Últimas notícias

Binder: "chave virou" após vitória saindo de último em Jerez

Recém-coroado campeão da Moto3, Brad Binder revela que primeira vitória da carreira, saindo de último em Jerez de la Frontera, fez ele acreditar que poderia conquistar o título desta temporada

Second place Brad Binder, Red Bull KTM Ajo

Gold and Goose / Motorsport Images

Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo

Brad Binder, na Moto3 desde 2012 - mais cinco provas nas 125cc em 2011 - , nunca havia vencido uma corrida no Mundial de Motovelocidade até o início desta temporada. Cinco já vieram e o título foi confirmado com o segundo lugar no GP de Aragíon, realizado no último domingo (25), restando ainda quatro etapas até o fim do ano.

Falando após o título, Binder destacou que a primeira vitória da carreira, quando saiu de último - após uma punição na classificação - para o triunfo em Jerez de la Frontera, deu a ele a confiança necessária para buscar a o título.

"Minha primeira vitória, em Jerez: largar de último e vencer foi fantástico. Depois, sempre que me vi em dificuldades, olhei para trás e disse a mim mesmo 'se pude vencer largando de último, tenho certeza de que posso vencer novamente'", disse.

"Após vencer pela primeira vez, a chave virou e comecei a acreditar que tudo era possível, preparando a melhor estratégia para tentar vencer todas as corridas", afirmou.

Perguntado sobre em qual momento ele começou a se dar conta de que o título era uma possibilidade real, Binder respondeu: "Quando a vantagem passou dos 75 pontos, comecei a acreditar que tinha grandes chances", contou.

"Fomos muito consistentes neste ano, mas tive adversários neste ano e não foi uma tarefa fácil. Jorge (Navarro) quebrou a perna e não terminou corridas, período no qual fui capaz de vencer e abrir vantagem. Estou muito feliz pelo trabalho feito e agora podemos aproveitar", acrescentou.

Agradecendo à equipe

Binder também destacou o trabalho da equipe Ajo KTM -  que anteriormente conquistou títulos ainda nas 125cc com Mike di Meglio (2008) e Marc Márquez (2010), além de Sandro Cortese em 2012, primeiro ano de Moto3, como crucial para o sucesso dele neste ano.

"Honestamente, o que fez a diferença é que tenho a melhor equipe ao meu lado. É uma grande estrutura, tudo funciona perfeitamente e todos trabalham duro", disse.

"Nunca iniciei uma corrida com dúvidas sobre algo. As pessoas da KTM, meu empresário, os patrocinadores e todos ao meu redor também são parte disso e contribuíram para que tudo funcionasse da melhor maneira possível", afirmou.

"É muito bom chegar a um final de semana de GP e não ter que me estressar ou me preocupar com algo, apenas focar em fazer o meu trabalho", completou.

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Em disputa emocionante, Navarro vence e Binder é campeão
Próximo artigo Ono é mais veloz, mas Migno fica com pole em Motegi

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil