Pedrosa: "No Catar não consegui o resultado que era capaz"

Dani Pedrosa disputa o GP da Argentina do fim de semana fazendo algumas autocríticas pela 7ª posição alcançada no Catar, onde disse que "esperava" um resultado melhor

Pedrosa: "No Catar não consegui o resultado que era capaz"
Carregar reprodutor de áudio

Dani Pedrosa subiu ao pódio em todas as corridas que terminou na Argentina, onde neste fim de semana acontece a segunda etapa da MotoGP. Das quatro ocasiões em que o campeonato chegou a Termas de Río Hondo, Pedrosa cruzou a linha de chegada em duas, 2014 e 2016, com um segundo e terceiro lugares, respectivamente. Em 2015, Dani não viajou à Argentina devido a uma lesão, enquanto no ano passado caiu a 12 voltas do final.

Pedrosa explicou em um comunicado de sua equipe dizendo que "estou ansioso para ir à Argentina para continuar trabalhando com minha equipe e me preparar para a corrida de domingo".

No entanto, antes do início da ação, o espanhol fez um pouco de autocrítica de sua atuação no primeiro GP do ano, onde foi sétimo.

"No Catar, não alcançamos o resultado que esperávamos e que éramos capazes de conseguir, mas sabemos que o potencial está lá, o que nos dá confiança", disse.

A Honda, portanto, se impõe um ponto de autoexigência para tratar de recuperar os pontos perdidos no Catar. "Na Argentina, continuaremos trabalhando com essa atitude positiva".

Uma das desvantagens que os pilotos encontram na chegada ao Termas é o novo asfalto da pista, que foi recapeado em parte (2,4 km), mantendo ao mesmo tempo a superfície antiga na porção restante, aproximadamente em metade do circuito.

"As condições da pista de Termas podem ser exigentes no início do fim de semana, mas serão as mesmas para todos e geralmente melhoram durante o final de semana".

Outra possibilidade é a da chuva, prevista em maior ou menor medida para os três dias do final de semana.

"Vamos trabalhar na nossa moto para estarmos preparados para qualquer condição que tenhamos para a corrida, e daremos 100% quando os semáforos forem apagados", disse o piloto do Barcelona.

Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
1/6

Foto de: Miquel Liso

Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
2/6

Foto de: Miquel Liso

Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
3/6

Foto de: Miquel Liso

Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
4/6

Foto de: Miquel Liso

Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
5/6

Foto de: Miquel Liso

Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
6/6

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

compartilhar
comentários
Crutchlow: Honda ainda é a moto mais difícil de andar
Artigo anterior

Crutchlow: Honda ainda é a moto mais difícil de andar

Próximo artigo

Pramac: Bagnaia não tem garantida Ducati de fábrica em 2019

Pramac: Bagnaia não tem garantida Ducati de fábrica em 2019