Relato da corrida

Montenegro é o campeão do TCR South America e Osman fica com o título do TCR Brasil

Na corrida 2 da etapa de Cascavel, Diego Nunes ficou com a vitória, seguido de Juan Ángel Rosso

Ignacio Montenegro e Galid Osman

Ignacio Montenegro e Galid Osman

Duda Bairros

Ignacio “Nacho” Montenegro é o grande campeão do TCR South America 2023. O argentino, de apenas 19 anos, não teve uma corrida 2 fácil em Cascavel, se segurando na oitava posição mesmo sem direção hidráulica para garantir o título.

Já pelo TCR Brasil, o título fica em casa. Mesmo tendo entrado no fim de semana na terceira posição, Galid Osman teve uma boa tapa e contou com os problemas de Montenegro para virar o jogo na corrida 2 e garantir a marca de ser o primeiro campeão da história da categoria.

Na corrida 2 de Cascavel, a vitória ficou com Diego Nunes, sua segunda na categoria, seguido de Juan Ángel Rosso e Fabián Yannantuoni, um top 3 igual para o TCR South America e o TCR Brasil.

Leia também:

Chegamos à corrida final com as brigas pelo título ainda bem abertas. No TCR South America, Raphael Reis ficou oficialmente de fora da disputa, deixando apenas dois candidatos: Ignacio Montenegro com 455 contra 428 de Bernardo Llaver.

No TCR Brasil, Montenegro também liderava com 246 pontos contra um empate dos brasileiros Raphael Reis e Galid Osman: 238. A corrida final de Cascavel distribui 35 para ambos os campeonatos.

Casagrande teve uma situação igual à de Casella, ficando momentaneamente parado na posição do pole. Isso permitiu que Cardoso pulasse para a ponta, com Nunes em segundo e Rossi em terceiro, enquanto Casagrande caía para 13º. Dos candidatos aos títulos, Llaver era quinto, à frente de Osman e Montenegro, com Reis em nono.

Mas logo todos subiram uma posição. Cardoso perdeu rapidamente o rendimento e acabou ficando parado na pista, deixando a liderança para Nunes, que era pressionado por Rosso, com Yannantuoni em terceiro. Como o brasileiro conseguiu voltar aos boxes sozinho, a direção de prova não precisou acionar o SC.

Quando a prova chegava à metade, Nunes e Rosso seguiam em uma briga própria pela liderança, com apenas 0s2 entre os dois e uma vantagem de quase 3s para Yannantuoni. Llaver era o quarto, com 1s para Montenegro, que tinha agora Suzuki em sexto e Reis apenas em sétimo.

A 10 minutos do fim, Nunes já conseguia respirar, abrindo mais de 1s para Rosso. Em terceiro, Yannantuoni era pressionado por Llaver, que buscava avançar pelo campeonato. Por outro lado, Montenegro era pressionado por Suzuki e Reis pela sexta posição.

Mas, pouco depois, um erro de Montenegro fez com que ele caísse para a oitava posição. Neste momento, enquanto o argentino mantinha o título do TCR South America, ele perdia o do TCR Brasil para Galid.

No final, Diego Nunes garantiu com folga a vitória na corrida 2, com mais de 3s de vantagem para Juan Ángel Rosso, tendo Fabián Yannantuoni na terceira posição. Bernardo Llaver foi o quarto com Galid Osman em quinto, à frente de Raphael Reis, Rafael Suzuki e Ignacio Montenegro.

Com isso, Ignacio Montenegro foi o campeão do TCR South America, se aproveitando da larga vantagem que tinha para os rivais no início da etapa. Já no TCR Brasil, Galid Osman garantiu o título em uma reviravolta, após começar o fim de semana em terceiro na classificação.

Confira o resultado final da corrida 2 do TCR Brasil em Cascavel:

1 – Diego Nunes (Cobra Racing Team – Toyota)

2 – Juan Ángel Rosso (Paladini Racing – Toyota/Audi)

3 – Fabián Yannantuoni (Paladini Racing – Toyota/Audi)

4 – Bernardo Llaver (Toyota Team Argentina – Toyota)

5 – Galid Osman (W2 Pro GP – CUPRA)

6 – Raphael Reis (W2 Pro GP – CUPRA)

7 – Rafael Suzuki (PMO Motorsport – Lynk & Co)

8 – Ignacio Montenegro (Squadra Martino – Honda)

9 – Manuel Sapag (Toyota Team Argentina – Toyota)

10 – Marcio Basso (PMO Racing – Peugeot) *

11 – Enrique Maglione (Squadra Martino – Honda) *

12 – Fabio Casagrande (Squadra Martino – Honda) *

13 – Guilherme Reischl (PMO Racing – Peugeot) *

14 – Adalberto Baptista (Cobra Racing Team – Toyota) *

15 – Diego Gutierrez (Paladini Racing – Toyota/Audi)

ABANDONARAM:

Pedro Cardoso (Scuderia Chiarelli – Hyundai) 

Juan Manuel Casella (Squadra Martino – Honda)

* = Copa Trophy

Confira o resultado final da corrida 2 do TCR Brasil em Cascavel:

1 – Diego Nunes (Cobra Racing Team – Toyota)

2 – Juan Ángel Rosso (Paladini Racing – Toyota/Audi)

3 – Fabián Yannantuoni (Paladini Racing – Toyota/Audi)

4 – Galid Osman (W2 Pro GP – CUPRA)

5 – Raphael Reis (W2 Pro GP – CUPRA)

6 – Rafael Suzuki (PMO Motorsport – Lynk & Co)

7 – Ignacio Montenegro (Squadra Martino – Honda)

8 – Marcio Basso (PMO Racing – Peugeot) *

9 – Enrique Maglione (Squadra Martino – Honda) *

10 – Fabio Casagrande (Squadra Martino – Honda) *

11 – Adalberto Baptista (Cobra Racing Team – Toyota) *

12 – Guilherme Reischl (PMO Racing – Peugeot) *

ABANDONARAM:

Pedro Cardoso (Scuderia Chiarelli – Hyundai)

Juan Manuel Casella (Squadra Martino – Honda)

* = Copa Trophy

FRENTE A FRENTE COM WOLFF: Bastidores da entrevista exclusiva com chefe da Mercedes no GP do Brasil!

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior TCR South America: Suzuki vence a corrida 1 em Cascavel em dobradinha brasileira com Osman em 2º
Próximo artigo Em dia de vitórias de Suzuki e Nunes, Osman é o primeiro campeão da história do TCR Brasil

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil