Button: proprietários da ‘nova’ Williams "não têm medo de mudanças"

Inglês sente que há uma “sensação de otimismo” na em nova fase da equipe sem a família fundadora

Button: proprietários da ‘nova’ Williams "não têm medo de mudanças"

A Williams anunciou nesta sexta-feira que o campeão mundial de Fórmula 1 de 2009, Jenson Button, assumirá uma função consultiva com a equipe em um acordo de vários anos.

Isso marcou o retorno de Button à Williams quase 21 anos depois que ele foi colocado para um assento de corrida na temporada de 2000, marcando sua estreia na F1.

Leia também:

A mudança é a mais recente na Williams após sua aquisição pelo fundo de investimento americano Dorilton Capital, que instalou uma nova estrutura de administração desde a aquisição do time em agosto.

A venda da equipe veio após um período difícil para a Williams, que ficou na última posição no campeonato de construtores nas últimas três temporadas.

Button disse que sentia que os novos proprietários da Williams não têm medo de tentar abordagens diferentes e mudar alguns dos hábitos da equipe em uma tentativa de mudar sua sorte.

“Acho que eles não têm medo de mudanças”, disse Button em uma entrevista à Sky Sports F1. “Na Fórmula 1, todas as equipes têm um conjunto de coisas que fazem e uma forma como trabalham. Acho que eles estão tentando mudar isso e estão tentando mudar o esporte um pouco.”

“Eles não têm medo de tentar coisas novas, mas as pessoas que dirigem a equipe são muito experientes. Eles têm ótimas ideias e definitivamente há uma boa atmosfera na equipe.”

“Esta equipe ganhou vários campeonatos mundiais. Obviamente, as coisas mudam com o tempo e as pessoas vêm e vão, mas o núcleo da equipe ainda está lá. Eles são campeões mundiais, eles ganharam vários campeonatos.”

“Estou ansioso para trabalhar com eles e, por mais que eu possa ajudar, irei. É uma daquelas coisas que todo mundo precisa para fazer seu esforço. Todos precisam dar 100%.”

“A equipe precisa ser apaixonada, cada pessoa que trabalha lá. Não pode ser apenas um trabalho, tem que ser a paixão e o amor pelo esporte, e essa é a única maneira de lutarmos na frente de novo.”

Button encerrou sua carreira na F1 no final da temporada de 2016, mas fez um retorno pontual pela McLaren em Mônaco no ano seguinte para substituir Fernando Alonso.

Desde então, Button tem se concentrado nas corridas de carros esportivos, ganhando o título do Super GT em 2018, mas continua envolvido na F1 por meio de seu trabalho na TV para a Sky.

Mas ele sentiu que o papel com a Williams era uma oportunidade adequada para retornar à categoria de uma maneira mais ativa e envolvida após cinco anos fora.

“Pareceu o momento perfeito para voltar à Williams, uma equipe que me deu tantas oportunidades quando comecei minha carreira na F1”, disse Button.

“Eles me deram o impulso, eles me nutriram durante aquele ano, e foi realmente um ano muito especial para mim. Este parece ser o momento certo para voltar à equipe e estou animado em trabalhar com eles para ajudar esta equipe a voltar para a frente.”

“Há um novo senso de otimismo. Há muitas mudanças positivas para o futuro. As coisas não mudam da noite para o dia, mas estão na trajetória certa no momento.”

"Eu estou realmente esperando por isso. É um novo desafio, para o qual estou definitivamente pronto.”

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

BUTTON volta à F1 para tentar tirar WILLIAMS do BURACO; veja os detalhes

PODCAST: Chico Serra esclarece rivalidade com Piquet, amizade com Senna e briga com Raul Boesel

 

compartilhar
comentários
Liberty Media levanta R$2 bilhões para diversificação de atuação

Artigo anterior

Liberty Media levanta R$2 bilhões para diversificação de atuação

Próximo artigo

Em entrevista com brasileiros, Alonso responde se é melhor que Hamilton

Em entrevista com brasileiros, Alonso responde se é melhor que Hamilton
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Luke Smith