Com freios, pista emborrachada e mística da F1, Porsche Carrera Cup decide título neste fim de semana em Interlagos

Três pilotos estão na briga pelo título da categoria: Nicolas Costa lidera o ranking, com Miguel Paludo em segundo e Marçal Müller em terceiro

Nicolas Costa

Luca Bassani

A Porsche Carrera Cup Brasil entra em sua reta final com uma disputa intensa pelo título. Neste fim de semana, nos dias 4 e 5, em Interlagos, São Paulo (SP), a categoria faz a sua tradicional final do campeonato Sprint – de corridas curtas – no evento suporte do GP São Paulo de Fórmula 1.

Três pilotos disputam ativamente o título, com mais dois tendo chances matemáticas de título. A sexta etapa da temporada Sprint terá classificação para as duas corridas, que terão pontuação máxima e os pilotos não carregarão o lastro de sucesso em seus carros.

Leia também:

O favorito para a conquista do título é o líder do campeonato Nicolas Costa. O piloto estreante na categoria soma 203 pontos (com os descartes atuais aplicados) contra 183 de Miguel Paludo e 180 de Marçal Müller. Assim, Costa precisa apenas marcar seus oponentes para que conquiste o seu primeiro título na categoria. Além de Paludo e Müller, dois outros pilotos têm chances matemáticas de título, precisando de muitas combinações de resultados. São eles Werner Neugebauer e Lucas Salles.Muitos fatores podem temperar a disputa deste fim de semana, como a pista mais emborrachada do que o comum, já que além dos Porsche, estarão na pista os carros da Fórmula 1 e da Fórmula 4. Além disso, os pilotos vão para a final com pesos igualados, já que é descartado o BOP (balance of performance ou lastro de sucesso), além de poderem usar o jogo de pneu “coringa”, se não o utilizaram até aqui.Para levar o troféu para casa, as frenagens podem ser fundamentais no circuito mais tradicional do Brasil, já que os pilotos dos Porsche GT3 992 contam com ABS e freiam próximo da placa de 50 metros no final da reta principal e aproximação para o S do Senna.E, na preliminar da Fórmula 1, os Porsche da geração 992 terão ainda mais apoio nas frenagens. Em condições de pista seca, a quantidade de borracha que se acumula na pista com a passagem dos carros da F1 aumenta os níveis de aderência, possibilitando aos pilotos um “abuso” ainda maior no pedal do freio, permitindo uma frenagem ainda mais próxima da curva. Um processo que eleva a temperatura dos discos Fremax, que suportam mais de 700ºC de temperatura, e ao mesmo tempo diminui o tempo de uso do pedal do freio e aumenta a eficiência de frenagem – maior desaceleração em menor distância e tempo.Com o ABS habilitado, os competidores poderão usar e abusar do pedal de freio e dos discos de freio Fremax, que equipam os carros da Porsche Brasil. Na volta rápida, os carros chegam ao final da reta principal a uma velocidade próxima aos 253 km/h e diminuem para uma mínima de 82 km/h ao contornar a primeira perna do S, aplicando uma força no de aproximadamente 188 kg/cm² no pedal de freio, gerando uma desaceleração de 2,16 G. O pé fica no freio por aproximadamente 4,2 segundos em uma distância aproximada de 190 metros.Outro fator que pode ser determinante é a adaptação e acerto do carro feito de maneira rápida, já que os pilotos terão apenas uma sessão de treino livre antes da classificação. Serão apenas 30 minutos na sexta-feira (3) para tentar achar o melhor acerto para a classificação, que acontece no sábado (4) às 8h45 e a primeira corrida do fim de semana às 13h35. No domingo (5), a segunda e última corrida tem largada prevista às 9h40.A temporada 2023 é a 19ª da história da categoria monomarca mais veloz e moderna do Brasil, e é a 16ª na qual a Fremax faz parte como fornecedora oficial dos discos de freio para todos os carros, produzindo materiais que garantem potência e segurança no controle de movimentos.Acompanhando a evolução dos carros – esta é a segunda temporada dos novos modelos 911 GT3 992 -, os discos Fremax trazem evolução nas galerias de ventilação que aliadas ao alto desempenho da liga Carbon+ para competição, garante uma excelente dissipação de calor e resistência mecânica, suportando assim todas as solicitações das frenagens de alta energia que a categoria exige.

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #254 – O que esperar do GP de São Paulo, em Interlagos?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Marcondes quer fechar a temporada Sprint da Porsche Cup com vitória em Interlagos
Próximo artigo Sem lastro nem margem para erros, Porsche Cup conhece campeões de sprint na preliminar da F1

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil