Pezzini chega em quarto na primeira corrida em San Juan e leva o título da temporada 2022 do TCR South America

Argentino confirmou o favoritismo para tornar-se o segundo campeão da história do TCR SA

Fabricio Pezzini

Líder do campeonato, o argentino Fabricio Pezzini confirmou o favoritismo ao chegar em quarto na primeira corrida da etapa decisiva do TCR South America deste domingo no circuito de San Juan Villicum, na Argentina.

Pole position, o piloto do Lynk & Co #7 fez uma corrida conservadora e apenas correu para garantir a conquista no campeonato. A vitória na primeira corrida ficou com a revelação argentina Jorge Barrio, com o novíssimo Toyota Corolla #32.

Leia também:

Único rival com chances de impedir a conquista de Pezzini, o argentino Juan Angel Rosso largou em último e ainda chegou em quinto com o Honda Civic Type R #26. Mas não foi o suficiente para manter suas chances vivas para a segunda corrida do dia em San Juan.

Livre de amarras, Rosso fez uma boa corrida de recuperação e encerrou a temporada com uma vitória na pista de San Juan Villicum.

Na primeira corrida do dia, Pezzini manteve a ponta na largada, seguido por Barrio, Bernardo Llaver, Raphael Reis e Matias Cravero. Ainda na primeira volta, a corrida foi neutralizada com a entrada do safety car ocasionada pelo abandono de Franco Farina após sofrer um toque.

A relargada veio no fim da segunda volta, com Pezzini mantendo a liderança. Mas Javier Scuncio e Juan Manuel Casella acabaram batendo. Neste intervalo, Pezzini caiu para a quarta posição e Barrio assumiu a liderança, seguido por Reis e Llaver. Então, as posições se mantiveram inalteradas até a bandeirada.

Já na segunda corrida do dia, Figgo Bessone começou a corrida na pole, seguido por Marcio Basso, Casella, Llaver e Scuncio, que pulou para terceiro ainda na primeira volta. Mas o safety car entrou na pista logo na segunda volta.

Na relargada, o campeão Pezzini pulou para a terceira posição. A dez voltas para o final, Llaver fez uma bela ultrapassagem por fora e assumiu a liderança de Bessone, seguido por Pezzini, novo segundo colocado.

Em seguida, o safety car teve de intervir novamente na corrida por causa do forte acidente entre Bessone e Pezzini na reta dos boxes. A cinco voltas do fim, a relargada foi autorizada com Llaver na frente, seguido por Barrio e Rosso. Barrio pulou para primeiro na sequência dar um toque em Llaver, no que foi seguido por Rosso.

Na volta seguinte, Rosso colocou de lado e, pisando na terra, fez uma bela manobra para superar Barrio e enfim garantir a vitória na segunda corrida do dia. Llaver foi o terceiro, mas acabou beneficiado pela punição a Barrio e terminou em segundo. Reis e Casella fecharam o top 5.

“Fomos coroados campeões sul-americanos do TCR South America. Foi uma grande temporada em uma grande categoria. Estou extremamente agradecido a todos os dirigentes, a todos os meninos que trabalham”, disse o campeão Pezzini.

“Nunca fui tão bem tratado em outro lugar, nunca me senti tão bem em outra categoria e coroar com esse resultado justifica agradecer muitíssimo à equipe, porque fez um trabalho extremamente profissional. Houve erro zero e isso foi fundamental para a regularidade que apresentamos neste ano”.

“Uma grande vitória com a equipe Toyota Gazoo Racing Argentina, um grande trabalho durante todo o fim de semana. Ainda falta uma corrida, mas é um fim de semana de evolução constante desde os treinos. Na prova tive o melhor carro sem dúvida”, comentou Jorge Barrio.

“Quero mandar um beijo muito grande à minha esposa, Leona. Na segunda-feira tivemos nossa segunda-feira tivemos nossa segunda filha. Te amo muito. Foi uma grande corrida até o fim. Foi impressionante. Pude aproveitar a chance que tive e fechei o ano com uma vitória”, disse Juán Ángel Rosso.

“Foi uma corrida muito disputada. Os três, quatro primeiros tinham ritmos muito parecidos. Tive um pequeno problema na largada, deixei o limitador entrar um pouco. Nesses momentos, essas coisas fazem a diferença. Acho que fizemos uma boa corrida, uma corrida muito limpa, muito justa. Estávamos todos buscando a vitória, com muita vontade”, finalizou o brasileiro Rapha Reis.

CAMPEONATO PILOTOS

01. Fabricio Pezzini (ARG) 486 puntos
02. Juan Ángel Rosso (ARG) 460
03. Raphael Reis (BRA) 432
04. José Manuel Sapag (ARG) 346
05. Pedro Aizza (BRA) 309

CAMPEONATO COPA TROPHY

01. Fabio Casagrande (BRA) 559 puntos
02. Enrique Maglione (URU) 452
03. Adalberto Baptista (BRA) 279
04. Guilherme Reischl (BRA) 171
05. Marcio Basso (BRA) 139

CAMPEONATO EQUIPES

01. PMO Motorsport (Lynk & Co.) 898 puntos
02. W2 Pro GP (CUPRA) 735
03. Squadra Martino (Honda) 688
04. PMO Racing (Peugeot) 535
05. Scuderia Chiarelli (Hyundai) 368

O que pode acontecer com a Red Bull em função da quebra do teto de gastos em 2021?

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura durante nossos programas. Não perca!

Podcast Motorsport.com debate se GPs de rua têm de ser revistas na F1 após Singapura

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior TCR South America: Largando em último, Rosso vence corrida 2 em San Juan; Pezzini confirma título da temporada
Próximo artigo Reis encerra temporada do TCR South America em 3º e agora mira o FIA Motorsport Games

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil