso irritou a Haas: a dupla se tocou e o chefe da escuderia, Gunther Steiner, precisou intervir para que não houvesse mais confusão. Como não foi o primeiro entrevero entre a dupla, o dirigente admitiu usar ordens de equipe daqui pra frente. E a situação de Grosjean segue ruim, sem contar os inúmeros candidatos à sua vaga (inclusive Pietro Fittipaldi).

Futuro de Hulkenberg

Nico Hulkenberg, Renault F1 Team, climbs out of his damaged car and retires from the race

Nico Hulkenberg, Renault F1 Team, climbs out of his damaged car and retires from the race

Photo by: Jerry Andre / Sutton Images

O alemão é respeitado na F1, mas vem dando subsídio à fama de 'fracassado'. E o GP da Alemanha feriu sua reputação: em meio à disputa pelo seu primeiro pódio, Hulk errou em frente à sua torcida e abandonou mais uma prova. É fato que o piloto tem qualidade, mas a imagem de Hulkenberg vem piorando ao longo dos anos. Com isso, a Renault pode optar por outro nome para o ano que vem. E isso promoveria uma grande dança das cadeiras, já que Hulk tem mercado.

Sobrevida de Kubica

Robert Kubica, Williams Racing, congratulates Daniil Kvyat, Toro Rosso, 3rd position, in Parc Ferme

Robert Kubica, Williams Racing, congratulates Daniil Kvyat, Toro Rosso, 3rd position, in Parc Ferme

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

Depois de sua incrível volta à F1, Kubica logo percebeu que não teria vida fácil em 2019. Ao volante do pior carro do grid, o polonês sofreu desde a pré-temporada. Ainda assim, a disputa da categoria é dura e ele ficou para trás: Kubica foi constantemente batido pelo companheiro, o novato George Russell. Na Alemanha, porém, o polonês levou a melhor, e contou com a sorte para dar à Williams seu primeiro ponto na temporada. Caso vá bem na Hungria, Kubica ganha importante sobrevida.

GALERIA - Brasileiros do céu ao inferno: as curiosidades do GP da Hungria

Galeria
Lista

O GP da Hungria de Fórmula 1 chega à sua 34ª edição – todas em Hungaroring - no próximo fim de semana. A primeira corrida valendo pelo campeonato foi em 1986, com a vitória de Nelson Piquet.

O GP da Hungria de Fórmula 1 chega à sua 34ª edição – todas em Hungaroring - no próximo fim de semana. A primeira corrida valendo pelo campeonato foi em 1986, com a vitória de Nelson Piquet.
1/10

Foto de: Rainer W. Schlegelmilch

Tazio Nuvolari venceu uma prova em 1936, em Népliget, mas sem valer pelo campeonato como conhecemos hoje.

Tazio Nuvolari venceu uma prova em 1936, em Népliget, mas sem valer pelo campeonato como conhecemos hoje.
2/10

Foto de: LAT Images

Voltando ao início da atual jornada, os brasileiros fizeram bonito nas primeiras edições. Piquet repetiu o feito em 1987, Ayrton Senna triunfou em 1988. O piloto, então na McLaren, voltou a vencer em 1991 e 1992.

Voltando ao início da atual jornada, os brasileiros fizeram bonito nas primeiras edições. Piquet repetiu o feito em 1987, Ayrton Senna triunfou em 1988. O piloto, então na McLaren, voltou a vencer em 1991 e 1992.
3/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

Rubens Barrichello foi o último brasileiro a subir no degrau mais alto do pódio, em 2002.

Rubens Barrichello foi o último brasileiro a subir no degrau mais alto do pódio, em 2002.
4/10

Foto de: Ferrari Media Center

Lewis Hamilton é o recordista de vitórias em Hungaroring com seis (2007, 2009, 2012, 2013, 2016 e 2018).

Lewis Hamilton é o recordista de vitórias em Hungaroring com seis (2007, 2009, 2012, 2013, 2016 e 2018).
5/10

Foto de: Manuel Goria / Motorsport Images

A McLaren é o time que mais venceu, com 11 triunfos.

A McLaren é o time que mais venceu, com 11 triunfos.
6/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

A Hungria é o local que recebeu as primeiras vitórias nas carreiras de Damon Hill (1993), Fernando Alonso (2003), Jenson Button (2006) e Heikki Kovalainen (2008).

A Hungria é o local que recebeu as primeiras vitórias nas carreiras de Damon Hill (1993), Fernando Alonso (2003), Jenson Button (2006) e Heikki Kovalainen (2008).
7/10

Foto de: LAT Images

A Hungria também é um lugar enigmático para Felipe Massa. Em 2009 o brasileiro sofreu o maior acidente da carreira, com uma mola atingindo seu capacete durante o treino de classificação.

A Hungria também é um lugar enigmático para Felipe Massa. Em 2009 o brasileiro sofreu o maior acidente da carreira, com uma mola atingindo seu capacete durante o treino de classificação.
8/10

Foto de: XPB Images

Vivendo a melhor fase da carreira, o acidente o tirou das pistas até o fim daquela temporada.

Vivendo a melhor fase da carreira, o acidente o tirou das pistas até o fim daquela temporada.
9/10

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

Já no último ano da sua carreira, em 2017, Massa acabou passando mal e teve que se ausentar da prova.

Já no último ano da sua carreira, em 2017, Massa acabou passando mal e teve que se ausentar da prova.
10/10
Próximo artigo
F1: Chefe da Red Bull prevê domínio da Mercedes no GP da Hungria

Artigo anterior

F1: Chefe da Red Bull prevê domínio da Mercedes no GP da Hungria

Próximo artigo

Alfa Romeo apresenta recurso contra punições do GP da Alemanha

Alfa Romeo apresenta recurso contra punições do GP da Alemanha
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Autor Carlos Costa