Fórmula 1: organizadores anunciam GP de Miami em 2021; entenda

Prova deve acontecer na área do Hard Rock Stadium, casa dos Miami Dolphins, time de futebol americano. Veja detalhes

Fórmula 1: organizadores anunciam GP de Miami em 2021; entenda
Carregar reprodutor de áudio

Os planos para executar o Grand Prix de Miami no complexo do estádio Hard Rock na temporada 2021 tiveram um grande avanço com a confirmação de um acordo prévio entre a Fórmula 1 e os promotores locais.

 

Tendo abandonado as tentativas iniciais de executar a corrida na área do porto - devido à oposição local e às complicações de obter permissões de várias autoridades - o foco foi na área ao redor do estádio, que também é de propriedade do promotor Stephen Ross.

Leia também:

Foi desenvolvido um layout de pista que utiliza terrenos pertencentes ao complexo esportivo (imagens abaixo), conhecido por ser a casa dos Miami Dolphins, time de futebol americano. O estádio para cerca de 70 mil pessoas receberá o Super Bowl 2020.

Miami track rendering
Miami track rendering
1/4
Miami track rendering
Miami track rendering
2/4

Foto de: Hard Rock Stadium

Miami track rendering
Miami track rendering
3/4

Foto de: Hard Rock Stadium

Miami track rendering
Miami track rendering
4/4

Foto de: Hard Rock Stadium

Além disso, o traçado também inclui cerca de 800 metros de vias públicas ao longo da Northwest 199th Street, ao sul do estádio. Uma declaração conjunta do CEO do Dolphins, Tom Garfinkel, e do diretor comercial da F1, Sean Bratches, foi divulgada no site www.f1mia.com.

"Estamos entusiasmados em anunciar que o estádio Hard Rock e a Fórmula 1 chegaram a um acordo prévio para sediar o primeiro Grand Prix de Miami, com um impacto anual estimado de mais de 400 milhões de dólares (cerca de 1,660 bilhão de reais) e 35.000 diárias de hotéis”.

"Estamos profundamente gratos aos fãs, autoridades e à indústria do turismo por sua paciência e apoio durante o processo. Estamos ansiosos para trazer pela primeira vez o maior espetáculo de corridas do planeta para uma das regiões mais icônicas do mundo".

Em seu perfil no Twitter, Garfinkel indicou que a corrida seria realizada em maio. Entretanto, o mês tradicionalmente está ocupado com eventos europeus, incluindo o tradicionalíssimo GP de Mônaco de F1.

"A maior corrida de F1 do mundo nunca esteve na Flórida", escreveu ele. "Imagine pessoas vindo de todo o mundo em maio, indo a vários clubes e acomodações de classe mundial. Barcelona, ​​Mônaco... e agora Miami. Vamos fazer  acontecer”.

Embora o traçado do estádio Hard Rock exija o apoio de menos autoridades do que o percurso original do porto - onde a autoridade de Bayfront Park se mostrou particularmente difícil -, ainda será necessário o apoio da Comissão do Condado de Miami-Dade.

Uma reunião de moradores locais no mês passado teve muitos expressando suas preocupações sobre a corrida, e a comissária do condado, Barbara Jordan, que sediou a reunião, disse que se opunha ao evento.

compartilhar
comentários
Bastidores: veja como a F1 fez 'milagre' para GP do Japão acontecer
Artigo anterior

Bastidores: veja como a F1 fez 'milagre' para GP do Japão acontecer

Próximo artigo

Toro Rosso recebe aprovação para mudar de nome em 2020

Toro Rosso recebe aprovação para mudar de nome em 2020