Eliminado no Q1, Rossi destaca treino difícil em Barcelona

Italiano, 13º no grid, e Viñales, o nono, afirmam que moto da Yamaha não rendeu o que se esperava no Circuito da Catalunha

Eliminado no Q1, Rossi destaca treino difícil em Barcelona
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Carregar reprodutor de áudio

Valentino Rossi se mostrou frustrado com o rendimento da Yamaha no treino classificatório para o GP da Catalunha da MotoGP, em Barcelona. O italiano foi eliminado no Q1 e iniciará a prova de domingo em uma distante 13ª colocação.

O multicampeão da MotoGP destacou que seu equipamento vinha apresentando dificuldades desde a sexta-feira, mas acreditava em um progresso para a tomada de tempos que definiria a ordem de largada.

“Tivemos algumas boas ideias, então esperava que fôssemos mais competitivos. Mas a situação é um pouco parecida com Jerez, com falta de aderência nos pneus e um treino ruim. Também tive azar por ter perdido a vaga no Q2 por uma posição, então com certeza será difícil porque nosso ritmo não é fantástico”, destacou.

“Será uma corrida difícil para todos, porque os pneus parecem ter dificuldades pra apresentar aderência, especialmente no calor. Mas tentaremos algo diferente amanhã e veremos.”

“Nada estava funcionando”, lamenta Viñales

O líder do campeonato, Maverick Viñales, também foi discreto durante o treino. Mesmo tendo avançado ao Q2, o espanhol partirá apenas da nona posição, sua pior desde que se juntou à Yamaha.

“Comparado a ontem, melhoramos a moto um pouco. Mas o problema para nós não foi a moto, mas uma combinação de fatores. Tentei vários acertos diferentes hoje e nada estava funcionando, nem mesmo com nosso ajuste básico”, relatou o jovem espanhol.

“Eu apenas tentei o meu melhor para ver o que conseguia. Eu planejo ter uma boa largada amanhã e aí tentarei o meu melhor novamente”, resignou-se.

O treino na Catalunha foi dominado por Dani Pedrosa, da Honda, que parte da pole, à frente de Jorge Lorenzo (Ducati) e Danilo Petrucci (Pramac Ducati). Marc Márquez, também da Honda, é o quarto. 

compartilhar
comentários
Márquez: “Prefiro cair e sair em 4º do que em 10º sem queda”
Artigo anterior

Márquez: “Prefiro cair e sair em 4º do que em 10º sem queda”

Próximo artigo

Lorenzo se preocupa com pneus: "será um pesadelo para todos"

Lorenzo se preocupa com pneus: "será um pesadelo para todos"