Porsche Cup Termas de Río Hondo (Endurance)

Feldmann e Salas vencem abertura da Porsche Endurance na Argentina

Christian Hahn e Diego Nunes lideram campeonato alavancados por triunfo no primeiro segmento

Alceu Feldmann e Gui Salas

A Porsche C6 Bank Mastercard Endurance Challenge abriu seu campeonato em grande estilo em Termas de Río Hondo com a decisão da vitória no stint final, após disputa tripla envolvendo Guilherme Salas, Werner Neugebauer e Christian Hahn. Eles receberam a bandeirada da prova de 300 km nesta ordem, uma posição à frente do carro #3, de Rubens Barrichello e Franco Giaffone, os vencedores na Carrera Sport.

Com a nova pontuação atribuída ao término do primeiro segmento, a liderança ficou com a dupla formada por Hahn e Diego Nunes com o carro #26.

Leia também:

A vitória na Carrera Rookie coube ao Porsche #87, de Nelson Monteiro e Alan Hellmeister. Já a dupla do #199, Nelson Marcondes e Renan Guerra, levantou a vitória na Challenge. Pela Challenge Sport o vencedor foi o carro #777, de Josimar Junior e Sergio Ramalho, enquanto o triunfo na Challenge Rookie foi do #66, do estreante Sadak Leite em dupla com Fabio Carbone.

Enzo Elias também foi um dos destaques do dia, com direito a dupla quebra de recorde com o carro de corrida mais produzido no planeta no moderno autódromo argentino.

A temporada será retomada em Goiânia, nos dias 8 e 9 de outubro.

Logo no início da corrida, contato entre os carros da primeira fila fez o pole Dennis Dirani e Rafael Suzuki perderem muitas posições. Lineu Pires foi o maior beneficiado pelo entrevero, avançando de quinto no grid para a liderança com o #888.

O top 5 era completado por Diego Nunes, Rodrigo Mello, Danilo Dirani e Rouman Ziemkiewicz. Já pela Sprint Challenge, o carro #199 fez valer a vantagem de sair na pole e liderava com 20º lugar no geral.

Na terceira volta, Diego Nunes atacou Lineu pela liderança após fazer meia volta emparelhado. Outro que se destacava àquela altura da prova era o #73, de Enzo Elias, ocupando sexto lugar depois de largar em 16º.

O Porsche #26 aparecia em primeiro lugar quando foi acionado o safety-car para resgatar os carros de Luiz Razia e de Ricardo Fontanari, que haviam tido contato.

Na volta 7 veio a relargada, com bonita disputa entre Enzo Elias, Danilo Dirani e Jeff Giassi. Enzo prevaleceu e imediatamente passou também por Mello para ser terceiro. Na décima volta, foi a vez do #888 ser ultrapassado pelo #73. Neste mesmo giro, Franco Giaffone trouxe o #3 para abrir a jornada de pits, trocando a pilotagem com Rubens Barrichello.

Enzo alcançou Diego na volta 15 e abriu ataque pela ponta da prova. Lineu era terceiro, com Giassi e Cesar Ramos completando o top5. Na Challenge, a liderança era do #555, pilotado por Sergio Jimenez no primeiro stint.

Na volta 19, Enzo passou Diego para ser líder, e o #26 entrou no box a seguir. Enzo seguiu na pista até a volta 27.

Com todos tendo servido seu primeiro pit, o #73 voltou na liderança com Adroaldo Weisheimer. Chris Hahn era segundo, com Beto Gresse, Barrichello e Nicolas Costa completando o top5.

Na volta 29, Adroaldo perdeu posições para Hahn e Gresse. Barrichello levou o Porsche #3 para o segundo pit na mesma volta.

O fim do primeiro segmento veio na 32ª passagem, com liderança de Hahn, seguido por Gresse, Costa, Piquet e Salas. O #888 liderava na Carrera Rookie e o #80, com Gabriel Casagrande em sétimo, era o melhor na Carrera Sport. Pela classe Challenge o líder era o #199. Já o #66, de Sadak Leite e Fabio Carobne, acumulava as lideranças na Challenge Sport e Rookie.

Hahn entrou no box na volta 37, bem como Piquet, que era o terceiro colocado. A liderança ficou com o Porsche #1, que vinha com Guilherme Salas.

