Você sabe de onde vêm os nomes dos circuitos da Fórmula 1?

O curioso caso de Spa-Francorchamps e as homenagens que acabaram 'escondidas' por apelidos famosos

Você sabe de onde vêm os nomes dos circuitos da Fórmula 1?
Muita gente que vai todo ano ao GP do Brasil em Interlagos não sabe que este não é o nome oficial do circuito, batizado como Autódromo José Carlos Pace em homenagem ao piloto brasileiro morto em 1977 e vencedor de apenas um GP, justamente no local que leva seu nome, dois anos antes. Interlagos era, na verdade, o nome anterior do circuito, simplesmente porque o circuito fica entre as represas Billings e Guarapiranga.

[publicidade] A maioria das pistas faz referência às cidades em que estão localizadas, como no caso de Sepang, na Malásia, Xangai, na China, ou Monza, na Itália. Mas outros dois circuitos têm em seus nomes homenagens a ídolos do passado.

Um caso semelhante ao do Brasil acontece no Canadá. Gilles Villeneuve hoje dá nome a um circuito no qual chegou a vencer antes de morrer, em 1982. O traçado, antes nomeado Île Notre-Dame Circuit,em referência a sua localização, foi rebatizado no ano do acidente fatal do ídolo da Ferrari.

Retornando ao calendário neste ano, o México também fez uma homenagem póstuma no nome do circuito de sua capital. E foi logo uma homenagem dupla: o Autódromo Hermanos Rodriguez faz referência aos irmãos Ricardo e Pedro Rodriguez, mortos em acidentes automobilísticos em uma diferença de nove anos.

Ricardo Rodriguez era uma grande promessa da Ferrari, que perdeu a vida aos 20 anos em uma corrida que não valia pelo campeonato, em 1962, no México. Pouco depois, o circuito ganhou seu nome.  

Mas o caso mais curioso é de um dos mais famosos do calendário. O palco do GP da Bélgica, Spa-Francorchamps. O circuito original tinha mais de 14km e usava várias estradas da região, passando por ambas as cidades. Hoje, isso mudou, afastando a pista, tanto de Spa, quanto de Francorchamps. Porém, o nome permaneceu inalterado, mesmo que sua atual localização seja em Stavelot. Mas o município não ficou de fora das homenagens e dá nome a uma das curvas do traçado. 
compartilhar
comentários
Grosjean enxerga progresso na Lotus: “Há mais estabilidade agora”

Artigo anterior

Grosjean enxerga progresso na Lotus: “Há mais estabilidade agora”

Próximo artigo

Vencedor nas categorias de base, Nasr só lamenta "erros" na GP2

Vencedor nas categorias de base, Nasr só lamenta "erros" na GP2
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Julianne Cerasoli