Toto cutuca Max e elogia Stroll: "o próximo canadense na F1"

compartilhar
comentários
Toto cutuca Max e elogia Stroll: "o próximo canadense na F1"
Por:

Diretor da Mercedes não poupa elogios ao jovem Lance Stroll: "Max age como adolescente. Stroll impressiona pela maturidade"

Podium: Winner Lance Stroll, Prema Powerteam Dallara F312 – Mercedes-Benz
Lance Stroll, Prema Powerteam Dallara F312 – Mercedes-Benz
Race winner Lance Stroll, Prema Powerteam Dallara F312 – Mercedes-Benz
Podium: Rene Rosin, Prema Powerteam; second place Callum Ilott, Van Amersfoort Racing Dallara F312 – Mercedes-Benz; Winner Lance Stroll, Prema Powerteam Dallara F312 – Mercedes-Benz; third place George Russell, HitechGP Dallara F312 – Mercedes-Benz
Lance Stroll, Prema Powerteam Dallara F312 – Mercedes-Benz
Lance Stroll, Prema Powerteam, Dallara F312 - Mercedes-Benz

Chefão da Mercedes, Toto Wolff rasgou elogios ao jovem piloto canadense Lance Stroll, que atualmente está em sua segunda temporada competindo na F3 europeia. Stroll lidera a classificação e recentemente assinou contrato com a Williams para atuar como piloto de desenvolvimento.

“Ele venceu duas corridas da Fórmula 3 em Spielberg com um domínio extraordinário. Quando você conversa com ele, que só tem 17 anos de idade, parece que está falando com uma pessoa de 35. Sua maturidade e inteligência o levarão longe. Tenho certeza que esse garoto será o próximo piloto canadense na F1, e isso não tem nada a ver com a condição financeira de seu pai. O garoto sabe guiar”.

“Lance (Stroll) teve o benefício da ajuda de seu pai. O lado ruim disso é que as pessoas não reconhecem o quão bom ele é", disse Wolf em encontro com jornalistas canadenses em Montreal.

Segundo ele, as qualidades de Stroll vão além de sua habilidade como piloto.

“Ele trabalha duro. Nunca vi isso num garoto de 17 anos. Por exemplo, Max Verstappen age mais como um adolescente. No carro, Max é extremamente bom. Mas quando você interage com ele, é um garoto. Mas com Lance a maturidade é surpreendente”.

Wolff acrescentou que o staff de Stroll não deve se apressar em tentar vê-lo pilotando um F1 até o ano que vem, sobretudo numa equipe de ponta.

“Ele tem muito tempo para se desenvolver. Seria um erro colocá-lo numa Mercedes ou Ferrari logo de cara. Ele precisa primeiro desatar os nós. E tem muito tempo para aprender”.

Análise técnica: a asa traseira da Williams FW38

Artigo anterior

Análise técnica: a asa traseira da Williams FW38

Próximo artigo

Hamilton domina primeiro dia no Canadá; Massa é 13º

Hamilton domina primeiro dia no Canadá; Massa é 13º
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Localização Circuit Gilles-Villeneuve
Pilotos Toto Wolff , Lance Stroll
Autor René Fagnan