Fórmula E terá classificatório mais curto na próxima temporada

compartilhar
comentários
Fórmula E terá classificatório mais curto na próxima temporada
Por:

Em reunião do Conselho da FIA, foram aprovadas outras medidas para conter gastos por causa da crise ocasionada pela pandemia de Covid-19

Sessões de grupos de classificação mais curtas estão entre as novidades para a temporada 2020-2021 da Fórmula E, após reunião do Conselho Mundial de Esportes Motorizados da FIA (WMSC) nesta sexta-feira (09).

Após a sessão de 19 de junho do WMSC, um corte de 25% na alocação de pneus e uma limitação para o pessoal das equipes no local de corrida foi anunciado, em um esforço para reduzir o impacto ambiental do campeonato.

Leia também:

Agora, como resultado da reunião de hoje organizada pelo presidente da FIA, Jean Todt, para a próxima temporada, as sessões de classificação serão reduzidas de seis para quatro minutos de duração.

As outras alterações importantes afetam a quantidade de dados que cada uma das 12 equipes pode acumular com uma restrição imposta aos sensores e unidades de controle do veículo.

O boletim da FIA diz: “Enquanto a Fórmula E se prepara para mudar de status e se tornar um campeonato mundial a partir da próxima temporada, o Conselho Mundial de Esportes Motorizados da FIA aprovou a próxima série de medidas de consolidação de custos. Seguindo as medidas já adotadas pelo WMSC em 19 de junho de 2020, as peças de produção - não obrigatórias relacionadas a um único fornecedor - e peças de reposição foram limitadas.”

“Além disso, a aquisição de dados foi restrita a um determinado número de sensores. Também foi decidido que cada inscrição agora usará não mais do que uma atualização de software VCU (Unidade de Controle do Veículo) por competição. Também foi decidido reduzir o tempo de pista para cada grupo de qualificação de seis para quatro minutos.”

Devido às consequências da atual crise de saúde global, a F-E também alterou seus regulamentos de homologação de trem de força. Na próxima temporada, as equipes podem optar por continuar com a configuração 2019-2020 ou introduzir um novo pacote que devem permanecer por duas temporadas.

A introdução do aerokit padronizado Gen2 Evo também foi adiada uma temporada, mas poderia ser completamente descartada com o kit de corpo Gen3 mais poderoso definido para vir na temporada seguinte.

F1 2020: Neblina cancela treinos do dia, marcado por frustração para Ferrari e não da Mercedes à RBR

PODCAST: A F1 perde força com a saída da Honda?

 

Related video

Honda não tem interesse em entrar na F-E, apesar de busca por eletrificação

Artigo anterior

Honda não tem interesse em entrar na F-E, apesar de busca por eletrificação

Próximo artigo

Fórmula E: Nato substituirá Massa na Venturi ao lado de Mortara

Fórmula E: Nato substituirá Massa na Venturi ao lado de Mortara
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Autor Matt Kew