Band pode ter faturamento de mais de R$ 120 milhões com a F1 2022

"O que mais anima a Band é a alta procura das empresas interessadas em atrelar seus produtos às corridas", reporta o Notícias da TV; valor é divido com a F1

Band pode ter faturamento de mais de R$ 120 milhões com a F1 2022
Carregar reprodutor de áudio

Em meio à expectativa pelo começo da temporada 2022 da Fórmula 1 com o GP do Bahrein, neste fim de semana, a Band registra um faturamento milionário com a categoria máxima do automobilismo mundial.

O editor recomenda:

A emissora paulista já vendeu as seis cotas para as 22 etapas que serão transmitidas no canal neste ano e, segundo o Notícias da TV, a Band trabalha para negociar mais patrocínios com outras empresas, além de ações especiais.

Segundo o site, o faturamento mínimo com a competição de elite do esporte a motor global em 2022 já é de R$ 120 milhões, mas pode ser ainda maior. De acordo com a reportagem, nenhuma das cotas foi vendida por menos que R$ 20 milhões, preço pelo qual as cotas de 2021 foram negociadas.

"As empresas que já fecharam exposição são Claro, Philco, Ipiranga, Renault, Santander e Heineken". Do valor 'vendido' pela Band, metade vai para a Liberty Media, a dona da F1. O modelo é diferente do que vigorava quando a categoria estava na Globo, que pagava mais caro, mas 'embolsava' tudo.

Além disso, "o que mais anima a Band é a alta procura das empresas interessadas em atrelar seus produtos às corridas. Mais cotas estão em negociações entre o departamento comercial e o mercado, e outros tipos de ações especiais também são conversadas, inclusive, peças de merchandising na voz do narrador Sergio Mauricio". O jornalista é uma das estrelas das transmissões, ao lado do comentarista Reginaldo Leme.

"O sucesso publicitário da Band com a transmissão das corridas se deve a dois fatores. O primeiro é a audiência de 2021, quando as provas ameaçaram fortemente a audiência do Esporte Espetacular, revista esportiva exibida nas manhãs de domingo na emissora líder (Globo). A média total da temporada foi de 5 pontos na Grande São Paulo, excelente para os padrões da Band", segue a reportagem.

"O segundo motivo é o tipo de público que a Fórmula 1 atinge historicamente, mas que se intensificou na Band. O grosso de seus telespectadores são é de pessoas da classe AB, com mais de 35 anos -- ou seja, com alto poder aquisitivo para adquirir produtos anunciados durante as corridas ou nos intervalos comerciais", completa o site. Em 2022, o contrato de transmissão da F1 na Band entra em seu último ano de vigência.

LITO CAVALCANTI analisa PREOCUPAÇÃO da Mercedes, momento da Red Bull e chances da Ferrari na F1 2022

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast: Saiba os pontos fortes e os pecados da quarta temporada de DRIVE TO SURVIVE

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Hill não acredita em Hamilton pressionado para 2022: "Ele quer esse oitavo título"
Artigo anterior

F1 - Hill não acredita em Hamilton pressionado para 2022: "Ele quer esse oitavo título"

Próximo artigo

TELEMETRIA: Rico Penteado analisa pré-temporada da F1 e fala sobre favoritos para o GP do Bahrein

TELEMETRIA: Rico Penteado analisa pré-temporada da F1 e fala sobre favoritos para o GP do Bahrein