Serra vê Stock Car mais prazerosa que categorias de GT internacionais

compartilhar
comentários
Serra vê Stock Car mais prazerosa que categorias de GT internacionais
Por:
8 de abr de 2019 14:04

Vencedor da primeira etapa de 2019 e atual bicampeão, piloto da Eurofarma diz que categoria talvez seja “a mais competitiva” do mundo

Depois da grande corrida em Nova Santa Rita (RS) no último domingo, Daniel Serra elogiou a Stock Car frente a outros campeonatos de turismo do mundo. Vencedor das 24 Horas de Le Mans na categoria GT em 2017 com um Aston Martin, Serrinha acha que o fato de a Stock Car ser mais equilibrada faz o prazer de pilotar ser maior.

Com carros parecidos, o atual bicampeão vê maior maior dificuldade em se sobressair.

Leia também:

“O que é prazeroso aqui é a competitividade”, falou após a prova.

“Você vai andar em uma Ferrari GT das 24 Horas de Le Mans. O carro é mais legal? O carro é mais legal. Le Mans é o maior evento que tem no automobilismo. Mas a competitividade que se tem aqui faz ser muito prazeroso.”

“Lá também é, cada lado tem seu prazer. Lógico, lá é muito competitivo, você está com os melhores pilotos do mundo. Mas aqui no Brasil temos muitos pilotos bons. Então, essa competitividade... você ter que brigar por 0s2 na classificação.”

“Tem também o lado de os carros serem iguais, que é um lado legal. Óbvio que nem todos são bons, tem os bons e os ruins. Mas você sabe que você tem o carro igual. Não é como lá fora que tem o balanço de performance e às vezes ele não fica legal no seu carro. Não tem o que fazer, aí às vezes você só briga com seu companheiro de equipe. Por isso, aqui é muito prazeroso.”

“Claro, existem outras categorias que eu gosto muito de assistir, como a Supercars, na Austrália. É uma categoria muito competitiva. Comentei isso com meu pai hoje até, porque eles estão correndo nesse final de semana e a categoria é muito legal.”

“Mas a Stock é competitiva, talvez a mais competitiva, mas existem outras categorias tão boas quanto. É um nível muito legal.”

Falando sobre os maiores favoritos ao título neste ano, Daniel disse que vê potencial em muita gente para brigar pelo campeonato de 2019.

“É muito difícil separar aqui”, falou.

“Se eu falar algo, aí na próxima corrida pode ter mais gente. A gente não pode tirar o Fraga, não pode tirar o Ricardinho, o Thiago, o Campos... o Zonta terminou muito bem em 2018. Tem o Rubinho.”

“Eu devo estar esquecendo alguém, você está me perguntando isso depois da corrida, então é sacanagem (risos).”

“De cabeça eu já falei seis. O Marquinhos a única coisa é que ele está em uma equipe nova. Mas ele tem muita capacidade. Mas uma equipe nova tem esse tempo de adaptação, apesar de eu conhecer algumas pessoas lá e são pessoas muito capazes. É um time que vai brigar com a gente. Tem ainda o Max, o Cacá – que esteve bem nos treinos. Vamos ver.”

#51 Spirit of Race Ferrari 488 GT3, GTD: Paul Dalla Lana, Pedro Lamy, Mathias Lauda, Daniel Serra

#51 Spirit of Race Ferrari 488 GT3, GTD: Paul Dalla Lana, Pedro Lamy, Mathias Lauda, Daniel Serra

Photo by: Jake Galstad / LAT Images

Próximo artigo
GALERIA: Confira as imagens da 500ª corrida da história da Stock Car

Artigo anterior

GALERIA: Confira as imagens da 500ª corrida da história da Stock Car

Próximo artigo

Fraga comemora corrida de recuperação no Velopark

Fraga comemora corrida de recuperação no Velopark
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil
Autor Gabriel Lima