Últimas notícias

Fórmula E resiste a pedidos de pilotos para mudar regras

Promotor do campeonato diz não querer mexer em formato das corridas após provas emocionantes nesta temporada

Oliver Rowland, Nissan e.Dams, Nissan IMO1 Felipe Massa, Venturi Formula E, Venturi VFE05, Mitch Evans, Jaguar Racing, Jaguar I-Type 3

CEO da Fórmula E, Alejandro Agag disse que o campeonato totalmente elétrico está relutante em mudar suas regras de corrida apesar das reclamações dos pilotos no início da temporada 2018/19.

Para alguns pilotos, incluindo o atual campeão Jean-Eric Vergne, as regras da F-E precisam ser aprimoradas – com mais voltas ou tempo acrescentado no caso de um Safety Car ou Full Course Yellow – para garantir que a eficiência energética seja explorada e os pilotos não usem pé embaixo até o fim da corrida.

Leia também:

Embora não tenha descartado as mudanças nas regras, Agag explicou que a F-E e a FIA ainda não são favoráveis ​​a essa medida neste momento.

"Há uma certa lógica na questão do gerenciamento de energia", disse ele ao Motorsport.com. “Estamos em cima disso. Definitivamente a FIA e nós não somos alienígenas que não vivem neste planeta.”

“Existem algumas opções – você pode adicionar tempo de volta, você pode colocar mais modos de ataque para queima mais energia.”

“Mas você sabe, não toque em coisas que estão funcionando muito bem, esse é um princípio que costumo seguir, e nós tivemos provavelmente quatro das melhores corridas da história da Fórmula E neste ano.”

"Quem sabe, talvez tenhamos um péssimo problema e então comecemos a investigar, mas vamos primeiro ter um problema muito ruim, porque se tudo continuar indo bem, por que mudar?"

Quando perguntado sobre a possibilidade de variar o Modo Ataque, que foi de dois períodos de quatro minutos a 225kW em todas as quatro etapas até agora, Agag disse: "a razão pela qual isso está funcionando bem é a razão pela qual não queremos mudar".

“Mas a FIA está muito acima disso. Tivemos muita sorte com eles, e confiamos muito nisso.”

"Eles têm muitas ferramentas, fazem simulações e estão de posse de coisas que podem fazer para prever o que vai acontecer, então tenho certeza de que, se a FIA vir uma situação real, eles tomarão algumas medidas."

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Porsche anda com seu carro de Fórmula E pela primeira vez
Próximo artigo Fórmula E: Vandoorne é pole em Hong Kong; Di Grassi é quinto

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil