Sainz “não gostaria de começar” temporada 2024 sem novo contrato na F1

Espanhol reafirmou que prioridade na carreira é a permanência na Ferrari

Carlos Sainz, Ferrari

Carlos Sainz disse que espera ter clareza sobre seu futuro na Fórmula 1 antes do início da temporada de 2024, quando entrar em seu último ano de contrato com a Ferrari.

Os acordos de Sainz e de seu companheiro de equipe Charles Leclerc expiram no final de 2024, com ambos os pilotos potencialmente se tornando nomes importantes na chamada silly season de 2025.

Leia também:

Mas com Leclerc esperando assinar um novo contrato de longo prazo com a Ferrari em breve, Sainz também espera concordar com os novos termos em Maranello neste inverno para que possa começar no próximo ano sem distrações futuras.

“Meu objetivo é começar 2024 sabendo onde vou correr em 2025”, disse Sainz em evento de patrocinadores em Madri. “Não gostaria de começar a temporada sem saber o meu próximo destino.”

“Minha prioridade é ficar na Ferrari por muitos mais anos. Estou muito feliz, ambas as partes estão muito felizes e o objetivo é continuar, mas temos que concordar e temos esses três meses até a próxima corrida para chegar a esse acordo."

Sainz disse que está “convencido” de que concordará com os novos termos com a Ferrari depois de se sentir valorizado pelo chefe da equipe, Fred Vasseur, e espera que isso se reflita em um contrato de vários anos.

“Obviamente quero renovar e gostaria de renovar por mais de um ano, não apenas dois”, disse o espanhol de 29 anos. “Você conhece minhas intenções e honestamente me sinto perfeitamente valorizado por Fred e por toda a família Ferrari em geral, me sinto amado.

"Portanto, renovarei se me sentir assim e sentir que sou valorizado. Isso como piloto é a principal prioridade. Estou convencido de que, se ambos quisermos, chegaremos a um acordo sobre uma duração que estou feliz."

Falando no almoço de Natal da semana passada em Maranello, Vasseur disse que estava confortável com a situação contratual de ambos os seus pilotos, mas que o final frenético da temporada deste ano significava que havia pouco tempo para avançar nas negociações.

“É bastante confortável, ainda temos muitas semanas e meses pela frente”, disse Vasseur quando questionado sobre a situação de seu piloto.

“Eu disse [à imprensa] que tentaria tomar uma decisão antes do final do ano. Tenho que admitir que a última parte da temporada foi um grande caos para todos. Acho que foi muito exigente.”

“Tivemos reuniões e iniciamos as discussões, mas estamos atrasados em relação ao plano inicial. Mas isso não é um problema. Estamos muito avançados em comparação com a Mercedes [anunciando novos acordos para Lewis Hamilton e George Russell no final de agosto].

“Estamos tranquilos nisso e tomaremos a decisão em breve.”

Podcast #261 - Show de Casagrande, ascensão de Massa e o futuro da Stock

 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Sainz: F1 será vítima de seu próprio sucesso com atual calendário “sem lógica”
Próximo artigo Por que os pilotos de Fórmula 1 treinam tanto o pescoço?

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil