ETCR terá formato “inusitado” e “diferente”, diz brasileiro que comanda categoria

compartilhar
comentários
ETCR terá formato “inusitado” e “diferente”, diz brasileiro que comanda categoria
10 de mai de 2020 19:06

Maurício Slaviero deu mais detalhes de como será campeonato de carros de turismo elétricos, que por causa da pandemia do novo coronavírus teve que ser adiado para começar em 2021

Após período como CEO da Vicar, empresa que organiza a Stock Car, Maurício Slaviero se mudou para a Europa e hoje comanda o novo campeonato de carros de turismo elétricos, que promete mudar a jeito de se acompanhar automobilismo, o ETCR.

O primeiro campeonato começaria junto com o festival de Goodwood, mas por causa da crise do coronavírus teve que ser adiado.

Leia também:

Em entrevista exclusiva ao Motorsport.com em Live no Instagram, Slaviero deu mais detalhes de como será o formato de competição do ETCR, que deve começar entre março e abril de 2021 e contará com seis etapas, sendo quatro na Europa e duas na Ásia.

“O ETCR terá um formato muito mais parecido com o do rallycross, do que o automobilismo ‘normal’ que conhecemos, apesar de estar em autódromo”, disse Slaviero. “Existirão diversas batalhas com três ou quatro carros, em que os melhores sempre pontuarão e vão passar de fases.”

“Um gate fará a largada, como acontece em corridas de cavalo, com os carros alinhados, não em grid. Eles vão largar, dar três ou quatro voltas e haverá pontuações, de acordo com a classificação deles. Depois de cerca de 20 corridas, eles vão chegar a uma final. Haverá um vencedor do final de semana.”

A grande aposta do brasileiro é a aceitação da televisão ou de algum serviço de streaming, devido à dinâmica do fim de semana.

“É um formato bem diferente do turismo hoje, que geralmente tem duas corridas, grid invertido etc. Para a televisão ou streaming acreditamos será benéfico, porque haverá muita ação durante muito tempo. Você terá várias corridas de 10 a 15 minutos em um formato inusitado.”

Outra novidade será a injeção de potência que os pilotos terão durante a corrida, como já acontece na Fórmula E com o Fan Boost da Fórmula E ou o botão de ultrapassagem da Stock Car. Mas com uma pequena diferença.

“Quem definirá o momento de uso do botão será o chefe da equipe. Todos eles ficarão sentados, juntos em um estúdio no autódromo. Tudo isso para que a transmissão e a dinâmica sejam diferentes”, completou.

VÍDEO: Quais vitórias de Nelson Piquet a TV Globo poderia reprisar?

PODCAST: Os cinco maiores mitos e verdades da F1

 

Próximo artigo
TCR fará Campeonato Sul-Americano de Turismo a partir de 2021

Artigo anterior

TCR fará Campeonato Sul-Americano de Turismo a partir de 2021

Próximo artigo

Organizador do TCR Sul-americano prevê etapas conjuntas com outras categorias brasileiras

Organizador do TCR Sul-americano prevê etapas conjuntas com outras categorias brasileiras
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria TCR