Rossi aponta quais pilotos podem dominar MotoGP nos próximos anos

Doutor acredita que três pilotos, de três montadoras diferentes, estão à frente dos demais

Valentino Rossi, Petronas Yamaha SRT

Gold and Goose / Motorsport Images

Antes de realizar sua última corrida na MotoGP, Valentino Rossi apontou os pilotos que, segundo seus critérios, podem dominar a principal categoria da motovelocidade mundial nos próximos anos.

A aposentadoria de Rossi da MotoGP no fim de 2021 deixa um enorme vácuo no Mundial, especialmente na Itália. Com a sua saída, se vai a grande referência do motociclismo moderno e o homem que deu ao país europeu nove dos dez títulos conquistados, mesmo que o último seja de 2009.

Leia também:

Mesmo com uma queda de rendimento do Doutor com o passar dos anos, foram 235 pódios e 115 vitórias ao longo de 26 temporadas, sendo o último triunfo em Assen 2017.

Desde que criou a Academia VR46 em 2013, o italiano vem preparando o terreno para que a sequência de seu trabalho estivesse garantida quando pendurasse o capacete. Em 2022, quatro de seus pupilos - Pecco Bagnaia, Franco Morbidelli, Luca Marini e Marco Bezzecchi - estarão no grid da MotoGP, além vários outros na Moto2 e Moto3.

Bagnaia e Morbidelli foram campeões na Moto2 e, na MotoGP, foram os dois últimos vice-campeões. Joan Mir em 2020 e Fabio Quartararo em 2021 deixaram os dois a um passo da glória.

Rossi saiu da MotoGP com a convicção de que deixa o futuro do motociclismo italiano em boas mãos. Mesmo que os pilotos do país não conquistem o título da categoria rainha desde o último do próprio Doutor em 2009, o multicampeão vê os "seus" entre os favoritos para 2022 (e além).

"Eu colocaria Bagnaia, Quartararo e [Marc] Márquez na primeira fila", disse Rossi. "Na segunda fila, Morbidelli e Marini, junto de Mir. Talvez seja um pouco parcial, mas estes parecem ser os mais rápidos. Talvez tenha me esquecido de [Enea] Bastianini, assim poderíamos ter uma segunda fila totalmente italiana".

Mesmo que Rossi tenha fechado o capítulo das motos para passar a correr com carros em 2022, ele seguirá treinando sob duas rodas em seu Rancho: "Quero seguir andando de moto, motocross, em circuitos, com minimotos. Isso não mudará".

MARI BECKER fala de PRAZER, REALIZAÇÃO e SUCESSO com F1 NA BAND: "Apresentei o esporte DE VERDADE"

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #155 - Piores da F1 2021: Quais pilotos/equipes decepcionaram? Masi é consenso?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior ANÁLISE: Por que a presença de oito Ducatis no grid ameaça o equilíbrio na MotoGP
Próximo artigo MotoGP: Márquez está "focado na recuperação e preparação para a pré-temporada", diz Honda

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil