F1: Com Gasly 'pendurado', veja pontos da superlicença de cada piloto em 2023

Sistema de pontuação de penalidade se tornou um grande assunto em 2022, quando, pela primeira vez, um piloto arriscou ser banido de uma corrida

Pierre Gasly, Alpine

A regra da FIA em relação ao sistema de pontuação de penalidade na superlicença da Fórmula 1 é clara: o piloto que atingir 12 pontos na 'carteira' fica suspenso da próxima corrida (e assim como na 'vida real', eles levam um ano para se expiraram desde a data da aplicação da punição).

Leia também:

Por conta disso, na temporada passada, Pierre Gasly - piloto da AlphaTauri - se viu prestes a perder um GP depois de acumular dez pontos na sua superlicença. Na época, rumores surgiram alegando que o francês poderia ganhar uma sanção deliberada para sofrer o banimento ainda como piloto da família Red Bull e não levar essa pendência para a nova equipe, Alpine.

A F1 originalmente introduziu o sistema de pontos de penalidade para gerenciar melhor os padrões. No passado, apenas incidentes violentos – como a batida de Romain Grosjean no GP da Bélgica em 2012 e as 'manobras' de Mika Hakkinen na primeira curva no GP da Alemanha de 1994 – justificavam a intervenção da FIA.

Mas o processo de contabilização provou ser pesado para Gasly que, embora nenhum incidente tenha se destacado como grave, descobriu que uma série de momentos menores poderiam levá-lo a um grande período de apreensão.

Gasly colidiu com Lance Stroll na Espanha e com Sebastian Vettel na Áustria. O francês também foi penalizado por limites de pista no Red Bull Ring e estava em alta velocidade sob bandeira vermelha em Suzuka. Além disso, deixou uma brecha muito grande para o safety car em Austin e levou vantagem fora de pista no duelo com Stroll no México.

Com os pontos permanecendo por 12 meses - um ano - a partir do momento da aplicação da punição, Gasly não vai se livrar de nenhum deles até 22 de maio, uma segunda-feira pós GP da Emília Romana em Ímola.

Isso significa que ele terá que ter cuidado para não sofrer penalidades nas primeiras seis corridas (se a China não for substituída) da temporada de 2023 - caso contrário, a Alpine poderá ter que recorrer a um piloto substituto.

Tsunoda was given a 10-place grid penalty for picking up five driver reprimands in 2022, but former team-mate Gasly is the closest to a race ban for penalty points

Tsunoda was given a 10-place grid penalty for picking up five driver reprimands in 2022, but former team-mate Gasly is the closest to a race ban for penalty points

Photo by: AlphaTauri

Atrás de Gasly na classificação por pontos de penalidade, Lance Stroll e Daniel Ricciardo aparecem em segundo lugar com oito pontos cada um. No entanto, é improvável que isso tenha algum impacto sobre o australiano, que não estará no grid nesta temporada. 

Contudo, Stroll continuará com sua pontuação, por pelo menos, nas três primeiras corridas deste ano antes que a situação melhore. Atrás dos dois aparece o piloto da Williams, Alexander Albon, com sete pontos e Fernando Alonso, que trocou a Alpine pela Aston Martin, com seis.

O bicampeão mundial Max Verstappen começa 2023 com seus dois pontos pela colisão com Lewis Hamilton no Brasil, assim como seu companheiro de Red Bull Sergio Pérez, que deixou muita distância para o safety car em Singapura, mas ainda conseguiu manter a vitória na corrida.

Charles Leclerc conseguiu um ponto por seus movimentos contra Pérez na chicane final em Suzuka, que ajudou a tornar Verstappen o campeão mundial. Lewis Hamilton (Mercedes), Carlos Sainz (Ferrari), Valtteri Bottas (Alfa Romeo) e Nyck de Vries (Williams), todos entram na nova temporada com uma ficha totalmente limpa.

O único piloto a receber uma penalidade de grid por muitas infrações nesta temporada foi Yuki Tsunoda (AlphaTauri), que recebeu cinco repreensões e, portanto, teve uma penalidade de 10 posições em Monza. Carlos Sainz esteve perto de receber o mesmo tipo de punições com quatro repreensões.

Pontos na superlicença dos pilotos:

Piloto Pontos Data de expiração dos pontos
France Pierre Gasly 10 22.05.23 (2 pontos)
Australia Daniel Ricciardo 8 26.03.23 (1 ponto)
Canada Lance Stroll 8 09.04.23 (2 pontos)
Thailand Alex Albon 7 27.03.23 (2 pontos)
Spain Fernando Alonso 6 08.05.23 (3 pontos)
France Esteban Ocon 5 20.03.23 (2 pontos)
Canada Nicholas Latifi 5 12.06.23 (1 pontos)
China Zhou Guanyu 4 27.03.23 (1 pontos)
Japan Yuki Tsunoda 4 03.07.23 (2 pontos)
United Kingdom George Russell 4 10.07.23 (2 pontos)
Denmark Kevin Magnussen 3 08.05.23 (2 pontos)
United Kingdom Lando Norris 3 10.07.23 (1 ponto)
Germany Mick Schumacher 3 23.10.23 (1 ponto)
Germany Sebastian Vettel 2 10.07.23 (1 ponto)
Mexico Sergio Perez 2 02.10.23 (2 pontos)
Netherlands Max Verstappen 2 13.11.23 (2 pontos)
Monaco Charles Leclerc 1 09.10.23 (1 ponto)

Sainz propõe novo tipo de punição na F1

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #211 - O que esperar da F1 em 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Em resposta "morna", F1 lembra que Andretti/Cadillac ainda precisam de aprovação formal para entrada
Próximo artigo F1: Uso do motor Honda é caminho lógico para Cadillac no início da parceria com Andretti; entenda

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil