Rosberg acredita que carro tenha melhorado com atualizações

Piloto lembra da glória de vencer em Mônaco e não acha que Mercedes terá mesmo ritmo do principado em Montreal

Rosberg acredita que carro tenha melhorado com atualizações
Carregar reprodutor de áudio
Nico Rosberg na coletiva da FIA

Tendo ganhado 30 anos depois do pai em Mônaco, Rosberg se tornou o segundo filho de piloto a vencer em uma mesma pista que o pai. Os Rosbergs fazem companhia aos Hills, que venceram em Monza primeiramente com Graham e depois com Damon.

Nico fala do quão especial foi ganhar em Mônaco: Sim, ganhar em Monte Carlo foi um sonho. Moro lá e foi fantástico. Meu pai sempre me disse que ganhar em Mônaco para um piloto é uma das melhores coisas e ganhar o mundial. E sim, foi fantástico. Foi uma experiência muito boa”, disse ao TotalRace no Canadá.

Sobre o desgaste de pneus nas 70 voltas da corrida no domingo, o alemão espera mais dificuldades do que em Monte Carlo. “Posso te dizer que domingo à noite estávamos em uma grande festa e a Pirelli não era um tema. Mas aqui, Montreal é um circuito difícil, gasta muito os pneus e a Pirelli está aqui com os supermacios. Será difícil este fim de semana. Espero que tenhamos melhorado um pouco o carro. Seguramente em classificação iremos bem, mas na corrida não sei. Temos muitos pontos de ultrapassagem aqui.”

Mesmo assim, Rosberg afirma que a Mercedes pensou muito em ritmo de prova e tentará amanhã reduzir o desgaste nos pneus mais duros. “Vamos pensar na corrida. É importante para nós entendermos o que acontece com os pneus e ir melhor com os que desgastam menos e este será um fim de semana difícil para este tema com os supermacios.”

“Acho que melhoramos sim, Mônaco é diferente. Espero que estejamos um pouco melhor agora. Vamos ver”, finalizou.

compartilhar
comentários
Massa se recusa a comentar polêmica com teste da Mercedes
Artigo anterior

Massa se recusa a comentar polêmica com teste da Mercedes

Próximo artigo

Para Vettel, teste ajudou Mercedes: "Qualquer volta importa"

Para Vettel, teste ajudou Mercedes: "Qualquer volta importa"
Carregar comentários