Fórmula E
22 nov
-
22 nov
Evento encerrado
R
ePrix de Santiago
17 jan
-
18 jan
Próximo evento em
38 dias
R
ePrix da Cidade do México
14 fev
-
15 fev
Próximo evento em
66 dias
R
ePrix de Marraquexe
27 fev
-
29 fev
Próximo evento em
79 dias
R
ePrix de Sanya
20 mar
-
21 mar
Próximo evento em
101 dias
R
ePrix de Roma
03 abr
-
04 abr
Próximo evento em
115 dias
R
ePrix de Paris
17 abr
-
18 abr
Próximo evento em
129 dias
R
ePrix de Seul
02 mai
-
03 mai
Próximo evento em
144 dias
R
ePrix de Jacarta
05 jun
-
06 jun
Próximo evento em
178 dias
R
ePrix de Berlim
20 jun
-
21 jun
Próximo evento em
193 dias
R
ePrix de Nova York
10 jul
-
11 jul
Próximo evento em
213 dias
R
ePrix de Londres
25 jul
-
25 jul
Próximo evento em
228 dias

Di Grassi celebra recuperação: “Pilotei melhor do que nunca”

compartilhar
comentários
Di Grassi celebra recuperação: “Pilotei melhor do que nunca”
16 de jul de 2018 10:57

Brasileiro elogia e diz que equipe “fez mágica” após início de temporada desastroso e reação rumo ao vice-campeonato da Fórmula E

Lucas di Grassi, Audi Sport ABT Schaeffler
Lucas di Grassi, Audi Sport ABT Schaeffler, celebrates after winning the race
Lucas di Grassi, Audi Sport ABT Schaeffler
Lucas di Grassi, Audi Sport ABT Schaeffler, celebrates in Parc Ferme after winning the race
Daniel Abt, Audi Sport ABT Schaeffler, Lucas di Grassi, Audi Sport ABT Schaeffler, andSébastien Buemi, Renault e.Dams, celebrate on the podim after the race

Lucas di Grassi comemorou seu desfecho positivo na temporada 2017/2018 da Fórmula E, destacando o trabalho feito por ele e pela Audi Sport Abt para fechar com o vice-campeonato de pilotos e o título de equipes.

O brasileiro, campeão da temporada anterior, iniciou a campanha de defesa do título de forma apagada, com uma série de contratempos e de problemas mecânicos. Di Grassi zerou nas primeiras quatro etapas do ano e, desde então, já via o título como sonho distante.

Contudo, a equipe soube se recuperar dos contratempos, de modo que Di Grassi terminou a campanha em alta. O brasileiro registrou sete pódios consecutivos, incluindo duas vitórias, para superar Sam Bird e fechar o campeonato somente atrás do campeão, Jean-Eric Vergne; já a Audi concluiu a temporada com dois pontos a mais que a Techeetah.

Após a rodada dupla de Nova York, em que venceu uma das etapas, Di Grassi disse: “Foi um final de semana incrível, com duas corridas bastante batalhadas e difíceis. Mas deu tudo certo e saímos de Nova York com os dois objetivos alcançados.”

“Eu falei, meio brincando, meio sério, que terminar no terceiro lugar seria um milagre, depois do péssimo início de ano que tivemos por causa das quebras do carro. A equipe foi sensacional, fez mágica mesmo, para me dar um carro muito competitivo nestas provas finais. Estou muito feliz e quero agradecer à Audi Sport Abt Schaeffler e aos fãs que me apoiaram durante toda a temporada. Obrigado mesmo a todos.”

Di Grassi considera que, da sua parte, o nível apresentado nunca foi tão alto. “Neste ano tivemos corridas duríssimas. E acho que pilotei melhor do que nunca, melhor até mesmo do que em 2017, quando fui campeão. Os problemas que tivemos no começo do ano exigiram que todos na equipe se aplicassem no seu melhor nível – o que incluiu tanto eu quanto meu parceiro Daniel Abt”, explicou.

“Foi uma grande temporada, que nos deixou muito animados para a próxima, quando passaremos a usar a geração 2 do carro da Fórmula E. Acredito que será outro grande ano”, concluiu.

Próximo artigo
Vergne segura pressão de Di Grassi e vence em Nova York

Artigo anterior

Vergne segura pressão de Di Grassi e vence em Nova York

Próximo artigo

Lotterer se culpa por perda de título de equipes da Techeetah

Lotterer se culpa por perda de título de equipes da Techeetah
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Pilotos Lucas di Grassi