F1: Button e Coulthard acreditam em retorno de Hamilton em 2022

Campeão de 2009 fala em desejo de compatriota em conquistar oitavo título, enquanto escocês vê impacto da perda como coisa do passado

F1: Button e Coulthard acreditam em retorno de Hamilton em 2022
Carregar reprodutor de áudio

Jenson Button está confiante de que o ex-companheiro de equipe, Lewis Hamilton, continuará correndo na Fórmula 1 este ano, apesar da incerteza sobre o futuro do piloto da Mercedes.

Hamilton não fala publicamente desde o controverso final da temporada de F1 em Abu Dhabi. O chefe da Mercedes, Toto Wolff, falou que Hamilton está desiludido com a F1 após os eventos, não dando certeza sobre a continuidade do piloto na categoria.

Leia também:

Mas enquanto as perguntas sobre se Hamilton voltará ou não à F1 continuam sendo levantadas, o ex-campeão Button está otimista de que seu ex-parceiro da McLaren voltará quando ele almeja sua oitava coroa.

Falando em uma aparição no programa de televisão britânico Good Morning Britain na quarta-feira, Button disse: “Eu realmente espero que ele volte.”

“Acho que ele estará correndo e quer ganhar o oitavo título para ser o piloto de Fórmula 1 mais condecorado da história. E ele vai fazer isso. Eu realmente acho que sim.”

Outro ex-piloto da F1, David Coulthard, acredita que Hamilton deixará o que aconteceu no final da temporada passada para trás.

O vice-campeão de 2001, acredita que é possível que Hamilton tenha começado a deixar o circuito de Yas Marina para trás.

"Acho que ele vai ficar entediado com todo mundo dizendo: 'Você foi roubado, Lewis!' ou "Você é o campeão do povo, Lewis! Ele vai evitar até mesmo ter essas conversas", disse o escocês em entrevista ao jornal britânico Telegraph.

"A grande decisão foi quando ele se comprometeu com o novo contrato de dois anos (com a Mercedes) no meio da temporada passada. Não acho que Abu Dhabi mudará nada. É claro que ele gostaria de ganhar."

"E eu acho que ele ficou muito chateado, como qualquer um ficaria naquelas circunstâncias. Mas acho que a realidade é que o choque foi provavelmente muito menor para ele do que teria sido para Toto, ou o resto da equipe, ou seus fãs" analisou.

"Não posso me comparar a Lewis em termos de sucesso ou velocidade, mas acho que me identifico com esse distanciamento emocional, uma vez que o momento passa. A euforia do sucesso desaparece rapidamente, e a decepção da perda também."

O MISTÉRIO de HAMILTON: até que ponto SILÊNCIO de piloto é válido?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #159 – O que esperar da temporada 2022 da F1?

 
 

 

 

compartilhar
comentários
F1: Raikkonen não sabe por que fãs gostam dele
Artigo anterior

F1: Raikkonen não sabe por que fãs gostam dele

Próximo artigo

F1: Ímola deve renovar com FOM para GP da Emilia Romagna até 2025

F1: Ímola deve renovar com FOM para GP da Emilia Romagna até 2025
Carregar comentários