Fórmula 1
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

F1: Chefe da Red Bull diz que Gasly vai sair da má fase em breve

compartilhar
comentários
F1: Chefe da Red Bull diz que Gasly vai sair da má fase em breve
Por:
Co-autor: Edd Straw
7 de mai de 2019 12:44

Christian Horner acredita que o novo piloto da escuderia austríaca terá uma melhora de rendimento na temporada 2019 da F1

Chefe da Red Bull, Christian Horner está confiante de que seu novo piloto Pierre Gasly está para sair da má forma apresentada no começa da temporada 2019 da Fórmula 1. Depois do GP do Azerbaijão, o dirigente elogiou o francês, que fez uma corrida “muito mais forte” do que as anteriores. “Ele está saindo da má fase e nós sabemos que ele ainda pode melhorar muito”, disse o britânico.

Gasly teve um grande avanço com o RB15 no circuito de rua do Azerbaijão, o que se refletiu em sua classificação em sexto lugar, embora ele tenha sido forçado a abandonar por causa de uma falha no sistema de transmissão.

Leia também:


Perguntado sobre o que a Red Bull vem fazendo para ajudar Gasly a superar seu difícil início de temporada, Horner disse: "Acho que ele teve muito apoio da equipe e está trabalhando com um bom engenheiro. Ainda vai levar tempo para a adaptação total, e é claro que ele tem aquele enorme desafio ao lado dele [Max Verstappen]”.

As dificuldades iniciais de Gasly com o RB15 ecoaram uma tendência de sua carreira júnior, na qual o francês muitas vezes precisou de tempo para se adaptar às novas máquinas. Suas quatro vitórias na F4 aconteceram nas cinco últimas corridas de sua campanha de 14 corridas em 2011. E após ficar apenas em 10º na sua temporada inaugural na Fórmula Renault no ano seguinte, ganhou o campeonato de pilotos em seu segunda tentativa”.

Ele teve caminho semelhante no título da GP2 em 2016, emergindo em sua segunda temporada completa, depois de uma seca de três anos sem vitória. Gasly, no entanto, rejeitou a sugestão de que ele tinha uma tendência a se adaptar lentamente, lembrando de seu vice-campeonato em sua única temporada na Super Fórmula dois anos atrás.

"Eu acho que depende muito do tipo de carro que eu tenho", explicou ele ao Motorsport.com. "Eu sei que sou meio que um piloto agressivo, preciso ter muita velocidade, colocar muito carga na traseira. E sim, às vezes funciona, às vezes não funciona [e] precisamos encontrar maneiras de contornar isso”.

"Com certeza eu posso ter um impacto na minha pilotagem e acho que o que funcionou no ano passado na Toro Rosso provavelmente precisa mudar um pouco para este ano para se adequar totalmente a este carro. Mas a coisa é que a Super Fórmula era um carro muito difícil e dentro de uma temporada, com alto nível [de pilotos], eu consegui terminar em segundo no campeonato. Realmente depende do carro”.

Pierre Gasly, Red Bull Racing, is interviewed after Qualifying

Pierre Gasly, Red Bull Racing, is interviewed after Qualifying

Photo by: Andy Hone / LAT Images

Próximo artigo
Chefe acredita que Renault é capaz de render "muito mais" na F1

Artigo anterior

Chefe acredita que Renault é capaz de render "muito mais" na F1

Próximo artigo

Regras de 2021 da Fórmula 1 ainda têm pontos a serem resolvidos

Regras de 2021 da Fórmula 1 ainda têm pontos a serem resolvidos
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Pierre Gasly
Equipes Red Bull Racing Compre Agora
Autor Valentin Khorounzhiy