Pedro Piquet faz balanço de ano até aqui “difícil” na F3

compartilhar
comentários
Pedro Piquet faz balanço de ano até aqui “difícil” na F3

Bicampeão da F3 Brasil avalia diferenças entre categoria nacional e desafio na Europa, além de abordar parceria com Nelsinho Piquet na etapa de endurance da Porsche em Interlagos

Carro de Nelsinho e Pedro Piquet para a prova da Porsche GT3 Cup em Interlagos
Pedro Piquet, Van Amersfoort Racing Dallara F312 - Mercedes-Benz
Pedro Piquet, Van Amersfoort Racing, Dallara F312 - Mercedes-Benz
Pedro Piquet, Van Amersfoort Racing Dallara F312 - Mercedes-Benz
Pedro Piquet, Van Amersfoort Racing Dallara F312 – Mercedes-Benz

No próximo sábado (6), Pedro Piquet disputa, ao lado de Nelsinho Piquet, a etapa de endurance da Porsche em Interlagos. É a primeira vez que os irmãos correm juntos, exceto pelas competições de kart.

O mais novo dos Piquet nas pistas conversou com o Motorsport.com Brasil, antes de ir para a pista e falou sobre como tem sido o ano de estreia na Fórmula 3 Europeia - que, segundo o próprio piloto, tem sido complicado.

"Eu já sabia que não ia chegar lá ganhando corrida, que não ia ser como aqui no Brasil. Mas acho que quando começaram as corridas, ficou difícil. É muito pouco treino e demora para você pegar o jeito das pistas e tudo. Mas a última corrida, em Spa, foi boa. Estávamos rápidos lá e vamos ver como vai ser até o final do ano", disse o brasileiro, que tem mais três rodadas triplas pela frente.

Antes disso, entretanto, Pedro Piquet compete com Nelsinho em Interlagos. O bicampeão da F3 Brasil destaca que o autódromo que recebe a Fórmula 1 permite excessos por ter muitas áreas asfaltadas, diferente de outras pistas no Brasil e ressalta o quanto a experiência do irmão mais velho vai ajudar na prova em que vão correr em dupla.

"Interlagos é uma pista relativamente fácil, onde você pode cometer alguns erros. As pistas da F1 são todas asfaltadas. Por exemplo, se fôssemos correr uma corrida longa em Cascavel seria muito mais difícil", afirmou.

"Sim, vou correr com ele (Nelsinho) e será uma experiência muito boa. Sei o quanto ele é bom, o quanto ele vai me ajudar neste final de semana. Rola uma competição entre eu e ele, mas vou torcer para ele ir mais rápido possível quando estiver lá. Andamos juntos de kart, mas aqui é outro nível. Em um carro vai ser a primeira vez", completou.

Eriksson vence bateria final em Spa; Piquet é 14°

Artigo anterior

Eriksson vence bateria final em Spa; Piquet é 14°

Próximo artigo

Sette Câmara participa de Masters da F3 em Zandvoort

Sette Câmara participa de Masters da F3 em Zandvoort
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria F3 Europe
Pilotos Pedro Piquet