Fórmula 1 Fórmula E IndyCar
17 jul
Evento encerrado
NASCAR Cup
02 ago
Evento encerrado
R
Michigan II
07 ago
Postponed
Stock Car Brasil
24 jul
Evento encerrado
R
Interlagos - Corrida do Milhão
21 ago
Próximo evento em
15 dias
MotoGP
06 ago
Próximo evento em
00 Horas
:
38 Minutos
:
18 Segundos

Líder de categorias GT crê que futuro pós-pandemia será elétrico e das equipes privadas

compartilhar
comentários
Líder de categorias GT crê que futuro pós-pandemia será elétrico e das equipes privadas
20 de mai de 2020 16:26

Stephane Ratel acredita que a atual crise de coronavírus não está apenas reformulando a temporada de 2020, mas também a direção da tecnologia, com futuro elétrico

Com esporte a motor atingido por suspensões de eventos durante a pandemia de coronavírus, enquanto a NASCAR se tornou a primeira categoria a fazer um retorno a portas fechadas, os organizadores de campeonatos têm trabalhado em como voltar quando receber a luz verde das autoridades de saúde.

Stephane Ratel, CEO do SRO Motorsports Group e líder em corridas de GT há mais de 20 anos, está voltando no final de julho para a série GT World Challenge Europe, enquanto a icônica 24 Horas de Spa foi adiada para outubro para dar aos organizadores tempo de preparação.

Leia também:

Como parte da série #ThinkingForward, James Allen falou com Ratel sobre como a crise em andamento parece alterar o futuro das corridas de GT.

"Estou dizendo que em 10 anos ficaremos com corridas elétricas e com equipes clientes", disse Ratel. "Parece que esta crise pode estar acelerando essa mudança.”

"Nos últimos anos, colocamos de volta as corridas de clientes na moda. Portanto, parece que estamos em uma posição mais favorável do que em outros campeonatos. No entanto, nossas equipes também estão se beneficiando de algum suporte dos fabricantes.”

"É certo que todos os programas de automobilismo altamente dependentes do envolvimento direto do fabricante e dos investimentos sofrerão nos próximos anos. Isso é quase certo, com a única exceção das corridas elétricas.”

"Porque acho que o que vimos durante esses últimos dois meses, vimos golfinhos no canal de Veneza, isso deixará um efeito duradouro nas pessoas e a questão ambiental estará mais presente do que antes."

Ratel também acredita que "casar" as corridas elétricas e de clientes pode ser um desafio maior, dada a forte atração por carros tradicionais com motores a combustão.

"Acho que todo mundo concorda, inclusive os fabricantes de carros, que as corridas elétricas no momento serão difíceis de se casar com as corridas dos clientes", explicou ele. "O que estamos vendendo é sensação para nossos pilotos.”

"Portanto, não posso lhe dizer que o desafio da GT World amanhã será com carros elétricos, porque antes você não terá a mesma sensação ao dirigir um Lamborghini V10, uma Ferrari ou qualquer um de nossos fabricantes, isso levará algum tempo.”

"Mas precisamos ter um roteiro para reduzir nossa pegada de carbono."

 

VÍDEO: Bruno Senna se diverte com "tensão" de primeiros encontros com Piquet e Prost

VÍDEO: Será o fim de Sebastian Vettel na F1?

 

Após tri da Stock, Serra é anunciado como piloto oficial da Ferrari para competições de GT

Artigo anterior

Após tri da Stock, Serra é anunciado como piloto oficial da Ferrari para competições de GT

Próximo artigo

Felipe Fraga retorna à Europa e disputa abertura do GT World Challenge em Ímola

Felipe Fraga retorna à Europa e disputa abertura do GT World Challenge em Ímola
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria GT