Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
65 dias
IndyCar
R
Birmingham
09 abr
Próximo evento em
80 dias
R
Long Beach
16 abr
Próximo evento em
87 dias
Stock Car Brasil MotoGP
25 mar
Próximo evento em
65 dias
R
GP da Argentina
08 abr
Próximo evento em
79 dias

Extreme E terá transmissão da TV Globo no Brasil; entenda mais

compartilhar
comentários
Extreme E terá transmissão da TV Globo no Brasil; entenda mais

Categoria de SUVs elétricos marcará presença no País e terá Hamilton vs Rosberg como chefes de equipe

O Extreme E, novo e inovador campeonato off-road de carros elétricos, confirmou um acordo com a TV Globo para transmitir a categoria quando as corridas começarem no início do próximo ano.

A Globo é a maior emissora do Brasil, atinge mais de 100 milhões de pessoas por dia e já transmite os eventos esportivos mais conhecidos, incluindo Jogos Olímpicos, Copa do Mundo e UFC. Agora, o Extreme E também fará parte da sua programação.

O editor recomenda:

O canal vai transmitir a ação das corridas e os destaques da competição em português. O Brasil é um mercado-chave para o Extreme E, já que a penúltima corrida da temporada de abertura será realizada na Floresta Amazônica, no Pará, de 23 a 24 de outubro de 2021.

Ali Russell, Diretor de Marketing do Extreme E, comentou: “Essa parceria com a TV Globo é realmente empolgante. Os brasileiros têm uma afinidade de longa data com o automobilismo e acreditamos que eles vão adorar este novo formato de corrida que combina equipes de ponta, desempenho de veículos elétricos de última geração e velocidade, tudo isso associado à preocupação com o futuro do nosso planeta."

"A América do Sul é um público muito importante para a nossa competição, que tem objetivos específicos, especialmente por ter como anfitriã a Amazônia, pulmão do planeta que está na linha de frente da crise climática. Como principal emissora nacional, a Globo é a parceira perfeita para nos ajudar a engajar uma nova geração de fãs neste novo esporte”, completou o dirigente.

No Extreme E, os veículos elétricos off-road se enfrentam em cinco terrenos remotos: ártico, deserto, floresta tropical, geleira e litoral. São territórios que já estão danificados ou severamente ameaçados pelas mudanças climáticas devido a uma série de problemas graves, incluindo o derretimento das calotas polares, desmatamento, desertificação e aumento do nível do mar.

Um Comitê Científico independente composto por importantes especialistas em clima, incluindo o especialista em Amazônia Brasileira Francisco Oliveira, trabalhará junto com Extreme E para assessorar a categoria e contribuir na educação do público em relação aos problemas enfrentados em locais como a Amazônia, e como todos podem fazer sua parte para gerar mais impacto positivo no planeta.

Mas o Extreme E não estará correndo somente para aumentar a conscientização em relação às graves questões relacionadas às mudanças climáticas e às soluções que todos podemos adotar.

Os organizadores também confirmaram recentemente seus planos de colaborar com o programa de restauração florestal da ONG The Nature Conservancy no Pará. A iniciativa manterá mais de 200 hectares de um programa agroflorestal de plantio de cacau, trabalhando com mais de 50 pequenos produtores locais para ajudá-los a aumentar a renda que obtém através da agricultura sustentável.

Sobre o Extreme E:

O Extreme E é um novo e radical campeonato que terá SUVs elétricos competindo em ambientes extremos danificados ou afetados por questões climáticas e ambientais ao redor do mundo. A viagem global de cinco corridas destaca o impacto das mudanças climáticas e da interferência humana em alguns dos locais mais remotos do mundo e promove a adoção de veículos elétricos na busca por um futuro de baixo carbono para o planeta.

Para minimizar o impacto local, as corridas não serão abertas ao público. Os fãs são convidados a acompanhar a competição por meio da transmissão de TV ao vivo e das redes sociais.

O Extreme E também é pioneiro na tecnologia de célula de combustível a hidrogênio, o que permitirá que sua frota de corrida seja carregada com energia de emissão zero. Esta solução inovadora da AFC Energy usa a água e a luz do sol para gerar energia de hidrogênio. Além de não emitir gases de efeito estufa, o processo também tem a vantagem de gerar como único subproduto a água, que será utilizada no local.

Calendário da temporada 1: 

X Prix Deserto: Al Ula, Arábia Saudita

20-21 de março de 2021

X Prix Oceano: Lac Rose, Senegal

29-30 de maio de 2021

X Prix Ártico: Kangerlussusaq, Groenlândia

28-29 de agosto de 2021

X Prix Amazônia: Pará, Brasil

23-24 de outubro de 2021

X Prix Glacial: Patagônia, Argentina

11-12 de dezembro de 2021

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1, MotoGP e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Hamilton despista sobre Rosberg, analisa Bottas e ‘esquece’ Alonso; assista e entenda

PODCAST: O calendário 'pós-pandemia' da F1 2021 é o mais correto? Ouça o debate

 

.

Sertões: após forte queda no sábado, Tunico Maciel não resiste e morre aos 26 anos

Artigo anterior

Sertões: após forte queda no sábado, Tunico Maciel não resiste e morre aos 26 anos

Próximo artigo

X Rally Team apresenta nova dupla, mira evolução e título nacional

X Rally Team apresenta nova dupla, mira evolução e título nacional
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Rally