Stock Car Brasil
13 set
-
15 set
Evento encerrado
18 out
-
20 out
Próximo evento em
23 Horas
:
13 Minutos
:
45 Segundos
R
Velo Città 2
08 nov
-
10 nov
Próximo evento em
21 dias
R
Goiânia II
22 nov
-
24 nov
Próximo evento em
35 dias

4º, Camilo revela que pneu furado quase acabou com sua prova

compartilhar
comentários
4º, Camilo revela que pneu furado quase acabou com sua prova
Por:
7 de abr de 2019 18:05

Piloto da Ipiranga Racing diz que se não tivesse trocado os quatro pneus no momento da chuva teria de retornar aos pits

Pole position para a abertura da Stock Car no Velopark, Thiago Camilo deu adeus a suas chances de vencer neste domingo após trocar seus pneus slicks pelos de chuva na janela de pit stop.

No entanto, falando ao Motorsport.com depois da prova, ele revelou que sua estratégia errada, na verdade, o salvou de ter uma corrida ainda pior. O piloto havia furado seu pneu em destroços do toque entre Marcel Coletta e Pedro Cardoso no início da corrida. Thiago passou por um pedaço e acabou tendo um furo lento em seu pneu.

Leia também:

Com isso, o fato de ter trocado os quatro pneus para os compostos de chuva ajudou a terminar a corrida em quarto lugar.

“O fator determinante pelo qual nós optamos por colocar o pneu de chuva foi porque eu tive um pneu furado”, disse ele.

“Como estava chovendo, eu achei que era por conta da chuva que o carro estava desequilibrado, não pelo pneu furado. Aí a gente trocou os quatro pneus e colocou o pneu de chuva.”

“Infelizmente não era para ser. O Daniel teve mais sorte hoje. Talvez se não tivéssemos esse problema, poderia continuar na pista para ver o que iria acontecer. Afinal de contas eram sete voltas de janela, o que são sete ou oito minutos e aqui em Porto Alegre – pelo que vimos neste final de semana, tudo pode mudar.”

“Mas tem o outro lado, se não colocássemos pneu de chuva, não trocaria os quatro pneus, só ia trocar os pneus do apoio e meu traseiro esquerdo que estava furado, ou seja, eu não trocaria o que furou. Não iria completar a corrida. Então, terminar com pneu de chuva no seco em quarto foi positivo.”

“Eu peguei um detrito na curva 2, vi que tinham dois carros ali parados. Era o Marcel Coletta e o Pedro Cardoso. Eu vi o detrito, tentei desviar e não consegui. Ali passa muito rápido. Era entre a curva 2 e a 3. Não imaginei que isso pudesse acontecer.”

Entretanto, Thiago vê o lado bom do final de semana. Após uma temporada difícil em 2018, seu time mostrou que está de volta.

“Uma pena, mas temos que enxergar o lado positivo”, seguiu.

“Tínhamos um carro competitivo e bom. Acho que é a primeira vez que a gente chega em uma pista e tem uma superioridade técnica em três anos. Então isso é um motivo para enxergar com bons olhos a continuidade do campeonato.”

“Eu tinha quase 3s8 de vantagem para o Daniel. Estava lá fazendo volta mais rápida atrás de volta mais rápida.”

“Com slicks, éramos os mais rápidos. E, mesmo com os pneus de chuva, nós fomos os mais velozes também. Tanto, que abri do Fraga e do resto que vinha na mesma estratégia que eu. Então foi positivo, conseguimos recuperar a performance.”

“Talvez se tivesse sido um quarto lugar que caiu no colo, talvez não estivesse tão feliz quanto estou hoje, com um carro que sei que vou brigar pelo título, algo que já havia dito a você. Só tínhamos que concretizar isso na classificação de corrida.”

Próximo artigo
TABELA: Confira a classificação da Stock Car após a primeira etapa

Artigo anterior

TABELA: Confira a classificação da Stock Car após a primeira etapa

Próximo artigo

GALERIA: Confira as imagens da 500ª corrida da história da Stock Car

GALERIA: Confira as imagens da 500ª corrida da história da Stock Car
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil
Evento Velopark
Autor Gabriel Lima