Juan Pablo Montoya, 39, pensava em encerrar sua carreia aos 35 anos de idade, na Fórmula 1

Quando venceu a Indy 500 pela primeira vez, no ano 2000, seus planos eram de se aposentar na Fórmula 1, aos 35 anos de idade

Juan Pablo Montoya, 39, pensava em encerrar sua carreia aos 35 anos de idade, na Fórmula 1
Vencedor Juan Pablo Montoya, Team Penske Chevrolet durante sessão de fotos
Vencedor Juan Pablo Montoya, Team Penske Chevrolet durante sessão de fotos
Vencedor Juan Pablo Montoya, Team Penske Chevrolet durante sessão de fotos
Vencedor Juan Pablo Montoya, Team Penske Chevrolet durante sessão de fotos

Poucas pessoas no mundo estão mais felizes do que Juan Pablo Montoya no início dessa semana. O piloto, que vai completar 40 anos em setembro, afirmou que imaginava que sua carreira terminaria aos 35, pilotando na Fórmula 1. "Para ser honesto, eu pensei que eu iria me aposentar aos 35 na Fórmula 1" disse. "Essa é a idade que normalmente os pilotos se aposentam e foi isso que eu pensei naquela época."

"Você acredita que vai se aposentar aos 35 anos e contando com um de seus últimos bons contratos na Fórmula 1. Mas se não houver uma boa opção, para que ficar lá? Apenas para dizer que está na Fórmula 1? De jeito nenhum. Qual é o propósito disso?"

Após passagem pela Fórmula 1, de 2001 a 2006, a equipe de Chip Ganassi trouxe Montoya para a NASCAR, onde ele conseguiu duas vitórias - ambas em circuitos mistos - e terminou a temporada de 2009 em oitavo lugar, participando do Chase.

Com a situação estagnada, muito por conta do equipamento oferecido pela equipe, em 2014 o carro #42 foi ocupado pela jovem revelação, Kyle Larson, e Juan Pablo Montoya voltou para a Indy, guiando um carro da Penske.

A vitória em Indianápolis trouxe um gostinho especial, já que ele estava lado-a-lado com seu companheiro de equipe, Will Power, e um grande rival da Ganassi, Scott Dixon, nas últimas voltas da prova.

"Eu acho que cada vitória é emocionante à sua própria maneira", disse Montoya. " Parece engraçado quando se diz que são 15 anos de diferença entre a primeira e esta. Parece um longo tempo. Para ser honesto, fizemos tantas coisas nesse meio tempo, mas eu só corri em Indianápolis três vezes. Acho que ainda tenho que aprender muito. "

compartilhar
comentários
Após batida, Kanaan lamenta a última parada: "o carro ficou difícil de guiar"
Artigo anterior

Após batida, Kanaan lamenta a última parada: "o carro ficou difícil de guiar"

Próximo artigo

Com recorde da pista, Will Power conquista a pole position para a primeira prova de Detroit

Com recorde da pista, Will Power conquista a pole position para a primeira prova de Detroit
Carregar comentários