Chefe da Ferrari crava Leclerc como o próximo campeão da equipe na F1

Para Mattia Binotto, monegasco tem características que o tornam um piloto diferenciado, como Schumacher e Alonso

Chefe da Ferrari crava Leclerc como o próximo campeão da equipe na F1
Carregar reprodutor de áudio

Charles Leclerc será o próximo campeão da Ferrari na Fórmula 1, pelo menos é o que pensa o chefe da equipe Mattia Binotto. Promovido da Sauber em 2019, o monegasco surpreendeu logo em seu primeiro ano pela escuderia, com duas vitórias e sete poles (incluindo mais duas em 2021). Nos anos seguintes, caiu de rendimento junto ao mau momento dos italianos, mas segue bem cotado no grid.

Além de ser rápido em treinos classificatórios, o piloto de 24 anos evoluiu em aspectos de corrida e sabe tanto administrar uma liderança cuidando dos pneus como defende tentativas de ultrapassagem com maestria, segundo Binotto.

Leia também:

"Investimos nele a longo prazo porque estamos completamente convencidos de que ele é o piloto que se tornará o próximo campeão mundial", comentou o chefe da Ferrari à revista GP Racing. "Ele é muito rápido, não apenas em uma volta, mas sua habilidade de atacar e defender na corrida sem perder o ritmo é excepcional. Eu sempre me lembro da disputa contra Lewis em Monza em 2019 ou com Verstappen em Silverstone."

"Charles é muito bom em controlar a pressão e é capaz de vencer porque tem a mentalidade que você precisa quando está na liderança para administrar a situação. Ele é um talento fantástico", acrescentou.

Binotto comparou as características de Leclerc, cada vez mais fortalecidas, às dos grandes campeões da F1 e disse que o monegasco tem o que é necessário para ser diferenciado do resto.

"Sua maneira de gerenciar pneus é incrivelmente diferente agora do que quando começou" disse ele. "Isso o diferencia dos apenas bons pilotos. Se você tiver talento, pode tirar o máximo proveito de um carro. Assim fizeram Michael [Schumacher] e Fernando [Alonso]".

Na atual temporada, Leclerc supera seu companheiro de Ferrari Carlos Sainz na classificação por 152 pontos a 145,5, em uma disputa muito equilibrada da "melhor dupla do grid", segundo Binotto. Apesar de estar à frente na tabela, tem menos pódios que o espanhol - três a um - porém mais poles - duas a zero.

Nenhum deles venceu corrida no ano, mas Charles passou perto no GP da Grã-Bretanha, onde liderou da largada até a 49ª volta de 52 no total.

SCHUMACHER FURIOSO com SENNA em Interlagos? Saiba da TRETA entre os campeões que POUCOS se lembram

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #148: O jogo virou a favor da Mercedes? Quem é o favorito ao título?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Wolff nega que irregularidade de Bottas seja por incerteza de contrato
Artigo anterior

F1: Wolff nega que irregularidade de Bottas seja por incerteza de contrato

Próximo artigo

F1: Pérez defende posição na Red Bull, mas diz que Gasly merece chance em equipe de ponta

F1: Pérez defende posição na Red Bull, mas diz que Gasly merece chance em equipe de ponta