Fórmula 1
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
63 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
77 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
84 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
112 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
140 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
147 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
161 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
168 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
182 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
196 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
203 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
217 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
231 dias

F1 anuncia uso de inteligência artificial em gráficos de TV em 2019

compartilhar
comentários
F1 anuncia uso de inteligência artificial em gráficos de TV em 2019
Por:
4 de dez de 2018 11:44

A Fórmula 1 usará inteligência artificial para ajudar a impulsionar uma série de novos gráficos de televisão que planeja estrear no ano que vem.

Como parte de uma aliança entre a F1 e a Amazon Web Services (AWS), os chefes do esporte têm utilizado as mais recentes tecnologias para aproveitar a ampla gama de dados dos carros que podem ser usados.

Em uma tentativa de ajudar a melhorar a experiência dos fãs em casa, os chefes da F1 revelaram que estão preparando um novo pacote de gráficos que utilizará a ferramenta de aprendizado da máquina da Amazon, a Sagemaker.

Falando durante uma conferência AWS em Las Vegas, o diretor de automobilismo da Fórmula 1, Ross Brawn, disse que os planos estão avançando para um melhor pacote gráfico.

"Para a próxima temporada, estamos expandindo o 'F1 Insights' para nossos espectadores, integrando ainda mais os dados de telemetria, como a posição do carro, a condição do pneu e até o clima, para usar o 'Sagemaker' para prever o desempenho do carro, pit stops e estratégia de corrida ", disse Brawn.

"Haverá algumas novas e empolgantes integrações de inteligência artificial na transmissão de TV de F1 do ano que vem."

Em seu discurso, Brawn ofereceu três exemplos de como os novos gráficos serão usados ​​em transmissões reais.

Ross Brawn, Formula One Managing Director of Motorsports speak about F1-TV in 2019

Ross Brawn, Formula One Managing Director of Motorsports speak about F1-TV in 2019

Photo by: Amazon Web Services

A primeira é oferecer uma visão melhor sobre o estado dos pneus de cada piloto, para que os torcedores tenham uma melhor compreensão se o piloto está sofrendo de superaquecimento ou se tem tudo sob controle.

"Saberemos que alguém está com problemas: os pneus traseiros estão superaquecidos", disse Brawn. "Podemos olhar para a história dos pneus em como eles funcionam e como estão na corrida. O aprendizado da máquina pode nos ajudar a aplicar uma análise adequada da situação”.

"Podemos trazer essa informação para os fãs e fazê-los entender se o cara está com problemas ou se ele consegue administrar a situação. Esses são os insights que as equipes sempre tiveram, mas vamos trazê-los para os fãs e mostrar a eles o que está acontecendo."

Ross Brawn, Formula One Managing Director of Motorsports speak about F1-TV in 2019

Ross Brawn, Formula One Managing Director of Motorsports speak about F1-TV in 2019

Photo by: Amazon Web Services

A F1 também planeja oferecer aos fãs um gráfico para mostrar uma previsão da probabilidade de ocorrer uma ultrapassagem.

Brawn acrescentou: "as disputas são a essência, um aspecto crítico do esporte, e agora, com o aprendizado da máquina e usando dados ao vivo e dados históricos, podemos fazer previsões sobre o que vai acontecer”.

"O gráfico à direita mostra o que esperamos que aconteça neste evento. O que é ótimo nisso, é que as equipes não têm todos esses dados. Nós, como F1, conhecemos os dados dos dois carros e podemos fazer isso para comparar – algo que nunca foi feito antes."

O exemplo final que Brawn mostrou foi uma análise de um pit stop, para mostrar aos fãs a implicação estratégica do que aconteceu.

"Parar no momento certo e encaixar o pneu corretamente pode a ganhar ou perder uma corrida", disse ele. "Vamos pegar todos os dados e dar aos fãs uma ideia de por que eles pararam e quando pararam. A equipe e o piloto tomaram a decisão certa?"

Brawn também revelou que a F1 planeja usar as ferramentas de aprendizado de máquina para ajudar a avaliar novos formatos de corrida e ideias – como grids de largada diferentes – para descobrir se há maneiras de melhorar o show.

Próximo artigo
F1 se diz “esperançosa” em renovar contrato com Silverstone

Artigo anterior

F1 se diz “esperançosa” em renovar contrato com Silverstone

Próximo artigo

Haas: inexperiência nos custou o quarto lugar em 2018

Haas: inexperiência nos custou o quarto lugar em 2018
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble