Le Mans 24 Horas de Le Mans

Brasil tem oito vitórias por categoria nas 24 Horas de Le Mans

Mas nunca triunfou na classificação geral, embora tenha chegado perto oito vezes desde a estreia do país, em 1935

Daniel Serra (ao centro) venceu em Le Mans duas vezes na antiga classe LMGTE-Pro

Foto de: Adrenal Media

Ao longo de trajetória de quase 90 anos nas 24 Horas de Le Mans, o automobilismo brasileiro deixou sua marca na história da mais famosa corrida de endurance do mundo. Desde a estreia, em 1935, o País já contou com 35 pilotos na prova, desde jovens promissores a pilotos consagrados e campeões mundiais.

Prova disso é que a maioria é formada por competidores contratados por fábricas e equipes para tentar a vitória, e não por gentleman drivers -- pilotos com verba pessoal para bancar uma vaga em equipes subfinanciadas. Este grupo conquistou até hoje oito vezes o primeiro lugar por categoria (confira a tabela abaixo) e chegou perto de triunfar na classificação geral em oito oportunidades, quando subiu ao pódio.

O editor recomenda:

Neste sábado (15), a partir das 11h (de Brasília), a famosa corrida francesa dá a largada para a sua 92ª edição e terá entre os inscritos seis brasileiros, três deles tentando a vitória na classificação geral e, por tabela, na categoria principal, a Hypercar. O feito é ainda inédito para o país.

A relação traz ainda dois competidores que vão acelerar nas 24 Horas de Le Mans pela primeira vez. A prova no circuito de La Sarthe, com mais de 13 km de extensão, vale pela quarta etapa do Mundial de Endurance (WEC) em 2024 e antecede a disputa das 6 Horas de São Paulo, 14 de julho, em Interlagos.

A escalação brasileira para as 24 Horas de Le Mans em 2024 tem em Daniel Serra seu nome mais vitorioso. O tricampeão da Stock Car Pro Series já triunfou duas vezes na prova pela antiga classe LMGTE-Pro: em 2017, pela Aston Martin; e em 2019, correndo pela Ferrari da equipe italiana AF Corse.

Outro paulista com pódio em Le Mans vai se converter no segundo brasileiro com mais largadas na prova. Segundo colocado na LMGTE-Pro em 2017, correndo com Ford GT, Pipo Derani disputará as 24 horas mais famosas do mundo pela nona vez, tendo o estreante e compatriota Felipe Drugovich como parceiro de equipe. Com mais esta largada, Pipo ficará atrás em número de participações apenas de Thomas Erdos, que reúne 13 presenças na história da competição e duas vitórias na LMP2 (2005 e 2006).

Quem também debuta em Le Mans é o carioca Nicolas Costa, que vai correr com o McLaren 720S Evo LMGT3 do time norte-americano United Autosports. Aos 32 anos, o campeão brasileiro da Porsche Carrera Cup em 2023 fará, quase cinco anos depois, apenas a segunda corrida de 24 horas na carreira.

Com passagem pela Fórmula 1 e carreira vitoriosa no endurance, sobretudo na IMSA, Felipe Nasr vai para o quarto ano. O brasiliense de 31 anos será um dos integrantes da tripulação do Hypercar Porsche 963 #4 da Penske. E na LMGT3, Augusto Farfus regressa à prova, encerrando um hiato de quatro anos.

Segundo na geral 

Desde 1935, com a estreia de Bernardo Souza Dantas, o melhor resultado de um brasileiro na classificação geral nas 24 Horas de Le Mans foi o segundo lugar, com José Carlos Pace (Ferrari, edição de 1973), Raul Boesel (Jaguar, 1991), Lucas di Grassi (Audi, 2014) e Bruno Senna (protótipo LMP1, 2020).

Com três pódios na categoria principal (2013, 2014 e 2016), di Grassi é o mais bem-sucedido. Três brasileiros vão correr neste sábado com a possibilidade de obter o feito inédito de uma vitória na classificação geral para o Brasil. Além de Pipo Derani e Drugovich, que vão correr juntos com o Cadillac #311 da Whelen Cadillac Racing, Felipe Nasr vai acelerar com o Porsche 963 da Porsche Penske Motorsport.

Brasileiros vencedores por categoria
Ano/Piloto/Categoria
2005 e 2006: Thomas Erdos, LMP2
2008 e 2009: Jaime Melo Jr., GT2
2017 e 2019: Daniel Serra, LMGTE-Pro
2018 e 2019: André Negrão, LMP2

Melhores resultados do Brasil na classificação geral
José Carlos Pace: 2º em 1973 (Ferrari 312PB)
Raul Boesel: 2º em 1991 (Jaguar XJR-12)
Ricardo Zonta: 3º em 2008 (Peugeot 908 HDi)
Lucas di Grassi: 2º em 2014 (Audi R18 e-tron quattro), 3º em
2013 e 2016 (Audi R18 e-tron quattro)
Bruno Senna: 2º em 2020 (Rebellion R13)
André Negrão: 3º em 2021 (Alpine A480)

Piloto – ano de participação
1 – Bernardo Souza Dantas – 1935
2 – Hermano da Silva Ramos – 1954, 1956 e 1959
3 – Christian Heins – 1959 e 1963
4 – Fritz D’Orey – 1960
5 – José Carlos Pace – 1973
6 – Paulo Gomes – 1978
7 – Marinho Amaral – 1978
8 – Alfredo Guaraná Menezes – 1978
9 – Roberto Moreno – 1984
10 – Raul Boesel – 1987, 1988, 1991
11 – Maurizio Sandro Sala – 1989, 1990, 1991, 1992, 1995, 1996
12 – Antônio Hermann de Azevedo – 1993, 1994, 1995, 1996, 1997
13 – Thomas Erdos – 1995, 1996, 1997, 1999, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010 e 2011
14 – Nelson Piquet – 1996 e 1997
15 – André Lara Rezende – 1997
16 – Ricardo Zonta – 1998 e 2008
17 – Jaime Melo – 2004, 2007, 2009, 2010, 2011 e 2012
18 – Nelsinho Piquet – 2006, 2016 e 2017
19 – Christian Fittipaldi – 2006, 2007 e 2008
20 – Alexandre Negrão – 2008
21 – Bruno Senna – 2009, 2013, 2014, 2016, 2017, 2018, 2019 e 2020
22 – Augusto Farfus – 2010, 2011, 2018, 2019 e 2020
23 – Lucas di Grassi – 2013, 2014, 2015 e 2016
24 – Fernando Rees – 2014, 2015, 2016 e 2017
25 – Pipo Derani – 2015, 2016, 2017, 2018, 2019, 2021, 2022 e 2023
26 – Oswaldo Negri Jr. – 2016 e 2020
27 – Rubens Barrichello – 2017
28 – Tony Kanaan – 2017 e 2018
29 – André Negrão – 2017, 2018, 2019, 2020, 2021, 2022 e 2023
30 – Daniel Serra – 2017, 2018, 2019, 2020, 2021, 2022 e 2023
31 – Felipe Nasr – 2018, 2021, 2022 e 2023
32 – Rodrigo Baptista – 2019
33 – Felipe Fraga – 2019, 2020, 2021 e 2022
34 – Marcos Gomes – 2020 e 2021
35 – Pietro Fittipaldi – 2022 e 2023

Brasil na 24 Horas de Le Mans 2024
Piloto / Categoria / Carro / Equipe
Augusto Farufs 
/ LMGT3 / BMW M4 LMGT3 / Team WRT
Daniel Serra 
/ LMGT3 / Ferrari 296 LMGT3 / GR Racing
Felipe Drugovich 
/ Hypercar / Cadillac V-Series.R / Whelen Cadillac Racing 
Felipe Nasr 
/ Hypercar / Porsche 963 / Porsche Penske Motorsport
Pipo Derani 
/ Hypercar / Cadillac V-Series.R / Whelen Cadillac Racing 
Nicolas Costa 
/ LMGT3 / McLaren 720S Evo LMGT3 / United Autosports

Assessora de Senna, BETISE ABRE O JOGO sobre PROST x AYRTON x PIQUET, Xuxa, Galisteu, Bernie, Head +

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Márquez na Ducati oficial, Martín na Aprilia: Jorge será sabotado em 2024? E Bagnaia? Mugello e mais

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Como Le Mans transforma fabricantes em lendas
Próximo artigo A centenária Le Mans em 24 fatos marcantes

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil