Em meio a 'confusão' com Binotto, Audi estaria atrasada nos planos para F1

Entenda como fabricante germânica de Ingolstadt saiu atrás de Red Bull, Mercedes e Ferrari no que tange a 2026, quando entra em vigor nova regra de motores

The new Audi Sport F1 concept car

Após o surgimento de informações desencontradas sobre uma proposta da Audi para Mattia Binotto comandar o projeto da marca na Fórmula 1, agora o Formu1a.uno reporta que os planos para a entrada da montadora na categoria através de uma equipe de fábrica estão atrasados.

O editor recomenda:

A Audi entrará na elite global do esporte a motor em 2026 a partir da compra da Sauber, hoje chamada de Alfa Romeo. Entretanto, o site dá conta de que o planejamento está com atraso de 6 meses em Neuburg, cidade alemã na qual a fabricante germânica centraliza suas operações de F1.

O trabalho com a unidade de potência estaria especialmente atrasado, reporta o veículo jornalístico da Itália. Tudo isso em meio ao esforço para adequar o motor às novas regras que entrarão em vigor a partir de 2026.

Segundo o Formu1a.uno, a Audi estará de 6 a 8 meses atrás da concorrência. De acordo com a publicação, a marca de Ingolstadt começou seu projeto de unidade de potência recentemente, enquanto Red Bull e Mercedes, por exemplo, já teriam dado o pontapé inicial no fim de 2022.

Ademais, ainda conforme o site italiano, a Audi pretende operar seu primeiro motor híbrido, que servirá como base para o conceito futuro, no fim de 2023, enquanto a Ferrari já teria dado esse passo nas últimas semanas.

De qualquer forma, Oliver Hoffman, membro do conselho de desenvolvimento técnico da Audi, diz: “Estamos no processo de produção da nova unidade de potência e temos grande atenção aos detalhes. Por exemplo, nos materiais utilizados ou nas tecnologias de produção. Também queremos focar em outros fatores, como o gerenciamento de energia de uma unidade híbrida. Afinal de contas, a eficiência é um fator chave para o sucesso na F1 e para a mobilidade do futuro".

"Essas abordagens irão avançar os dois mundos”, completou o dirigente. Além disso, nos últimos dias, a Audi confirmou a contratação do diretor técnico James Key, que ocupava o mesmo cargo na McLaren. Desta também veio o atual CEO da Sauber, Andreas Seidl, que chefiava o time de Woking.

Rico Penteado abre o jogo sobre Michael Schumacher

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com - Mercedes, Aston ou Ferrari: quem termina a F1 23 como 2ª força?

 
 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior TELEMETRIA: Rico Penteado fala se chuva pode atrapalhar planos da Red Bull no Canadá
Próximo artigo F1: Quem pode se dar bem no GP do Canadá

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil