Dia Internacional da Mulher: as jovens brasileiras que buscam futuro profissional nas pistas

Conheça três competidoras que tentam chegar ao topo do esporte a motor

Bruna Tomaselli

Bruna Tomaselli

Divulgacao

Um olhar mais atento às competições do automobilismo no Brasil vislumbra com nitidez a presença cada vez maior das mulheres neste universo. Babi Rodrigues, chefe da equipe Hot Car, fez história em 2022 ao ser a primeira mulher a comandar uma equipe a triunfar na Stock Car.

Gaetano di Mauro e Babi Rodrigues

Gaetano di Mauro e Babi Rodrigues

Photo by: Divulgacao

Já as engenheiras, como Rachel Loh (equipe A.Mattheis Ipiranga Racing) e Erika Prado (Cavaleiro Sports), são destaques na principal categoria brasileira. E muitas outras profissionais atuam nos bastidores, seja na imprensa, marketing, relações públicas, gestão, atendimento e produção.

Nesta quarta-feira, 8 de março, o mundo celebra o Dia Internacional da Mulher e lembra os desafios e conquistas do movimento que, no último século, vem revolucionando e tornando a sociedade mais igualitária. Assim como nas demais áreas, as mulheres têm comemorado muitas conquistas no esporte, abrindo horizontes nos gramados, nas quadras e também nas pistas, através do automobilismo.

O editor recomenda:

Reflexo disso são as pilotas que já foram anunciadas para acelerar em 2023. Na Stock Series, categoria de acesso à Stock Car que era conhecida como Stock Light até recentemente, Bruna Tomaselli está confirmada para defender a equipe gaúcha Motortech. A catarinense de 25 anos volta a acelerar no Brasil depois de correr nos dois últimos anos na W Series, competição de grid exclusivamente feminino que teve como palco várias pistas do Campeonato Mundial de Fórmula 1.

Bruna Tomaselli

Bruna Tomaselli

Photo by: Sam Bloxham / Motorsport Images

Já na Fórmula 4 Brasil, categoria que estreou no País em 2022, o talento feminino agora é representado por duas meninas: Rafaela Ferreira, também catarinense, de 17 anos; e Cecília Rabelo, mineira radicada em São Paulo, de 15.

Em 2022, a brasileira nascida na Bélgica Aurélia Nobels, 16, acelerou na F4 brasileira e alcançou o destaque máximo ao vencer a seletiva FIA Girls on Track — Rising Stars. Como prêmio, uma vaga na cobiçada Ferrari Driver Academy em 2023, refletindo a força da ainda nascente F4 Brasil.

Aurelia Nobels

Aurelia Nobels

Photo by: Prema Powerteam

Uma nova referência

Assim como Bia Figueiredo foi e segue sendo um exemplo para muitas mulheres que buscam pavimentar sua própria estrada rumo ao sucesso, Bruna Tomaselli é uma referência para a nova geração.

Entre 2021 e 2022, a competidora nascida e residente até hoje em Caibi (SC) correu na W Series, tendo conquistado dois top 5 neste período. Mas sua carreira começou bem antes, passando pela antiga F4 Sul-Americana e pelo programa Road to Indy, na antiga USF2000. Tomaselli também já acelerou na Porsche Cup e no Endurance Brasil, sendo a primeira mulher a vencer uma prova na competição de corridas longas, em 2020, na classe P3.

“Eu me orgulho de representar as mulheres e servir de exemplo para várias delas, assim como eu também me inspirei em outras competidoras, como a Bia Figueiredo e a norte-americana Danica Patrick. É muito importante ter mais mulheres nas nossas categorias. É fundamental que todas nós possamos estar em ação, competindo, e também mostrando todo o nosso poder”, disse a nova pilota da Stock Series.

Carol Aranha, Bia Figueiredo, Bruna Tomaselli e Tamires Lustosa

Carol Aranha, Bia Figueiredo, Bruna Tomaselli e Tamires Lustosa

Photo by: Luca Bassani

A nova geração ‘Girl Power’

Rafaela Ferreira é natural de Criciúma (SC) e possui uma trajetória especial no kartismo, com títulos em Santa Catarina e resultados importantes. E Cecília Rabelo, nascida em Varginha (MG), iniciou sua carreira no ano passado, mas em 2023 já ascenderá à F4, uma das principais categorias do Brasil.

“Passei por todas as categorias do kart até chegar na Graduados”, diz Rafaela, ou simplesmente 'Rafa'. Entre suas façanhas, que incluem vários títulos, ela é a primeira mulher a marcar a pole position na Copa Brasil de Kart.

“Já em seu ano de estreia, a F4 já cumpriu o propósito de sua criação: preparar os pilotos para seguirem carreira no automobilismo. Estou muito feliz de fazer parte dessa categoria, ainda mais sendo uma das duas meninas no grid. Vou trabalhar duro para trazer esse título pra casa”, avisa Rafa.

Rafaela Ferreira

Rafaela Ferreira

Photo by: Divulgacao

Igualmente jovem, Cecília Rabelo teve um crescimento meteórico nas pistas. Em só um ano, a mineira passou do kart para os monopostos, justamente na F4. “Nunca me passou pela cabeça participar de uma competição de nível tão alto, mas como meu sonho é seguir carreira no automobilismo, decidimos ingressar na categoria”, afirma. Agora, a competidora terá pela frente o maior desafio da carreira.

“Com certeza vai ser um ano de muito aprendizado. Acredito que, dentro da pista, não tem essa de ser menino ou menina. São todos pilotos que vão disputar a mesma freada. Quando eu visto o capacete, não existe essa diferença, todos são pilotos que estão ali para competir”, comentou.

Cecilia Rabelo

Cecilia Rabelo

Photo by: Divulgacao

A estreia de Cecília, bem com as de Rafa e Bruna, já tem data marcada. F4 Brasil e Stock Series abrirão a temporada no fim de semana de 23 de abril, no mais importante palco do esporte a motor no país, o Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Bruna TomaselliIdade: 25 anos (18/09/1997)Naturalidade: Caibi (SC)Status: estreante na Stock SeriesNúmero: 97Destaques na carreira: Correu na W Series em 2021 e 2022 (melhor resultado, dois top-5), Endurance Brasil em 2020 (vitória na categoria P3), USF 2000 entre 2017 e 2019, F4 Sul-americana em 2015, 2016 e 2018 (cinco pódios)Equipe na Stock SeriesMotortech CompetiçõesSede: Caxias do Sul (RS)Chefe de equipe: Adilson MorariRafaela FerreiraIdade: 17 anos (18/04/2005)Naturalidade: Criciúma (SC)Status: estreante na BRB Fórmula 4 BrasilNúmero: 18Destaques na carreira: Em 2022 primeira mulher pole position na Copa Brasil de Kart (Categoria F4 Graduados A), 4º lugar no Brasileiro de Kart, categoria Graduados A, sexta colocada da competição na classe OK FIA. Premiada por desempenho por ter sido a melhor colocada entre 15 e 18 anos com teste no carro da Fórmula 4 Brasil; campeã sul-catarinense de kart em 2020.Equipe na BRB Fórmula 4 Brasil: a definirCecilia RabeloIdade: 15 anos (29/11/2007)Naturalidade: Varginha (MG)Status: estreante na BRB Fórmula 4 BrasilNúmero: 98Destaques na carreira: Presença em campeonatos de kart nas categorias Rotax Max e Sprinter, participação na oitava etapa da temporada 2022 da Fórmula Delta, em GoiâniaEquipe na BRB Fórmula 4 Brasil: a definir

Cecilia Rabelo

Cecilia Rabelo

Photo by: Divulgacao

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast: Ferrari renovada, Mercedes melhor e Red Bull bem? Que F1 teremos em 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior Disputar a Fórmula 4 Brasil “faz parte de um sonho”, diz Cecília Rabelo
Próximo artigo F4 Brasil: Sucessora da equipe dominante, Bassani Racing retorna às pistas em 2023

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil