Stock: Gaetano leva Shell à primeira fila em Interlagos e Zonta larga em quarto na briga pelo título

Di Mauro obtém melhor posição de largada, a apenas 0s051 da pole na Grande Final; paranaense segue competitivo, e Galid sai em oitavo

Stock: Gaetano leva Shell à primeira fila em Interlagos e Zonta larga em quarto na briga pelo título

A Shell vai largar na primeira fila da Grande Final da Stock Car, em Interlagos. Gaetano di Mauro fez o segundo melhor tempo na classificação deste sábado e ficou a apenas 0s051 do tempo da pole position. Foi a melhor classificação da carreira de Gaetano.

Na briga pelo título, a 12 pontos do líder e com pontuação dobrada, Ricardo Zonta voltou a mostrar competitividade e larga em quarto, com Galid Osman em oitavo e Átila Abreu, em 19º.

Leia também:

No Q1, que durou só dez minutos, Zonta se posicionou rapidamente em segundo lugar na primeira série de tentativas de voltas lançadas, e Gaetano fez uma volta que lhe colocou em oitavo. No minuto final, Di Mauro melhorou ainda mais e subiu para segundo, mas acabou caindo para sétimo com as voltas dos outros pilotos.

Zonta chegou a voltar ao segundo lugar e terminou em terceiro, mas a apenas 0s020 do primeiro colocado. Já Galid fez ótima volta com o cronômetro zerado e pulou para quarto, enquanto Átila chegou a ficar entre os 15 classificados mas terminou o Q1 em 19º lugar.

A etapa decisiva da sessão começou com Galid cravando o melhor tempo, com 1m41s267, Gaetano ficou 0s047 atrás, e Zonta fez uma volta a 0s059 de Osman. Na segunda tentativa, Gaetano e Zonta fizeram exatamente o mesmo tempo (1m41s108) e ficaram nos dois primeiros lugares.

Outros pilotos melhoraram seus tempos no minuto final, mas Gaetano ainda conseguiu subir para segundo, a apenas 0s051 do tempo da pole. Zonta confirmou um lugar na segunda fila, em quarto, e Galid completou a classificação na oitava posição, repetindo sua melhor colocação no ano.

Di Mauro celebrou o resultado na pista onde estreou no automobilismo e que vinha "batendo na trave desde o ano passado"

"Estou muito feliz porque tenho trabalhado muito duro neste fim de temporada. Aqui é uma pista em que eu estava batendo na trave desde o ano passado. Estava forte no ano passado, mas não consegui colocar isso no qualifying porque tive uma quebra. Mas desta vez veio, não tinha uma pista mais legal".

"É uma pista que tenho muita intimidade, gosto muito. A minha estreia no automobilismo foi aqui. Estou muito contente, vamos trabalhar que agora é um novo começo, tem muita coisa pela frente."

Já Zonta, que está vivo na luta pelo título, afirmou que vai tentar melhorar o carro ao máximo e buscará a melhor estratégia possível para sair de Interlagos com o troféu de campeão na mão. 

"Ficamos bem próximos. No primeiro quali, o carro estava bem equilibrado, fiquei bastante surpreso de o carro do Ricardo Maurício ter melhorado tanto para o Q2, mas estou contente. Estamos entre os quatro, e isso mostra que temos um potencial muito forte de corrida. Trabalhei muito no acerto de corrida, então estou contente. Estamos na briga, a expectativa é grande. Vamos aperfeiçoar o que tem de ser aperfeiçoado, e a estratégia tem de ser a melhor possível, vamos lá!"

Galid lamentou um erro no final do Q2 que o impediu de buscar uma posição de largada melhor na corrida.

"Foi bom hoje, porque a pista melhorou muito no Q2, tanto que eu fiz a primeira volta muito rápida, e na segunda volta eu vinha um décimo e meio melhor, mas infelizmente cometi um erro, o que não nos permitiu ficar no Top 3, Top 4, mas estou muito feliz. Vamos conseguir encerrar o ano com chave de ouro, se Deus quiser."

Enquanto isso, Átila lamentou o resultado, especialmente por ser uma “corrida rápida”, sem muita estratégia.

"O carro se mostrava competitivo. É claro que juntando os dois treinos, a pista estava mais fria, sempre que esquenta, o nosso carro piora um pouquinho, mas simplesmente não sei. O carro do Galid, que era ruim, ficou bom, e o meu carro, que era bom, ficou ruim. Os outros carros da equipe continuaram ruins. Até fiz uma volta boa, não tinha mais de onde tirar. Era um carro muito difícil, com pouco grip lateral, então você não consegue ter velocidade nas curvas. É uma pena, é uma corrida sem muita estratégia, uma corrida rápida largando atrás te deixa numa situação muito adversa. Vamos ver o que acontece, vai que chove e acontece alguma coisa para dar uma mudada e ver se conseguimos ganhar algumas posições."

Domingo, a decisão do campeonato, com transmissão ao vivo pela Band na TV aberta e SporTV na fechada, será realizada às 12h30. A prova terá 40 minutos mais uma volta, com um pit stop obrigatório para troca de pelo menos um pneu e sem reabastecimento.

Todos os competidores da Shell estão elegíveis para o Fan Push, um disparo extra do botão de ultrapassagem. Apenas três pilotos serão contemplados com o acionamento adicional, e a votação segue no site da Stock Car (stockcar.com.br) até o começo da Grande Final.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Q4: A grande pole de Max Verstappen para o GP de Abu Dhabi

PODCAST: 'Show' de Russell pode gerar problema para Mercedes?

 

compartilhar
comentários
Casagrande testa positivo para Covid-19 e não corre Grande Final da Stock Car em Interlagos
Artigo anterior

Casagrande testa positivo para Covid-19 e não corre Grande Final da Stock Car em Interlagos

Próximo artigo

Camilo teve problemas no câmbio na classificação da Stock Car

Camilo teve problemas no câmbio na classificação da Stock Car
Carregar comentários