Shell busca manter liderança nos campeonatos da Stock Car e Copa Shell HB20 em Londrina

compartilhar
comentários
Shell busca manter liderança nos campeonatos da Stock Car e Copa Shell HB20 em Londrina

Ricardo Zonta e Diego Ramos ocupam topo da tabela nas duas competições que terão etapas no próximo fim de semana

O fim de semana será agitado para os representantes da Shell, que tentam manter em Londrina a liderança dos campeonatos da Stock Car e da Copa Shell HB20, respectivamente com Ricardo Zonta e Diego Ramos. Átila Abreu, Galid Osman e Gaetano di Mauro também estarão na pista. Nos últimos anos, a Shell conquistou vitórias na Stock Car em Londrina tanto com Ricardo Zonta, em 2017, e Átila Abreu, em 2018.

O paranaense Zonta vem de um fim de semana de excelentes resultados em São Paulo. No sábado, subiu ao pódio na terceira corrida da temporada com um terceiro lugar. Já no domingo, o piloto do carro #10 venceu pela segunda vez na carreira a Corrida do Milhão, o que lhe deu a ponta da tabela.

Átila Abreu vem fazendo uma temporada consistente, e, com pontos nas quatro corridas disputadas até o momento, é o oitavo na tabela. Já Galid Osman, que também pontuou em todas as provas, tenta chegar no top-10 da tabela, e Gaetano di Mauro busca seguir sua recuperação no campeonato.

A etapa deste fim de semana é em uma das pistas mais traiçoeiras do campeonato: com 3.145 metros, o circuito de Londrina é formado por trechos em subida e descida, curvas de alta, média e baixa velocidade, e um asfalto que costuma causar um alto desgaste dos pneus.

Os pilotos da Stock Car terão dois treinos livres, um na sexta e um no sábado, dia no qual também será disputada a classificação, às 11h15. Domingo, serão disputadas duas provas, às 12h30 e 13h35.

Também neste fim de semana em Londrina, Diego Ramos volta à pista para defender a liderança da Copa Shell HB20. Com uma vitória em Goiânia neste ano, o competidor da Shell soma 67 pontos na classificação geral, cinco a mais do que seu concorrente mais próximo.

Na sexta-feira, o piloto do carro #113 disputará quatro treinamentos livres. No sábado, serão disputadas mais uma sessão livre, classificação e a primeira prova. Domingo, com inversão de grid, será realizada a segunda prova do fim de semana.

“Quanto ao lastro, em Londrina faz muito efeito porque tem subida na entrada da reta, e descida nas freadas, isso os 30 quilos acabam fazendo muita interferência”, disse Zonta. “Mas o mais importante é chegar lá com isso no fim de semana e focar para solucionar esse problema com o acerto. Então, vamos trabalhar para isso, é uma pista que tem muito desgaste de pneu por causa das pedras nas curvas. É uma pista que, dependendo do traçado onde você está, interfere muito no tempo da volta por causa das pedras. É fazer o melhor trabalho possível para coletar o máximo possível de pontos.”

“Estou bem animado para mais uma etapa, em Londrina, pista que eu gosto bastante e me dei bem nos últimos anos, sempre com vitórias”, disse Átila. “A equipe vem trabalhando bastante para evoluir o carro, da primeira para a segunda etapa mostramos uma grande evolução. Nessa pausa entre a Corrida do Milhão e a etapa de Londrina fizemos várias modificações no carro, estou bem ansioso para colocá-las em prática e poder testá-las. Junto a isso, soma-se a liberação do pacote de performance pelo evento para tentar equalizar os carros da Chevrolet em relação aos da Toyota. O pacote 1, que é o de asa, assoalho e mais alguma coisa, vamos utilizar. O pacote 2, que na nossa opinião é até o mais expressivo, que é o da altura, será difícil de usar em Londrina porque é uma pista com muitas zebras, o carro pega muito embaixo; vamos tentar, mas é bem difícil porque Londrina é um dos carros mais altos que usamos.”

“Para Londrina estou bastante animado, só precisamos resolver um problema nos freios, a equipe vem trabalhando muito, trocaram todos os pedais de freios dos carros para tentar melhorar. Então acho que vai ser um bom fim de semana, e vamos para cima”, comentou Galid Osman.

“Estou animado para a corrida”, disse Gaetano di Mauro. “Temos muitas coisas a fazer e desenvolver no carro, estamos um pouco para trás nos acertos, mas tenho certeza de que é uma pista na qual se conseguirmos um bom setup, será um caminho para as outras pistas. Então, vamos batalhar o máximo para encontrar o setup do carro, que é o foco que precisamos agora. Se der tudo certo, vamos em busca de um pódio. Com certeza, o mais importante é buscar o setup correto para Londrina.”

"As expectativas são grandes, espero conseguir dar o meu melhor e continuar na liderança do campeonato, quero dar bons resultados para a Shell”, disse Diego Ramos. “É uma pista na qual andei muito bem, mas vai ser um desafio novo com a Copa Shell HB20, e espero levar a Shell ao lugar mais alto do pódio."

Campeonato da Stock Car:

1º R.Zonta - 82 pontos

2º C.Ramos - 78

3º R.Barrichello - 71

4º R.Maurício - 64

5º N.Piquet - 50

6º A.Khodair - 50

7º T.Camilo - 46

8º Á.Abreu - 44

9º D.Serra - 42

10º R.Suzuki - 41

Campeonato da Copa Shell HB20:

1º D.Ramos - 67 pontos

2º A.Luiz - 62

3º B.Cavaleiro - 47

4º L.Sena - 45

5º R.Abbate - 43

 

ESPECIAL: Entenda o contexto do domínio inicial da Toyota na Stock Car

Artigo anterior

ESPECIAL: Entenda o contexto do domínio inicial da Toyota na Stock Car

Próximo artigo

Stock Car: Barrichello estreia capacete especial em Londrina e ‘trolla’ Nelsinho Piquet

Stock Car: Barrichello estreia capacete especial em Londrina e ‘trolla’ Nelsinho Piquet
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil