Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
59 dias
06 mai
Próximo evento em
101 dias
20 mai
Próximo evento em
115 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
129 dias
10 jun
Próximo evento em
136 dias
24 jun
Próximo evento em
150 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
157 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
171 dias
29 jul
Próximo evento em
185 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
213 dias
02 set
Próximo evento em
220 dias
09 set
Próximo evento em
227 dias
23 set
Próximo evento em
241 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
248 dias
07 out
Próximo evento em
255 dias
21 out
Próximo evento em
269 dias
28 out
Próximo evento em
276 dias
05 nov
Próximo evento em
284 dias
R
GP da Austrália
18 nov
Próximo evento em
297 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
312 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
321 dias

Sainz celebra ano “agressivo” que rendeu chance na Renault

compartilhar
comentários
Sainz celebra ano “agressivo” que rendeu chance na Renault

Espanhol admitiu que precisou ter outra abordagem nas corridas para aproveitar oportunidade de mudar de equipe em 2017

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team RS17
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team RS17
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team RS17
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team RS17 with Aero Sensors
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team RS17

Carlos Sainz admitiu que precisou ter uma abordagem mais agressiva durante a temporada de 2017 da F1 para ter a oportunidade de trocar de equipe.

O espanhol, que disputou sua terceira campanha na categoria, acabou por se destacar em seu início na Toro Rosso, ofuscando com sobras seu então colega de equipe, Daniil Kvyat.

Isso chamou a atenção de nomes como a Renault, o que lhe representou um convite que se concretizou ainda em 2017.

“Definitivamente eu fui mais agressivo neste ano”, comentou, segundo o site Motorsport Week.

“Eu precisava ser mais agressivo para marcar pontos, já que não estávamos nos classificando entre os dez primeiros com a Toro Rosso neste ano. Estávamos com dificuldades, então era preciso ser muito mais agressivo aos domingos.”

“Isso pode ter significado que eu tivesse mais abandonos do que eu queria, mas acho que valeu a pena. Se você olhar para a tabela do campeonato e meus pontos com as oportunidades que tive, acho que foi um ano muito positivo.”

“Eu sabia que, para estar na Renault no fim do ano, eu precisava fazer coisas especiais e brilhar mais, arriscar um pouco mais.”

Sainz fechou a temporada de 2017 no nono lugar, com 54 pontos – 48 deles marcados pela Toro Rosso, seis pela Renault.

Ferrari avisa que ameaça de deixar a F1 "é séria"

Artigo anterior

Ferrari avisa que ameaça de deixar a F1 "é séria"

Próximo artigo

Kubica: “Tenho mais limitações no dia a dia do que em um F1”

Kubica: “Tenho mais limitações no dia a dia do que em um F1”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Carlos Sainz Jr.