Fórmula 1
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
28 dias
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
42 dias
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
84 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
91 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
105 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
112 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
126 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
140 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
147 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
161 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
175 dias

Wolff critica ambiente “oportunista” e “manipulador” da F1 e reclama de chefes de outras equipes

compartilhar
comentários
Wolff critica ambiente “oportunista” e “manipulador” da F1 e reclama de chefes de outras equipes
21 de mai de 2020 16:52

Chefe da Mercedes fala de como o ambiente da maior categoria do automobilismo mundial se transformou durante parada por coronavírus

Muito se fala sobre o jogo de interesses entre equipes, fabricantes, federação, FOM, promotores e outras partes responsáveis por uma corrida de F1. Durante a paralisação ocasionada pela crise do coronavírus, que não deixou a temporada de 2020 sequer começar, o lado político veio à tona mais do que nunca.

É o que garante Toto Wolff, chefe da Mercedes, equipe mais bem-sucedida da F1 desde o início da era híbrida da F1, em entrevista à ESPN britânica. Durante a parada da pandemia, um novo teto orçamentário ainda está sendo definido para a categoria, assim como a postergação de um novo pacote de regras técnicas e esportivas, que acabou sendo colocado para entrar apenas em 2022.

Leia também:

"Estou nesse esporte desde 2009, com a Williams, e nunca vi tanto oportunismo e manipulação", disse ele. "Há lados do esporte que eu questiono e, às vezes, o próprio esporte se tornou pano de fundo e não mais o principal.”

"Aprendi muito sobre várias pessoas e, tanto quanto sei que este é um ambiente altamente político e todo mundo tenta conseguir um benefício, eu diria que esses últimos seis meses foram os momentos mais políticos na F1 que eu já fiz parte."

Wolff também criticou alguns colegas que aproveitaram para falar utilizando a mídia.

“Você pode ver claramente que há pessoas que sentem a necessidade de se comunicar pela mídia.”

"Mas no final, tudo isso é irrelevante. Amamos o esporte é porque tudo se resume ao desempenho. Quando é dada a largada, as besteiras param. E as besteiras vão parar em breve e depois todas essas entrevistas e todas essas opiniões se tornam irrelevantes."

Live de Reginaldo Leme: histórias com Fittipaldi, Piquet, Senna e George Harrison

PODCAST: Será o fim de Sebastian Vettel na F1?

 

Próximo artigo
Após fechamento por coronavírus, Ferrari reabre departamento de F1

Artigo anterior

Após fechamento por coronavírus, Ferrari reabre departamento de F1

Próximo artigo

Cantor Luis Fonsi se junta a número recorde de pilotos e atletas em GP Virtual de Mônaco

Cantor Luis Fonsi se junta a número recorde de pilotos e atletas em GP Virtual de Mônaco
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1