Dudu Barrichello chega à metade da temporada da F-Regional e faz balanço de estreia na Europa

Brasileiro destaca evolução como piloto e ser humano após cinco etapas em categoria da escada para a Fórmula 1

Dudu Barrichello chega à metade da temporada da F-Regional e faz balanço de estreia na Europa

Ao receber a bandeira quadriculada da segunda corrida de Zandvoort, neste domingo, Eduardo Barrichello completou metade da temporada da Fórmula 3 Regional Europeia. Ao todo, foram cinco etapas em pistas até então desconhecidas pelo vice-campeão da USF2000.

Para cumprir o desafio, Dudu, representante da Toyota Gazoo Racing, mudou-se para a Itália e trocou o automobilismo norte-americano pelas pistas europeias. Na pré-temporada, realizou três sessões de testes em Ímola, Barcelona, Paul Ricard e partiu para sua primeira largada.

Leia também:

Em ano de adaptação, o brasileiro fez sua estreia na FRECA em San Marino na preliminar da Fórmula 1 e, com um ritmo regular, conseguiu finalizar as duas provas do fim de semana sem se envolver em acidentes. A sequência do campeonato foi em Barcelona onde problemas técnicos prejudicaram a performance do piloto da JD Motorsport.

A terceira etapa, em Mônaco, foi o ponto alto da primeira metade do ano. Além de realizar o sonho de competir nas ruas do principado, Barrichello superou o desafio da única etapa com pré-qualificação e alinhou o carro #91 nas duas provas da FRECA.

Ainda que um problema no câmbio tenha acabado com as chances de Dudu na corrida 1, a segunda prova da programação conjunta com a F1 mostrou que o brasileiro é capaz de ganhar posições, escapar de acidentes e ter um desempenho sólido em circunstâncias difíceis. Em uma pista sem pontos de ultrapassagem, o piloto largou em 18º lugar e fechou a prova com o 15º posto.

Paul Ricard e Zandvoort foram pistas em que o ajuste do carro não era o ideal, mesmo assim, ele enfrentou o desafio e, na Holanda, superou os acidentes e completou as duas baterias da programação.

Fechando o balanço do primeiro semestre, Barrichello superou o australiano Tommy Smith, seu parceiro de equipe, na maior parte das provas disputadas. Dudu classificou seu carro à frente do companheiro em todas as etapas do campeonato.

“Chegamos à metade da temporada de 2021, minha primeira aqui na Europa", disse o brasileiro. "Tem sido um ano muito difícil, de mais baixos do que altos. Sinto que aprendi muito até agora, mentalmente e como piloto. Acredito que depois dessa primeira metade de temporada eu já me sinto um piloto e um ser humano melhor do que quando cheguei.

"O aprendizado tem sido duro, nós só evoluímos no sofrimento e isso me ensinou muito sobre o que é certo e errado. Vamos focar na segunda metade do ano para aprimorar nosso desempenho e sair de 2021 com bons resultados e evolução constante", completou.

A próxima prova da Fórmula Regional está marcada para 25 de julho em Spa-Francorchamps, na Bélgica.

F1 2021: Verstappen SUPERA Hamilton e ABRE na LIDERANÇA; as ANÁLISES do GP da França | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual é o tamanho do "drama" de Bottas e Mercedes em 2021?

 

compartilhar
comentários
FRECA: Dudu Barrichello encara desafio em Paul Ricard no fim de semana

Artigo anterior

FRECA: Dudu Barrichello encara desafio em Paul Ricard no fim de semana

Próximo artigo

Dudu Barrichello é 15º em teste coletivo da FRECA em Spa

Dudu Barrichello é 15º em teste coletivo da FRECA em Spa
Carregar comentários