Crutchlow diz não entender críticas à chicane de Barcelona

Piloto da LCR rechaça rumores de que novo traçado beneficiaria demais a Honda: “Escolhemos este traçado porque é mais seguro”

Crutchlow diz não entender críticas à chicane de Barcelona
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Cal Crutchlow, Team LCR Honda, Marco Barbiani, Team LCR Honda data engineer
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Jorge Lorenzo, Ducati Team

Após a morte do espanhol Luis Salom durante os treinos de sexta-feira no GP da Catalunha do ano passado, Os pilotos juntamente à direção da MotoGP resolveram mudar o traçado do Circuito da Catalunha em nome da segurança. Desde então, as motos utilizam o traçado que é usado desde 2007 pela F1.

Porém, alguns pilotos não gostaram do fato da chicane ter sido alterada para este ano. Jorge Lorenzo, da Ducati, disse que sentiu que a nova chicane ajudaria a Honda, mas Cal Crutchlow diz que está confuso com a fala do tricampeão.

"Todo mundo está reclamando sobre a nova chicane. Mas nós escolhemos e não podemos realmente reclamar sobre isso", disse Crutchlow.

"Claro, nós escolhemos andar no traçado da Fórmula 1 em 2016 porque era mais seguro e depois nos disseram que não era, porque as zebras eram muito altas.”

"Eles melhoraram isso e agora todos estão reclamando. No final, não podemos fazer nada sobre isso."

Sobre a declaração de Lorenzo, Crutchlow disse: "Lorenzo pensa que qualquer coisa irá favorecer qualquer outra pessoa, menos ele. Ele estava bem no teste que fizeram lá (há algumas semanas)."

Com base em como os tempos de volta pioraram durante o teste feito em meados de maio após o GP da França, o britânico acredita que o desgaste dos pneus será um fator.

"Será uma corrida longa, porque você vê as simulações de GP de alguns com mais de 20 voltas, e algumas pessoas pioraram cinco segundos por volta", disse ele.

"Você vai de Le Mans, onde Maverick Viñales fez a volta mais rápida na última volta, e depois em Barcelona eles fazem 20 voltas e na 20ª volta todos estão cinco segundos mais lentos do que na primeira e na segunda volta.”

"Todo mundo está no mesmo barco. Quem fizer a diferença vai ver seus tempos de volta piorando em 3s5 talvez."

No entanto, o campeão mundial da Honda, Marc Márquez, acredita que a queda é apenas na região de "um segundo e meio".

“Barcelona é um circuito que, com o novo pneu, você sente o desgaste, porque é muito longo.”

"O problema é de manhã, com a temperatura fria. Houve um problema, mas durante o dia trabalhamos normalmente. O acerto foi normal."

compartilhar
comentários
Iannone deposita esperança em novo chassi da Suzuki
Artigo anterior

Iannone deposita esperança em novo chassi da Suzuki

Próximo artigo

Há 8 anos, Rossi vencia Lorenzo na última curva na Catalunha

Há 8 anos, Rossi vencia Lorenzo na última curva na Catalunha
Carregar comentários