Fórmula 1
05 set
-
08 set
Evento encerrado
R
GP de Singapura
19 set
-
22 set
Treino Livre 1 em
4 dias
MotoGP
23 ago
-
25 ago
Evento encerrado
13 set
-
15 set
Evento encerrado
IndyCar
30 ago
-
01 set
Evento encerrado
R
Laguna Seca
20 set
-
22 set
Próximo evento em
4 dias
NASCAR Cup
06 set
-
08 set
Evento encerrado
Stock Car Brasil
13 set
-
15 set
Evento encerrado

Coluna do Vicente Sfeir: A base do automobilismo brasileiro e a comparação com o kart mundial

compartilhar
comentários
Coluna do Vicente Sfeir: A base do automobilismo brasileiro e a comparação com o kart mundial
Por:
, Colunista de mercado do Motorsport.com Brasil
30 de jul de 2019 17:13

Colunista de mercado do Motorsport.com Brasil, Vicente Sfeir fala sobre o Campeonato Brasileiro de Kart, realizado no fim de semana

Nas últimas duas semanas, em Cascavel, no Paraná, tivemos a realização do 54º Campeonato Brasileiro de Kart. É sempre muito bacana vivenciar esse evento, o principal do Kartismo Brasileiro, além de poder comparar a evolução de pilotos, equipes, equipamentos e organização da base do nosso automobilismo. Estive também recentemente no Mundial de Kart em PFI na Inglaterra (2017). Foi a minha primeira vez em um evento de Kart Internacional e justo em um Mundial.

Leia também:

Vou começar falando do nosso campeonato nacional. Grids cheios é a primeira impressão positiva que temos ao acompanhar os treinos e corridas classificatórias do meio da semana. Devido ao grande número de categorias, o campeonato é dividido em duas fases. Na primeira semana, foram oito categorias. Na segunda, mais 11. Mais de 450 pilotos inscritos, alguns deles correndo em mais de uma categoria durante as duas fases.

Tanto no Brasileiro quanto no Mundial você tem a oportunidade de acompanhar as voltas em tempo real, através de site ou aplicativos no celular. Os resultados válidados são divulgados pelo site oficial da cronometragem.

Um grande avanço nos últimos dois anos foi a transmissão na SporTV, dando exposição e visibilidade para os jovens talentos do nosso automobilismo. Uma boa audiência é a consequência de corridas extremamente disputadas do começo ao fim.

Entretanto, indo um pouco mais no detalhe, alguns problemas já começam a aparecer. O regulamento é escrito sem que a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) tenha todas ferramentas adequadas para monitorar e aplicar as regras, o que acaba prejudicando alguns e favorecendo outros.

Neste ano, o campeonato nacional implementou uma regra que é usada nos campeonatos da Europa, a fim de evitar o bate-bate, para que a corrida possa ser realizada de forma mais limpa. O piloto que chegar ao parque fechado com o seu bico para dentro (travas internas) recebe uma punição de 5 a 10 segundos no tempo total da prova.

A vistoria é feita de forma visual pelo comissário e registrada em uma fotografia para questionamentos futuros. Isso surte efeito e os pilotos devem ser mais conservadores na forma em que vão atacar seus adversários numa ultrapassagem. Esta punição, por exemplo, acabou penalizando o multicampeão André Nicastro e beneficiando outro multicampeão, Olin Galli, na disputa do título da categoria Internacional OK. Ponto para o Brasileiro, portanto. 

No sentido oposto, vão as normas de tempo mínimo: para o piloto deixar o parque fechado e ingressar na pista para tomada de tempo; para práticas como retirada de motores e peças fora do regulamento sem o registro; e para a checagem da forma como os pilotos usam os quatro jogos de pneus, entre lacrados de treino e corrida.

Um fato excepcional manchou bastante a imagem do campeonato: no término da categoria Sudam Junior, o pai de um piloto entrou no parque fechado e agrediu fisicamente um garoto de 14 anos. O homem teve que ser preso em uma sala do kartódromo para não ser linchado pelos mecânicos e a polícia chegou para o levar preso para a delegacia. Esse episódio aconteceu ao vivo durante a transmissão da corrida final.

É sabido que temos que melhorar em vários aspectos, mas o fato de sermos o campeonato nacional com o maior número de inscritos do planeta já nos enche com a esperança de que jovens talentos irão nos representar em diferentes categorias do mundo pelas próximas gerações! Aproveito, então, para parabenizar os apoiadores e incentivadores da base do esporte a motor e, claro, os Campeões Brasileiros de 2019.

GALERIA: Fotos do 54º Campeonato Brasileiro de Kart, disputado em Cascavel

Galeria
Lista

Largada da Graduado

Largada da Graduado
1/10

Foto de: Bruno Gorski

Danillo Ramalho foi o Bi-Campeão da Sênior "A"

Danillo Ramalho foi o Bi-Campeão da Sênior "A"
2/10

Foto de: Bruno Gorski

Christiano Matheis e Valdeno Brito - Vencedores da Super Sênior

Christiano Matheis e Valdeno Brito - Vencedores da Super Sênior
3/10

Foto de: Bruno Gorski

Olin Galli conquistou seu nono título do Brasileiro

Olin Galli conquistou seu nono título do Brasileiro
4/10

Foto de: Bruno Gorski

Campeões da CODASUR Junior

Campeões da CODASUR Junior
5/10

Foto de: Bruno Gorski

Gaetano di Mauro, penta na KZ Graduados

Gaetano di Mauro, penta na KZ Graduados
6/10

Foto de: Bruno Gorski

Lucas Staico

Lucas Staico
7/10

Foto de: Bruno Gorski

Gabriel Crepaldi

Gabriel Crepaldi
8/10

Foto de: Bruno Gorski

Diego Ramos

Diego Ramos
9/10

Foto de: Bruno Gorski

Dennis Dirani

Dennis Dirani
10/10

Foto de: Bruno Gorski

Próximo artigo
Gaetano di Mauro fatura penta no Campeonato Brasileiro de Kart

Artigo anterior

Gaetano di Mauro fatura penta no Campeonato Brasileiro de Kart

Próximo artigo

Filho de Emerson Fittipaldi assina contrato de patrocínio aos 12 anos de idade

Filho de Emerson Fittipaldi assina contrato de patrocínio aos 12 anos de idade
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Kart
Autor Vicente Sfeir