Últimas notícias

F1: A reação da McLaren ao pedido de Norris para passar Piastri no Catar

Chefe da equipe, Andrea Stella falou sobre o que o time de Woking opera; confira no Motorsport.com

Max Verstappen, Red Bull Racing, 2nd position and 2023 world drivers champion, Oscar Piastri, McLaren, 1st position, Lando Norris, McLaren, 3rd position, in the post Sprint race Press Conference

No fim do GP do Catar de Fórmula 1, quando os pilotos da McLaren rumavam para as posições finais do pódio atrás do vitorioso Max Verstappen, holandês da austríaca Red Bull, a equipe inglesa pediu para que Lando Norris não atacasse Oscar Piastri, a fim de evitar batida entre os 'parceiros'.

O editor recomenda:

Norris, porém, questionou a ordem do time de Woking, com o britânico argumentando que estava mais rápido que seu companheiro australiano. De todo modo, a escuderia seguiu com o planejamento e o novato Piastri terminou à frente, em segundo, com Lando na terceira posição.

Veja como foram os rádios:

McLaren - "Vamos manter nossa posição e nos concentrar em terminar a corrida", disse a equipe a Norris.

Norris - "Por que vocês querem fazer isso? Há uma grande diferença entre nós. Sou muito mais rápido", respondeu o piloto da Grã-Bretanha. Porém, foi mantida a decisão do time da Inglaterra.

A reação de Norris pareceu indicar que ele estava decepcionado por não ter tido a oportunidade de provar sua velocidade contra Piastri. No entanto, o chefe de equipe Andrea Stella disse que tal percepção era incorreta e que há uma regra entre o piloto e o pit wall. A instrução é para que cada competidor seja honesto se houver qualquer desconforto com relação a alguma ordem da equipe no rádio.

"Com relação à mensagem, eu diria que faz parte do nosso protocolo", afirmou Stella, questionado pelo Motorsport.com. "Quando damos uma instrução aos pilotos, dizemos a eles para nos desafiarem porque queremos ter certeza de que entendemos o ponto de vista deles. É como: 'Desafie-nos, diga-nos exatamente o que você pensa. Nós reavaliaremos a situação e entraremos em contato com você. Mas quando entrarmos em contato com você, mostre respeito'. Foi isso."

"Exatamente isso que aconteceu e exatamente isso que vocês ouviram. Estamos pedindo aos pilotos que nos desafiem", explicou Stella. Piastri, por sua vez, ficou surpreso com a determinação da McLaren.

"Estou um pouco surpreso, para ser honesto", disse Oscar no domingo após a corrida de Losail. "Eu teria aceitado [alguma ordem] de qualquer maneira, mas obviamente havia muitas preocupações com os pneus, limites da pista e coisas do gênero.

"Mas acho que, para a equipe, o segundo e o terceiro lugar foram o mais importante", seguiu o piloto da Austrália, que conquistou seu primeiro pódio na etapa anterior, o GP do Japão, em Suzuka. No Catar, o rookie também venceu a corrida sprint, no sábado.

Lando Norris, McLaren, 3rd position, celebrates with his team on arrival in Parc Ferme

Lando Norris, McLaren, 3ª posição, comemora com sua equipe na chegada ao Parc Ferme

Foto: Steven Tee / Motorsport Images

Embora a McLaren tenha dito recentemente que não quer criar o hábito de dar ordens aos pilotos, Stella se sentiu no direito em Losail. As preocupações com os pneus decorriam não só do caos da Pirelli no último fim de semana, mas também do pódio perdido por Norris no GP de Losail em '21.

"Lando estava em quarto lugar e teve uma 'falha' de pneu a algumas voltas do fim, terminando em nono na corrida. Portanto, você não quer correr esse risco. Você não quer incentivar seus pilotos a pressionar e depois receber uma penalidade de limite de pista."

Assim que você diz para eles pressionarem, eles usam as zebras porque isso torna a volta muito mais rápida. Por isso, dissemos a eles para ficarem longe delas e se concentrarem em terminar a corrida. É ótimo para nós que nossos pilotos tenham nos ajudado a gerenciar a situação", finalizou.

Artigo anterior F1: Equipe Mercedes teve receita de R$3 bilhões e lucro de R$555 milhões em 2022
Próximo artigo F1: Lance Stroll é investigado pela FIA por 'chilique' e empurrão em membro da Aston Martin após quali no Catar
Assinar