F1: Após confirmação de Russell na Mercedes, confira grid de 2022 até o momento

Enquanto Haas e Aston Martin já têm seus pilotos e dependem apenas de oficializações, Williams e Alfa Romeo seguem com vagas em aberto

F1: Após confirmação de Russell na Mercedes, confira grid de 2022 até o momento

A terça-feira (07) pode ser de feriado no Brasil, mas na Europa, o dia foi quente, com importantes modificações no mercado de pilotos da Fórmula 1 para 2022. A Mercedes confirmou George Russell, enquanto a AlphaTauri manteve Pierre Gasly e Yuki Tsunoda, deixando poucos assentos ainda livres para o próximo ano.

Alguns nomes já assinaram contratos de longo prazo que os vincularão às suas equipes para além do próximo ano. Lewis Hamilton, Charles Leclerc e Max Verstappen, por exemplo, mantêm seus lugares seguros por anos, enquanto outros precisam se preocupar com a continuidade de suas carreiras na divisão.

Leia também:

Grid de largada da Fórmula 1 de 2022

Equipe Piloto 1 Piloto 2
Germany Mercedes United Kingdom Lewis Hamilton (até 2023) United Kingdom George Russell (até 2022+)
Austria Red Bull Netherlands Max Verstappen (até 2023) Mexico Sergio Perez (até 2022)
United Kingdom McLaren United Kingdom Lando Norris (até 2023+) Australia Daniel Ricciardo (até 2023)
United Kingdom Aston Martin Germany Sebastian Vettel (até 2023) CanadaLance Stroll (a confirmar)
France Alpine Spain Fernando Alonso (até 2022) France Esteban Ocon (até 2024)
Italy Ferrari Monaco Charles Leclerc (até 2024) Spain Carlos Sainz Jr. (até 2022)
Italy AlphaTauri France Pierre Gasly (até 2022) Japan Yuki Tsunoda (até 2022)
Switzerland Alfa Romeo Finland Valtteri Bottas (até 2023+) ??
United States Haas Russian Federation Nikita Mazepin (a confirmar) Germany Mick Schumacher (a confirmar)
United Kingdom Williams ?? ??

Nota: "Ano+" indica quaisquer termos ou contratos mais longos

Mercedes: Hamilton estendeu seu contrato em julho, que expirou no final de 2021, por mais dois anos e permanecerá na equipe até 2023. Valtteri Bottas foi anunciado na Alfa Romeo nesta segunda-feira (6) e já no dia seguinte a Mercedes confirmou a contratação de George Russell, em um "acordo de longa duração", sem especificar quantos anos.

Red Bull: Verstappen está certo, por muito tempo. Em janeiro de 2020, ele recebeu uma prorrogação antecipada do contrato com a RBR. Duração: até o final de 2023. No entanto, o conselheiro da equipe Helmut Marko confirmou que existem certas cláusulas de saída. O vinculo de um ano de Sergio Pérez terminaria após a temporada de 2021. No entanto, foi estendido para 2022 no final de agosto.

McLaren: Lando Norris e Daniel Ricciardo também estarão na tradicional escuderia em 2022. O britânico assinou uma extensão de contrato antecipada em 2019. Em maio de 2021, ele renovou por vários anos. Já o australiano ingressou na McLaren em 2021 e permanecerá lá por mais algumas temporadas além de 2021. No mínimo, até o final de 2022.

Aston Martin: Sebastian Vettel chegou à equipe 2021 e nela deve permanecer por um bom tempo - ele tem contrato de vários anos, mas a duração exata não é conhecida. A própria Aston indicou em um tweet que é até 2023. O atual companheiro do alemão, Lance Stroll, só foi confirmado para 2021, mas como filho do chefe da escuderia, Lawrence Stroll, tem boas perspectivas de uma continuação e já é apontado pela própria F1 como piloto em 2022.

Alpine: Fernando Alonso não voltou à Fórmula 1 apenas por um ano, ele ficará com a Alpine pelo menos até o final de 2022. O companheiro de equipe Esteban Ocon por ainda mais tempo. Conforme anunciado antes do GP da França, ele tem vinculo com a equipe até 2024.

All Drivers

All Drivers

Photo by: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Ferrari: Leclerc e Carlos Sainz seguem como a dupla de Maranello. O monegasco assinou um contrato de longo prazo até e incluindo 2024 em 2019. Nenhum outro piloto da categoria tem mais clareza sobre seu futuro. Já o espanhol está definido a médio prazo: ficará na Ferrari até pelo menos o final de 2022.

AlphaTauri: A segunda equipe da Red Bull quase tradicionalmente dá a seus pilotos contratos de um ano. Este é o caso de Pierre Gasly e Yuki Tsunoda: ambos estão com seus acordos renovados apenas até o final de 2022. Mas vale lembrar que o contrato com a equipe é diferente do contrato com a Red Bull. Gasly por exemplo está ligado à marca austríaca até 2023, podendo ser promovido para a Red Bull novamente caso julgem correto.

Alfa Romeo: Os contratos de Antonio Giovinazzi e Kimi Raikkonen expiram no final de 2021 e o finlandês anunciou aposentadoria da F1 após a atual temporada. Com isso, a escuderia já anunciou Bottas como seu substituto. Ainda está em aberto quem ficará com o segundo assento e são especulados nomes como Alexander Albon e Nyck de Vries.

Haas: Mick SchumacherNikita Mazepin continuarão sob contrato após a temporada de 2021. Antes de suas estreias na Fórmula 1 em 2021, ambos haviam feito acordos de vários anos com a equipe americana. A duração exata é desconhecida, mas em qualquer caso ainda inclui a próxima temporada. Gunther Steiner, chefe da equipe, já disse que está pronto para oficializar os dois como a dupla de 2022.

Williams: Nicholas Latifi deve ficar com a Williams por mais um campeonato. Ele provavelmente assinou um contrato de três anos em 2020, que também deve incluir a temporada de 2022. O contrato de três anos de Russell expira no final de 2021 e os rumores de que ele iá para a Mercedes estão cada vez mais fortes com a ida de Bottas à Alfa Romeo. Assim, a equipe de Woking deve ter um assento vago e também especula Albon e de Vries.

F1 2021: Saiba CINCO fatores que MUDAM na Mercedes com RUSSELL ao lado de HAMILTON

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #129 - A aposentadoria de Raikkonen e tudo sobre o GP da Holanda

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Red Bull questiona interferência da Mercedes em negociação de Albon com Williams

Artigo anterior

F1: Red Bull questiona interferência da Mercedes em negociação de Albon com Williams

Próximo artigo

F1: Binotto diz que mudança para combustíveis sustentáveis "é um grande negócio"

F1: Binotto diz que mudança para combustíveis sustentáveis "é um grande negócio"
Carregar comentários