A 20 voltas do final, o #1 seguia na pista, à frente do #73 e do #16 -todos com apenas um pit-stop obrigatório realizado. Entre os que haviam cumprido duas paradas, o mais bem colocado era o #26, com Diego Nunes em décimo. Logo depois vinham o #888, com Lineu Pires, #99, com Jeff Giassi e o #8, com Ricardo Zonta. Na volta 45, Zonta passou Giassi e Lineu.

Concluída a segunda janela de pits, Hahn liderava na volta 48. Nesta ordem, Feldmann, Zonta, Giaffone e Mello completavam o top5.

A 13 voltas do fim da prova, foi acionado novamente o safety-car para resgate do carro #74, parado em local de risco fora do traçado. Os ponteiros todos entraram nos pits para a parada final.

Após uma volta apenas sob bandeira amarela, a prova foi retomada em ritmo normal. Na pista a batalha que valia a liderança era entre os carros #26 e #8, com Christian Hahn e Werner Neugebauer respectivamente. Salas saiu do box logo atrás de Werner, de modo que a disputa pela liderança envolvia três pilotos separados por apenas 1.793s a 10 voltas da bandeirada.

Na volta 53 Werner passou Hahn, com contato lateral entre os carros. O #26 deu o troco três curvas depois. Duas passagens mais tarde, novamente Hahn e Werner trocaram tinta, desta vez com o #8 prevalecendo. Gui Salas aproveitou e avançou para segundo lugar na entrada da reta principal. Barrichello e Salles completavam o top5, disputando a vitória na Carrera Sport. O líder na Carrera Rookie era o #87, de Nelson Monteiro.

Na volta 58, Werner alargou a trajetória na curva 1 e deixou a porta aberta para Salas avançar à liderança. E ele levou com tranquilidade até o final, negociando com segurança ultrapassagens sobre os retardatários. Werner recebeu a bandeirada em segundo, Hahn em terceiro. Em quarto, Rubens Barrichello venceu a Carrera Sport, com o #99 completando o top5. Alan Hellmeister fechou a prova em oitavo, vencendo na Carrera Rookie.

Em 23º, o #199 venceu a Challenge. Duas posições atrás chegou o #777, de Josimar Junior e Sergio Ramalho, para vencer a Challenge Sport. Logo atrás veio o #66, com Sadak Leite e Fabio Carbone, vencedores na Challenge Rookie.

O que eles disseram:

“Dedico essa vitória para meu pai. A equipe está de parabéns porque tivemos uma batida na corrida de Sprint e trabalharam duro para arrumar o carro. Foi um trabalho maravilhoso”

Alceu Feldmann

“Corrida hoje bem difícil. Na classificação não andamos bem com a temperatura que fazia de manhã. Mas na prova o ritmo era ótimo e conseguimos levar até o final”

Guilherme Salas

“A gente não conseguiu fazer um bom quali, mas, na corrida de endurance, a classificação não conta tanto assim. O que fez diferença foi um bom ritmo. A dupla estava bem equilibrada. Quando deu o safety sai logo atrás do Hahn, que era o primeiro. Consegui passar e fui para a liderança. Depois um errinho e o Salas me passou. Mas estamos na briga pelo campeonato e isso é o que importa.”

Werner Neugebauer

“Está de parabéns o evento. Gostei bastante de competir aqui. A pista, os boxes, tudo muito bom. O carro é diferente do que eu guiava até o ano passado, então precisei ir me adaptando. A corrida foi muito legal porque mesmo largando em décimo fiz várias ultrapassagens e entendendo cada vez melhor o carro na corrida. Meu ritmo estava bom e a equipe fez uma estratégia perfeita para conseguirmos terminar entre os primeiros.”

Ricardo Zonta

“Foi muito legal. Andar do lado do Rubinho é sempre um enorme aprendizado. Ele veio desde o início da semana ajudando no setup e explicando como se ataca as curvas, como sai. Estou muito feliz com o resultado, e ainda deixei o carro morrer na saída de box, além de ter errado um pouco no quali que não vi a bandeirada. Era para ter largado mais à frente, mas fui punido. Então estou bem feliz com o quarto lugar.”

Franco Giaffone

“Foi muito legal. Depois que o Franco me convidou, eu que sou amigo da família Giaffone por tanto tempo, fiquei muito feliz. Quando eu cheguei aqui, guiei o carro e conheci a pista senti ‘Foi feita quase pra mim’. Me identifiquei na hora e foi um prazer muito grande. Tentamos uma estratégia diferente e foi ok. Foi muito bom andar novamente nesta família aqui e, mais ainda, sendo competitivo o tempo todo.”

Rubens Barrichello

“Infelizmente o safety car acabou com a nossa estratégia. A gente estava muito bem posicionado, entrou e ficou alguns minutos no box quando veio o safety-car. Isso afetou muito a gente, pois a vitória possivelmente viria com facilidade. Mas são coisas que acontecem nas corridas e as disputas depois foram duras, com alguns concorrentes jogando no limite da pista. Mas conseguimos pontuar bem e com certeza estamos na briga para levar o troféu de campeão, que é mais importante do ano”

Christian Hahn

“Nossa estratégia era perfeita até o safety-car, que acabou estragando os planos. Tínhamos uma vantagem de mais de 15 segundos e ganharíamos com folga. Mas não tem como prever um safety-car... O importante é começar pontuando bem no campeonato e lutar pelo título da Endurance”

Diego Nunes

“Feliz demais. Nelsinho está de parabéns com um ritmo forte o tempo todo. Tivemos um sustinho no meu stint com um toque, o carro ficou vibrando, mas não quebrou nada. Agradeço a parceria e os engenheiros que fizeram uma grande estratégia”

Renan Guerra

“Foi uma semana sensacional. Começamos com uma viagem de moto, eu e Renan curtimos bastante. Ai P4 e vitória na Sprint, depois pole e vitória de ponta a ponta praticamente na Endurance. Só tenho que agradecer”

Nelson Marcondes

“A gente conseguiu um bom resultado desde a etapa de sprint, quando avançamos para o Q2 e disputamos a pole entre os 10 mais rápidos. Para o Endurance isso nos deu mais confiança. Fiz bem o meu trabalho. Chegamos a pegar um pouco de tráfego ali no meu primeiro stint, e o segundo foi bem mais livre e consegui colocar um ritmo mais constante para entregar para o Alan. Ele fez um excelente trabalho e conseguimos finalizar em primeiro no final. É muito importante sair com esses resultados”

Nelson Monteiro

“Esse domingo foi excelente para a gente. Os três pilares principais têm pontos a serem melhorados. O Nelsão tem pontos a melhorar, a equipe tem também e eu da mesma forma. Eu, sendo profissional, teoricamente teria menos pontos mas cometi uma falha também. Então foi um resultado positivo e a próxima etapa em Goiânia é uma pista onde o Nelson sempre anda forte, então temos bastante potencial”

Alan Hellmeister

“Foi uma experiência fantástica, em uma pista nova e maravilhosa. Duas etapas dentro da mesma semana exigem bastante do piloto, pois são estratégias e ritmos diferentes de prova. Consegui pegar bem o traçado, mas alguns infortúnios na Sprint me tiraram da vitória. Mas, consegui vencer na Endurance e fiquei muito contente com isso.”

Josimar Junior

“Muito feliz de participar da minha primeira corrida na Porsche Cup na Endurance. Aprendi muito e me diverti tanto quanto. Espero que seja a primeira de muitas com o Josimar e que a gente consiga mais vitórias na categoria.”

Sergio Ramalho

“Foi uma experiência fantástica, foi minha primeira corrida profissional na vida e o Fábio Carbone foi muito bom comigo, me explicou tudo e me ajudou a evoluir muito. Muito feliz e ansioso por Goiânia na próxima.”

Sadak Leite

“Primeiro preciso falar do Sadak, primeira corrida dele e já encarou o ninho das cobras. Mostrou muito potencial e não errou nenhuma vez em uma prova longa e difícil. Vitória na primeira corrida e já vamos para a próxima e pensando no campeonato.”

Fábio Carbone

“Estou feliz demais. Bati o recorde da pista no treino livre da Sprint, ai no quali. Aí fiz outra volta e bati de novo e agora na corrida. Fizemos alguns ajustes e foi muito duro, mudamos as barras do carro, que respondeu bem. Acredito que achamos o ideal, estou feliz demais com a velocidade a semana inteira e vamos continuar lutando para disputar os títulos, tanto de sprint, quanto de endurance.”

Enzo Elias

Porsche C6 Bank Mastercard Endurance Challenge – Termas de Río Hondo:

  1. #1 Alceu Feldmann e Guilherme Salas 2:09:19.488
  2. #8 Werner Neugebauer e Ricardo Zonta +4.914
  3. #26 Christian Hahn e Diego Nunes +6.275
  4. #3 Franco Giaffone e Rubens Barrichello* +16.173
  5. #99 Jeff Giassi e Nicolas Costa +21.013
  6. #29 Rodrigo Mello e Nelson Piquet Jr +22.234
  7. #70 Lucas Salles e Rafael Suzuki* +24.000
  8. #87 Nelson Monteiro e Alan Hellmeister** +27.767
  9. #80 Rouman Ziemkiewicz e Gabriel Casagrande* +31.168
  10. #116 Marcelo Hahn e Allam Khodair* +40.795
  11. #17 Leonardo Sanchez e Átila Abreu** +43.382
  12. #88 Georgios Frangulis e Cesar Ramos* +46.263
  13. #888 Lineu Pires e Beto Gresse** +47.137
  14. #16 Renan Pizii e Danilo Dirani +54.747
  15. #73 Adroaldo Weisheimer e Enzo Elias** +1:08.134
  16. #25 Paulo Sousa e Galid Osman** +1:31.980
  17. #77 Francisco Horta e William Freire* +1:34.948
  18. #44 Gustavo Farah e Sebastian Moreno** -1 volta
  19. #9 Edu Guedes e Carlos Ambrosio** -1 volta
  20. #85 Eduardo Menossi e Pedro Boesel* -1 volta
  21. #33 Bruno Campos e Giuliano Losacco** -1 volta
  22. #121 João Barbosa e João Gonçalves** -1 volta
  23. #199 Nelson Marcondes e Renan Guerra -1 volta
  24. #555 Ayman Darwich e Sergio Jimenez -1 volta
  25. #777 Josimar Junior e Sergio Ramalho*-2 voltas
  26. #66 Sadak Leite e Fabio Carbone** -2 voltas
  27. #83 Marco Billi e Maurizio Billi**-3 voltas
  28. #14 Andre Gaidzinski e Ramon Alcaraz** -3 voltas
  29. #002 Junior Dinardi e Yuri Alves** -4 voltas
  30. #74 Piero Cifali e André Bragantini Jr** -4 voltas

DNF

#7 Miguel Paludo e Dennis Dirani

#5 Sylvio de Barros e Ricardo Mauricio**

#34 Ricardo Fontanari e Matheus Iorio

#145 Carlos Renaux e Luiz Razia

*Sport

**Trophy

Em itálico carros da classe Challenge

Pontuação Endurance Challenge

Carrera Cup

  1. #26 Christian Hahn, 60 pontos#26 Diego Nunes, 603. #1 Alceu Feldmann, 58#1 Guilherme Salas, 585. #8 Ricardo Zonta, 52  #8 Werner Neugebauer, 527. #99 Jeff Giassi, 49  #99 Nicolas Costa, 499. #29 Nelson Piquet Jr., 44  #29 Rodrigo Mello, 4411. #888 Beto Gresse, 36  #888 Lineu Pires, 3613. #87 Alan Hellmeister, 32  #87 Nelson Monteiro, 3215. #70 Lucas Salles, 31  #70 Rafael Suzuki, 31  #80 Gabriel Casagrande, 31  #80 Rouman Ziemkiewicz, 3119. #3 Franco Giaffone, 30  #3 Rubens Barrichello, 3021. #116 Allam Khodair, 23  #116 Marcelo Hahn, 2323. #17 Átila Abreu, 22  #17 Leonardo Sanchez, 22  #88 Cesar Ramos, 22  #88 Georgios Frangulis, 2227. #73 Adroaldo Weisheimer, 20  #73 Enzo Elias, 2029. #16 Danilo Dirani, 16  #16 Renan Pizii, 1631. #77 Francisco Horta, 14  #77 William Freire, 1433. #25 Galid Osman, 13  #25 Paulo Sousa, 1335. #44 Gustavo Farah, 8  #44 Sebastian Moreno, 837. #9 Carlos Ambrósio, 7  #9 Edu Guedes, 739. #33 Bruno Campos, 6  #33 Giuliano Losacco, 641. #121 João Barbosa, 5  #121 João Gonçalves, 543. #85 Eduardo Menossi, 4  #85 Pedro Boesel, 445. #5 Ricardo Maurício, 0  #5 Sylvio de Barros, 0  #7 Dennis Dirani, 0  #7 Miguel Paludo, 0

