Piquet relembra grande fase na NASCAR e celebra aniversário de 10 anos de primeira vitória

Brasileiro foi o primeiro a triunfar em campeonato relevante da maior categoria do automobilismo americano

Piquet relembra grande fase na NASCAR e celebra aniversário de 10 anos de primeira vitória
Carregar reprodutor de áudio

Há exatos 10 anos, Nelsinho Piquet vencia em uma competição da NASCAR pela primeira vez. Ele se tornava o primeiro brasileiro a conseguir o feito em um campeonato de relevância na maior categoria dos Estados Unidos.

O triunfo de Nelsinho ocorreu em Bristol, em prova válida pela K&N East Series, hoje ARCA East Series, a mais forte categoria antes de se entrar nas divisões nacionais.

Naquele momento, em 2012, ele já havia feito uma temporada completa na Truck Series no ano anterior, e foi para a pista de meia milha do Tennessee para aprender mais sobre como competir na NASCAR.

Em entrevista exclusiva ao Motorsport.com, Nelsinho explicou o que fez ele decidir em competir em uma categoria abaixo daquela que ele já estava fazendo.

“Em 2012 eu queria fazer mais corridas de outras categorias de base, como essa da K&N, nos Late Models, mesmo já fazendo Truck Series desde 2011”, disse Piquet. “Eu não havia feito essa base, fui direto para as picapes, alguma coisa eu tinha que aprender ainda, independentemente do meu histórico àquela altura com F1, eu tinha pouca experiência em carros de Turismo, muito menos em oval.”

“Essa foi a minha primeira corrida de K&N, fizemos um treino antes da prova. Foi muito legal, levei o meu crew chief (Chris Carrier), e eu havia apanhado muito em Bristol no ano anterior. É uma short track, mas eu não tinha me identificado com a pista. Foi uma corrida superlegal, ficamos entre os quatro o tempo inteiro e no final, ganhamos contra o Corey LaJoie, que está na Cup hoje em dia.”

O campeonato tinha pilotos que buscavam ascensão para as categorias nacionais da NASCAR e olhando os pilotos superados por Nelsinho, nada menos do que seis pilotos que estão na NASCAR Cup Series. Além do citado Corey LaJoie, Ryan Blaney, Kyle Larson, Chase Elliott, Daniel Suarez e Bubba Wallace estiveram naquela prova, além de outros pilotos que fazem carreiras em outras divisões.

Ryan Gifford and Nelson Piquet Jr.

Ryan Gifford and Nelson Piquet Jr.

Photo by: NASCAR Media

2012 inesquecível

A vitória em Bristol deu início a uma sequência positiva para o 2012 de Nelsinho. Em junho daquele ano, ele levava o Brasil para o victory lane em uma competição nacional da NASCAR pela primeira vez, ao triunfar em Road America, na Xfinity Series.

Em agosto, foi a vez de vencer na Truck Series, certame em que ele fazia temporada completa, em Michigan, quando também utilizou um capacete especial em homenagem aos 60 anos de idade de Nelson Piquet.

O último triunfo daquele ano foi também pela Truck, em Las Vegas, no dia 28 de setembro, quando superou o tricampeão Matt Crafton na última volta, em uma chegada emocionante. Esta vitória, inclusive, é a favorita de Nelsinho.

“Foi um ano muito bom. Esse foi um dos períodos da minha carreira que eu mais tenho saudades, que eu mais gostei. Me diverti com o tanto de corridas que tinha, com as amizades que eu fiz, tudo o que a gente passou lá foi muito bacana e dá muita saudade.”

Nelson Piquet Jr.

Nelson Piquet Jr.

Photo by: NASCAR Media

Voltando ao primeiro triunfo, um detalhe curioso marcou aquela vitória. Piquet tinha sobre seu capô o patrocínio do Fox Sports, já que é incomum observar redes de TV apoiando algum piloto.

Nelsinho não foi o responsável pela marca em seu capô, mas acabou explicando o acordo que teve com a equipe, que na época era comandada por outro brasileiro, Geraldo Rodrigues, com o apoio de outro personagem importante para brasileiros na NASCAR, como Laerte Zatta, que era ligado à Toyota e teve equipe nas categorias de acesso.

“A equipe me contratou e me perguntou se eu queria ser pago. Eu disse que queria correr e propus um trato: ‘se eu ganhar a corrida, vocês me dão mais uma’. E eles toparam. Depois dessa vitória, voltamos a correr em Richmond, mas não estávamos tão legal lá.”

LITO CAVALCANTI analisa PREOCUPAÇÃO da Mercedes, momento da Red Bull e chances da Ferrari na F1 2022

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

 

Podcast #166 – Confira balanço de pré-temporada da F1 e prévia para GP do Bahrein

 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

compartilhar
Miguel Paludo faz bateria de testes clínicos da NASCAR em Charlotte
Artigo anterior

Miguel Paludo faz bateria de testes clínicos da NASCAR em Charlotte

Próximo artigo

VÍDEO: Pilotos brigam após prova da NASCAR em Martinsville

VÍDEO: Pilotos brigam após prova da NASCAR em Martinsville