Fórmula 1
R
GP de Eifel
09 out
Próximo evento em
19 dias
R
GP de Portugal
23 out
Próximo evento em
33 dias
04 dez
Próximo evento em
75 dias
R
GP de Abu Dhabi
11 dez
Próximo evento em
82 dias

Wolff adverte Jordan para "notícias falsas" sobre Mercedes

compartilhar
comentários
Wolff adverte Jordan para "notícias falsas" sobre Mercedes
Por:

Chefe da equipe quer que Eddie Jordan deixe de repetir o que ele chama de "notícias falsas" sobre o futuro da Mercedes no esporte

Logotipo da McLaren Mercedes em um caminhão
Toto Wolff, Executive Director Mercedes AMG F1
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 celebrates on the podium, Eddie Jordan
Toto Wolff, Mercedes AMG F1 Director of Motorsport in the Press Conference
Mercedes logo on the team motorhome
Fabiana Ecclestone, Eddie Jordan, Channel 4 F1 TV
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08, Sebastian Vettel, Ferrari SF70H

Eddie Jordan tem expressado constantemente dúvidas sobre o compromisso a longo prazo da Mercedes na F1 no Channel 4 e sugeriu que os principais patrocinadores sairão em breve.

Em Baku, ele especulou que o consórcio chinês que planeja entrar na F1 poderia acabar comprando a equipe de Brackley.

Toto Wolff está chateado porque os comentários de Jordan criaram dúvidas na mente de funcionários da equipe.

"Eu disse a ele que estou pronto para qualquer brincadeira dele", disse Wolff. "Mas eu paro de rir quando ele faz piadas com 1.500 funcionários que se preocupam com o futuro."

"E eu disse isso em uma entrevista com ele, que este é um tema muito sério para mim. Não estamos deixando a F1, nenhum dos nossos patrocinadores está deixando a F1, estamos muito felizes onde estamos."

"Ele deveria deixar de colocar esses rumores, essas notícias falsas."

Jordan, no entanto, insiste que a Mercedes vai se retirar como equipe da F1 se achar que não está recebendo o benefício suficiente do seu investimento no esporte.

"Eu nunca disse que vão sair", disse ele ao Motorsport.com. "Disse que a Mercedes está no negócio por razões de marketing e pela tecnologia, eles não estão no negócio por amor. E eles irão embora quando quiserem."

"Não disse que seria agora. O que eu disse seria em 2018, quando os contratos com a UBS e Petronas acabam."

"Entendo porque ele está bravo com isso, mas essa não é minha preocupação. Isso é vida. Vão sair em algum momento."

"Ele está falando sobre 1.500 pessoas, falo sobre milhares e milhares de acionistas da [Daimler AG]."

"Será uma decisão do conselho. Tendo estado em vários conselhos, os membros são as pessoas que tomarão essa decisão. Na minha opinião, eles vão fazer o que melhor se adequar à empresa."

"Se eles acharem que o retorno do investimento não é mais justificado, eles irão embora."

"De onde você acha que Mercedes veio? E para onde Toyota foi? Eles vão manter o departamento de motores, com certeza."

Um porta-voz da Mercedes disse que Jordan estava "simplesmente errado" ao afirmar que os contratos da Petronas e UBS expiram em 2018.

"Ninguém vai me calar"

Jordan, no entanto, foi inflexível que nunca terá medo de falar o que vier à sua mente.

"Eu estou no trabalho de relatar o que eu sei, é o que eu farei, e ninguém vai me calar. Se o que falei é uma merda, então é claro que eles deveriam dizer isso. Eles deveriam responder."

Kvyat pede a time que resolva problemas de confiabilidade

Artigo anterior

Kvyat pede a time que resolva problemas de confiabilidade

Próximo artigo

Entenda como irá funcionar a investigação de Vettel na FIA

Entenda como irá funcionar a investigação de Vettel na FIA
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Mercedes
Autor Adam Cooper