Carrera Sport

  1. #87 Nelson Monteiro, 55 pontos#87 Alan Hellmeister, 553. #70 Lucas Salles, 54#70 Rafael Suzuki, 54  #80 Rouman Ziemkiewicz, 54  #80 Gabriel Casagrande, 547. #888 Lineu Pires, 46  #888 Beto Gresse, 469. #3 Franco Giaffone, 40  #3 Rubens Barrichello, 40  #116 Marcelo Hahn, 40  #116 Allam Khodair, 4013. #17 Leonardo Sanchez, 38  #17 Átila Abreu, 3815. #73 Adroaldo Weisheimer, 37  #73 Enzo Elias, 37  #88 Georgios Frangulis, 37  #88 Cesar Ramos, 3719. #25 Paulo Sousa, 25  #25 Galid Osman, 2521. #77 Francisco Horta, 11  #77 William Freire, 1123. #5 Sylvio de Barros, 0  #5 Ricardo Mauricio, 0  #9 Edu Guedes, 0  #9 Carlos Ambrósio, 0  #33 Bruno Campos, 0  #33 Giuliano Losacco, 0  #44 Gustavo Farah, 0  #44 Sebastian Moreno, 0  #85 Eduardo Menossi, 0  #85 Pedro Boesel, 0  #121 João Barbosa, 0  #121 João Gonçalves, 0

Carrera Trophy

  1. #87 Nelson Monteiro, 64 pontos#87 Alan Hellmeister, 643. #888 Lineu Pires, 60#888 Beto Gresse, 605. #17 Leonardo Sanchez, 56  #17 Átila Abreu, 567. #73 Adroaldo Weisheimer, 52  #73 Enzo Elias, 529. #25 Paulo Sousa, 45  #25 Galid Osman, 4511. #44 Gustavo Farah, 35  #44 Sebastian Moreno, 3513. #9 Edu Guedes, 34  #9 Carlos Ambrósio, 3415. #33 Bruno Campos, 33  #33 Giuliano Losacco, 33  #121 João Barbosa, 33  #121 João Gonçalves, 3319. #5 Sylvio de Barros, 10  #5 Ricardo Mauricio, 10

Sprint Challenge

  1. #199 Nelson Marcondes, 67 pontos#199 Renan Guerra, 673. #555 Ayman Darwich, 60#555 Sergio Jimenez, 605. #777 Josimar Junior, 53  #777 Sergio Ramalho, 537. #66 Sadak Leite, 52  #66 Fabio Carbone, 529. #83 Marco Billi, 45  #83 Maurizio Billi, 4511. #14 Andre Gaidzinski, 38  #14 Ramon Alcaraz, 3813. #74 Piero Cifali, 35  #74 André Bragantini Jr., 3515. #2 Junior Dinardi, 34  #2 Yuri Alves, 3417. #34 Ricardo Fontanari, 0  #34 Matheus Iorio, 0  #145 Carlos Renaux, 0  #145 Luiz Razia, 0

Challenge Sport

  1. #777 Josimar Junior, 64 pontos#777 Sergio Ramalho, 643. #66 Sadak Leite, 63#66 Fabio Carbone, 635. #83 Marco Billi, 55  #83 Maurizio Billi, 557. #14 Andre Gaidzinski, 48  #14 Ramon Alcaraz, 489. #74 Piero Cifali, 44  #74 André Bragantini Jr., 4411. #2 Junior Dinardi, 43  #2 Yuri Alves, 43

Challenge Trophy

  1. #66 Sadak Leite, 67 pontos#66 Fabio Carbone, 673. #83 Marco Billi, 60#83 Maurizio Billi, 605. #14 Andre Gaidzinski, 53  #14 Ramon Alcaraz, 537. #74 Piero Cifali, 49  #74 André Bragantini Jr., 499. #2 Junior Dinardi, 48  #2 Yuri Alves, 48

Veja com foi a etapa Endurance da Porsche Cup em Termas de Río Hondo:

PODCAST: É o fim da linha para Ricciardo na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Feldmann e Salas vencem os 300km de Termas de Río Hondo da Porsche Endurance
Próximo artigo OAK Racing Team completa 100% de pódios na jornada argentina da Porsche Cup

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil