CEO da Liberty Media diz que diretores foram ridicularizados: “americanos burros”

Além do teto de gastos, Greg Maffei citou Pacto de Concórdia como grande trunfo da Liberty e disse que deveriam ter sido elogiados e não ridicularizados

CEO da Liberty Media diz que diretores foram ridicularizados: “americanos burros”

Depois de muita discussão, um teto orçamentário de US$ 145 milhões foi introduzido este ano depois que as equipes chegaram a um acordo com o ex-chefe da Fórmula 1 Chase Carey, que foi substituído por Stefano Domenicali em janeiro, após ele pedir licença para assumir o cargo de presidente não-executivo da organização.

O CEO da Liberty Media, Greg Maffei, enfatizou que o teto orçamentário, que foi ainda mais reduzido em relação aos valores iniciais após a pandemia da Covid-19 no ano passado, foi uma conquista significativa para Carey.

Leia também:

Maffei falou que uma empresa americanam, conseguindo instalar um teto orçamentário, coisa que nem o ex-chefe da F1 Bernie Ecclestone ou o ex-presidente da FIA Max Mosley conseguiram, deveria ter mais reconhecimento.

"Bernie e Max após a recessão de 2009 tentaram estabelecer um limite de gastos, mas não conseguiram", disse Maffei em um webcast de Wall Street.

"Chegamos lá, americanos idiotas, o que sabemos sobre o esporte? Falamos que queríamos instalar o teto orçamentário, e eles riram de nós. Chase e sua equipe conseguiram”

"Então Chase fez um trabalho incrível, colocando o esporte na direção certa. E, acima de tudo, conseguindo o Pacto de Concórdia com um limite de gastos. Chase continua sendo nosso presidente não-executivo e esse relacionamento é valioso para nós."

Maffei também sente que a relação "conturbada" entre os donos da Fórmula 1 e as equipes mudou para melhor desde que a Liberty Media assumiu o comando da categoria.

"Chase fez um trabalho incrível. Às vezes me sinto culpado porque fui eu que o convenci a aceitar o trabalho, e então ele teve que voar pelo mundo todo e lidar com equipes. E Chase era um ótimo líder, e impulsionou mudanças muito boas para a Fórmula 1.”

"Bernie Ecclestone construiu o produto e merece um crédito inacreditável. Mas não havia uma visão de longo prazo. E havia uma relação muito difícil com os promotores e nós. Havia uma relação muito difícil entre as equipes e nós.”

"Isso mudou totalmente, é muito melhor porque estamos construindo um sistema juntos e construindo coisas. E Chase foi capaz de fazer um novo Pacto de Concórdia, o que é uma grande conquista em comparação com o que foi feito antes."

Massa COMPARA Bottas e Pérez e comenta DRAMA dos 'segundos pilotos' da F1 2021: "Não é só a cabeça"

PODCAST: Mercedes X Red Bull já pode ser considerada uma das maiores rivalidades da F1?

 

compartilhar
comentários
F1: GP da Grã-Bretanha terá 'quali noturno' como parte da mudança no formato do fim de semana

Artigo anterior

F1: GP da Grã-Bretanha terá 'quali noturno' como parte da mudança no formato do fim de semana

Próximo artigo

F1: Red Bull diz que novos testes de 'asa flexível' não prejudicarão na busca pelo título

F1: Red Bull diz que novos testes de 'asa flexível' não prejudicarão na busca pelo título
Carregar comentários