Camilo derrota Barrichello nas voltas finais em Curitiba

Piloto da Ipiranga-RCM superou campeão de 2014 na penúltima volta e conquistou 21ª vitória na carreira, a primeira do ano

Camilo derrota Barrichello nas voltas finais em Curitiba
Carregar reprodutor de áudio

A segunda prova da etapa de Curitiba foi mais curta na duração, mas não em emoção. Thiago Camilo aproveitou a presença do Safety Car nas últimas voltas e superou Rubens Barrichello para conquistar a primeira vitória de 2016, a 21ª de sua carreira. 

Com estratégia acertada, Rubinho vinha tranquilo para a vitória, mas não contava com a entrada do carro de segurança, após acidente de Felipe Lapenna. Na retomada, a melhor tática estava em quem utilizaria melhor os botões de ultrapassagem e Camilo não bobeou na penúltima volta, conseguindo a ponta para não perder mais. Max Wilson fechou o pódio. 

Com os resultados de hoje, Felipe Fraga, que foi o 14° na bateria, aumenta a diferença para 44 pontos, 227 a 183. Valdeno Brito vem em terceiro, com 167, Max Wilson é o quarto, com 148, e Daniel Serra é o quinto com 140.

A Corrida

Raphael Abbate foi o pole position da segunda bateria em Curitiba, mas se encontrou com Julio Campos, que vinha muito forte, antes da primeira curva e os dois acabaram fora da pista. Com isso, Cacá Bueno assumiu a ponta.

Ainda na primeira curva, Ricardo Zonta tocou em Valdeno Brito, que também saiu da pista e retornou.

Cacá foi para os pits na abertura da terceira volta, cedendo a liderança para Barrichello, que começou a corrida com nove botões de ultrapassagem.

Na sétima volta, Rafael Suzuki perdeu o ponto da freada e saiu da pista, mas retornou sem grandes danos. Tuka Rocha  foi punido com um drive-through por não ter alinhado seu carro corretamente na largada.

Xandinho Negrão, que chegou a ficar em segundo, fez sua parada na décima volta. Com isso, Vitor Genz e Átila Abreu ocupavam a segunda e terceira posições, respectivamente.

No 13° giro, Thiago Camilo assumia o terceiro posto, ao ultrapassar Átila. Enquanto isso, Rubinho abria sete segundos de vantagem para Genz.  

Camilo mostrava bom ritmo ao passar por Genz na volta 16 e tentava diminuir a diferença para o campeão de 2014. Ao mesmo tempo, Marcos Gomes recolhia o carro novamente, abandonando  a prova.

Átila Abreu saiu da pista, teve pneu furado e acabou saindo da competição também.

As esperanças de Camilo se renovaram ao ver o Safety Car entrar na pista, após acidente de Felipe Lapenna, que foi parar na barreira de pneus.

Na relargada, Rubinho manteve a ponta e Max Wilson assumia a terceira posição.

Mas na penúltima volta, Camilo fez grande manobra e foi para a primeira colocação para não perder mais. Barrichello segurou a segunda posição e Wilson foi o terceiro.

A próxima etapa da Stock Car acontece em Goiânia, dia 6 de novembro.

Confira o resultado final

Posição Número Piloto
1 21 Thiago Camilo
2 111 Rubens Barrichello
3 65 Max Wilson
4 46 Vitor Genz
5 28 Galid Osman
6 5 Denis Navarro
7 73 Sergio Jimenez
8 63 Nestor Girolami
9 56 Danilo Dirani
10 83 Gabriel Casagrande
11 8 Rafael Suzuki
12 18 Allam Khodair
13 29 Daniel Serra
14 88 Felipe Fraga
15 0 Cacá Bueno
16 25 Tuka Rocha
17 9 Guga Lima
18 90 Ricardo Mauricio
19 3 Bia Figueiredo
20 77 Valdeno Brito
21 51 Átila Abreu
22 110 Felipe Lapenna
23 80 Marcos Gomes
24 99 Xandynho Negrão
25 70 Diego Nunes
26 10 Ricardo Zonta
27 12 Lucas Foresti
28 26 Raphael Abbate
29 4 Julio Campos

 

compartilhar
comentários
Tranquilo e dominante, Fraga leva a melhor em Curitiba
Artigo anterior

Tranquilo e dominante, Fraga leva a melhor em Curitiba

Próximo artigo

Barrichello se chateia após derrota: “não teve o que fazer”

Barrichello se chateia após derrota: “não teve o que fazer”