Verstappen não descarta correr apenas com Red Bull na F1: "Tudo depende do quanto seremos competitivos"

Holandês disse também que pretende seguir correndo na F1 enquanto for competitivo e ter carro para lutar pelas primeiras posições

Verstappen não descarta correr apenas com Red Bull na F1: "Tudo depende do quanto seremos competitivos"

Com Lewis Hamilton em um contrato de apenas um ano com a Mercedes e as especulações sobre sua possível aposentadoria da Fórmula 1, os rumores começaram a surgir sobre uma ida de Max Verstappen para a equipe alemã. E, apesar do holandês não comentar sobre os rumores, ele não descartou uma outra possibilidade: ter uma carreira apenas na Red Bull.

Em entrevista ao portal Racing News 365, Verstappen falou extensivamente sobre seu futuro na F1 e o que o faria abandonar a categoria. Perguntado se ele se vê nas pistas tão quanto Kimi Raikkonen, respondeu: "Não, normalmente não. Quero seguir correndo pelo tanto de tempo que achar necessário".

Leia também:

Desde que chegou à F1, Verstappen segue ligado ao programa da Red Bull, correndo primeiro pela Toro Rosso em 2015 e no começo de 2016 e, desde então, pela equipe principal.

No momento, ele possui contrato garantido até 2023, mas seu acordo possui cláusulas de saída ligados ao desempenho do carro, o que levantaram especulações sobre uma possível ida à Mercedes, seja em 2022 ou no futuro. Mas Verstappen não descarta manter a fidelidade à Red Bull por toda sua carreira.

"Pode muito bem ser. Tudo depende de quanto tempo seremos competitivos e quanto tempo eu mesmo serei competitivo, obviamente. Vencer me motiva, ou melhor, a chance de vencer".

"Eu quero vencer quantos títulos forem possíveis, mas tudo depende do pacote. Algumas vezes você tem sorte e isso vale para períodos maiores, e algumas vezes você não tem sorte. Com sorte, vencerei alguns títulos, mas nunca se sabe".

Verstappen disse que, caso o sucesso não se concretize ou se ele acabar em carros poucos competitivos, chegaria o momento de abandonar tudo, mas com uma perspectiva do que poderia fazer no futuro.

"Em algum momento eu diria chega. Claro, é uma história completamente diferente se você está lutando pelas primeiras posições. Se eu tivesse que lutar por posições mais atrás, chegaria um momento em que eu perderia a vontade".

"Eu teria ainda muitas coisas para fazer. Correr, de qualquer jeito, mas de modo privado. Passar um bom tempo com meus amigos. Não compraria uma equipe ou um carro de F1 de qualquer jeito. Iria para outro tipo de carro".

SENNA vs SCHUMACHER: Game F1 2021 gera POLÊMICA envolvendo LENDAS da categoria; entenda

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Mercedes X Red Bull já pode ser considerada uma das maiores rivalidades da F1?

 

compartilhar
comentários
F1: Norris e Ricciardo buscam "bons pontos" para McLaren em Mônaco

Artigo anterior

F1: Norris e Ricciardo buscam "bons pontos" para McLaren em Mônaco

Próximo artigo

F1: Ferrari analisa diferentes soluções de suspensão para 2022

F1: Ferrari analisa diferentes soluções de suspensão para 2022
Carregar comentários