Wolff acredita que Ferrari pode ameaçar Mercedes em 2017

Chefe da Mercedes segue acreditando na capacidade da equipe italiana de ser uma rival forte para time alemão na próxima temporada, mesmo com falta de rendimento em 2016

Wolff acredita que Ferrari pode ameaçar Mercedes em 2017
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 and Max Verstappen, Red Bull Racing RB12 at the start of the race
Kimi Raikkonen, Ferrari SF16-H
Sebastian Vettel, Ferrari SF15-T
Kimi Raikkonen, Ferrari SF16-H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF16-H
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12, Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid and Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Carregar reprodutor de áudio

A Ferrari iniciou a temporada 2016 da Fórmula 1 com um objetivo: vencer corridas desde o início e desafiar a Mercedes na briga pelo título. No entanto, com 12 etapas disputadas o time italiano ainda não venceu e terminou a primeira metade da prova ficando atrás da Red Bull no Mundial de Construtores.

Além das dificuldades dentro da pista, a Ferrari perdeu o diretor técnico James Allison, que decidiu deixar o time. Ainda assim, Toto Wolff, chefe da Mercedes, segue acreditando que a equipe de Maranello será forte em 2017, especialmente por já focar no carro da próxima temporada. 

"Não acho que a Ferrari deva ser descartada. Eles enfrentaram dificuldades recentemente e mudaram o foco bem cedo para 2017, então nunca subestime uma equipe com tantos recursos e tanta paixão. Pelo menos é assim que penso", disse o dirigente.

Além disso, Wolff reconhece que a Red Bull também será forte no próximo ano, graças aos avanços feitos pela Renault na unidade de força. 

"Esperávamos dificuldades na Hungria e que a Red Bull fosse forte lá, mas não foi isso o que aconteceu. Em Silverstone e Hockenheim, esperávamos vida mais fácil e foi o oposto. O cenário é instável", afirmou.

"Não havia muita diference de velocidade nas retas (em Hockenheim) e no terceiro setor eles estavam muito fortes. Eles voltarão em plena forma no próximo ano. Estamos na frente por quase dois anos e meio, mas isso não vai durar para sempre", completou.

compartilhar
comentários
Coluna: surpresa da namorada faz Nelsinho guiar BMWs do pai
Artigo anterior

Coluna: surpresa da namorada faz Nelsinho guiar BMWs do pai

Próximo artigo

Magnussen crê que tenha feito “milagres” com a Renault

Magnussen crê que tenha feito “milagres” com a Renault